GUIA DO GAUCHÃO 2012: E. C. Juventude


O Juventude começa 2012 buscando consolidar uma mentalidade que custa a ser aceita pelo clube: os tempos de NOVO RICO acabaram. Desde o fim da parceria com a Parmalat, no início da década passada, clube e torcida passaram por anos de um purgatório que, enfim, tornou-se um inferno com a súbita DESPENCADA da primeira para a quarta divisão do futebol nacional em apenas três anos.

Acredito que a principal razão do clube ter levado tanto tempo para cair na real sobre sua nova realidade foram os seguidos anos de BONANÇA que acostumaram muito mal seu torcedor, especialmente a gurizada que cresceu vendo seu time conquistar títulos e estar entre os grandes por tanto tempo.

A verdade é uma só: o Juventude voltou a ser um clube pré-Parmalat, ou seja, com uma excelente estrutura perto da maioria dos seus parceiros do interior, porém novamente muito longe de querer se comparar à dupla grenal. Não aceitar isso significa CAMBALEAR por mais tempo.

CAINDO NA REAL

O ano que passou foi promissor, porém com uma grande decepção – talvez apenas menor do que os rebaixamentos das temporadas anteriores. Após ser o campeão do interior no Gauchão, o Juventude encarou a série D com seriedade. E medo, pois novo eventual fracasso significaria virar um time FORA DE SÉRIE.

Mas apesar da campanha excelente na fase classificatória, o Ju sucumbiu no primeiro mata-mata, ficando sem calendário para 2012. Fato este que, após uma discreta reformulação do elenco, só foi corrigido num PARTO DE BIGORNA INCANDESCENTE em Lajeado, com a conquista da Copa FGF e a reconquista do direito a disputar a quarta divisão nacional.

PRÉ-TEMPORADA

O maior reforço do Juventude foi a manutenção da base do ano anterior. Não vieram reforços que pudessem ser comemorados pela torcida, sequer para o lugar do meia Cristiano, referencial técnico do time em 2011, que ganhou ASAS e voou para o Red Bull Salzburg.

O elenco é formado por muita gurizada da base e por jogadores um pouco mais experientes, forjados nos interiores gaúcho e catarinense. E por Zulu, uma EMULAÇÃO do velho Adão, criticado por alguns mas que, mal ou bem, faz seus golzinhos. Para engrossar o caldo, são aguardados os retornos do promissor Alex Telles e do experiente Léo Maringá, ambos em recuperação de lesões no joelho.

Em preparação desde dezembro, venceu por 2 a 0 o Pradense e por 6 a 0 o Paduense (ambos amadores), além de 2 a 0 no Zequinha, 1 a 0 no Ypiranga e 1 a 1 com o Canoas (no único jogo no Jaconi).

E é assim que o Juventude vai se reconstruindo. Apostando na revelação de pratas da casa para repasse para o exterior e tentando se reerguer. Mesmo que aos poucos.

Novos uniformes do Juventude para a temporada 2012.

Goleiros:

Jonatas (ex-Pelotas, no clube desde 2010), Follmann (categorias de base) e Anderson (categorias de base)

Zagueiros:

Bruno Salvador (ex-Pelotas, no clube desde 2010), Rafael Pereira (ex-Metropolitano/SC, no clube desde 2010), Ricardo Filho (ex-CFZ/RJ, no clube desde 2011 e filho do ex-zagueiro Ricardo Rocha), Bressan (categorias de base), Vagner (categorias de base) e Marlon (ex-Criciúma/SC, vindo esta temporada)

Laterais:

Alex Telles (categorias de base), Everton (ex-Anápolis/GO, no clube desde 2011), Moisés (categorias de base), Rafael Mineiro (ex-Cianorte/PR, vindo esta temporada) e Tiago Silva (ex-Águia Negra/MS, vindo esta temporada)

Volantes:

Deoclécio (categorias de base), Fabrício (categorias de base), Jardel (ex-Pelotas, no clube desde 2011), João Victor (categorias de base), Léo Maringá (ex-Cruzeiro/RS, no clube desde 2011) e Tássio (categorias de base)

Meias:

Alan (categorias de base), Nico Martínez (ex-Sportivo Luqueño/Paraguai, no clube desde 2011), Athos (ex-Brasil de Pelotas, vindo esta temporada), Dagoberto (categorias de base), Ronielly (ex-Porto Alegre, no clube desde 2011), Ramiro (categorias de base) e Nem (ex-Juventus/SP, vindo esta temporada)

Atacantes:

Zulu (ex-Pohang Steelers/Coreia do Sul, no clube desde 2011), Morais (categorias de base), Eraldo (ex-Joinville/SC, no clube desde 2011), Hiago (categorias de base), Jonatas Belusso (ex-Americana/SP, vindo esta temporada) e Michel (ex-América/SP, no clube desde 2011)

Time-base:

Jonatas; Rafael Mineiro, Rafael Pereira, Bruno Salvador e Everton; Ricardo Filho, Jardel, Nem e Athos; Jonatas Belusso e Zulu.

Treinador: Antonio Picoli (assumiu em janeiro de 2011)

Por Franco Garibaldi
@francogaribaldi

Publicado em Gauchão 2012, Juventude com as tags , , , , . ligação permanente.

10 Respostas a GUIA DO GAUCHÃO 2012: E. C. Juventude

  1. Franco Garibaldi diz:

    E corre o boato forte em Caxias desde o final da manhã de que, na segunda-feira, deverá ser apresentado Mithyuê, aquele rapazinho que gosta bastante de velocidade, tanto é que já estraçalhou dois carros apenas durante sua passagem pelo clube da Azenha. TALVEZ um dos motivos de seu futebol não ter DESABROCHADO ainda. A confirmar…

  2. daroit diz:

    bah, FURO DE REPORTAGEM haha

    1º) Dal Ponte sempre faz os melhores uniformes do país

    2º) Espero que o Juventude morra, com todo o respeito. Mas o time me parece melhor que o de 2011 e é ridiculamente melhor que o de 2010.

  3. Franco Garibaldi diz:

    Pô, 2010 nem conta. Tínhamos o Osmar LOST na casamata…

    Sobre a Dal Ponte, fato. Até o Flávio Gomes, da ESPN e torcedor da Lusa, tava de cara com a comparação entre os uniformes do Ju e “aquilo” que a Lupo cometeu para seu time esta temporada.

  4. tiagozilli diz:

    Olha, se o Juventude fechar com o Mithyuê é uma baita bola dentro. Pro nível que estão as coisas no interior, serve bem.

  5. luizkochhann diz:

    Belo uniforme! Só não gosto da camiseta preta.

  6. Ehehehe, casualmente a que estava usando hoje! É baseada numa camisa do início dos anos 40: http://www.minhascamisas.com.br/wordpress/2011/12/17/novas-camisas-do-juventude-2/juventude_4/

  7. Cicero diz:

    dos times do interior talvez o Juventude conte com o melhor goleiro. Quanto ao resto do elenco não conheço ninguém.

  8. Cicero diz:

    ps.: torço que Juventude e Novo Hamburgo derrubem a dupla Gre-Nal.

  9. Eu acho o Jonatas meio espetaculoso, sempre faz uma onda muito grande nas defesas, que se simplificasse daria no mesmo. Mas ele não é o furo do time, isso é certo.
    Quanto a resultado de hoje, fecho com o Picoli: o resultado foi aceitável e a atuação ruim. Vamos ver o que rola daqui por diante…

  10. Pingback: GUIA DO GAUCHÃO 2013 – E.C. JUVENTUDE | Toda Cancha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *