Cerâmica perde em casa para o São José

Quando eu era piá curtia tomar uns banhos de chuva e me atirar nas poças d’água que se criavam no gramado de casa, que acabava virando um LODÃO brabo e eu ficava todo cheio de barro. Aí a mãe ficava enlouquecida e eu só não apanhava porque ela não queria sujar as mãos, mas o que eu ouvi de “XISPA pro banho agora guri” não tem nem como calcular. Pois então, quem dera tivesse alguma mãe capaz de proferir a frase pro pessoal que deixou acontecer o jogo de ontem no Vieirão, em Gravataí. Não que tivesse chovido tanto, mas foi suficiente pra fazer com que a partida não tivesse uma troca de três passes sequer.

Jogadores divididos entre pegar a bola e PESCAR JUNDIÁ no Vieirão. Foto: site do Cerâmica.

O começo do jogo estava marcado para as 19h, mas este só começou uma hora depois, por causa da breve pancada de chuva que caiu na cidade, suficiente pra causar o caos futebolístico. Com um time leve, o Cerâmica foi quem mais sofreu com o gramado problemático. Com o gramado e com Rafael Xavier, de grande atuação, registre-se. Mas pouco se pode falar sobre o futebol apresentado pelas equipes no primeiro tempo, justamente porque futebol que é bom pouco teve. Muita bola pro alto e nenhuma jogada bem construída. O segundo tempo teve o mesmo retrato do primeiro, com o acréscimo de mais chuva que caía de forma lenta, porém XAROPE no gramado já esburacado de Gravataí. Só lá pelos 32 minutos da segunda parte é que Reinaldo completou cruzamento da direita e anotou o 1×0 para o São José. Depois disso o Cerâmica tentou o famoso MURICYBOL, aquele dos cruzamentos sem sentido na área buscando que alguma ALMA PENADA cabeceie ou, sei lá, acerte o pâncreas na bola pra ela ir pras redes. Como isso não aconteceu, o jogo acabou no placar citado.

Na próxima rodada, quarta-feira às 17h, o São José vai jogar em casa contra o Caxias, que vem embalado pela vitória no CAJU. Enquanto isso, às 20h30 da mesma quarta, o Cerâmica enfrenta o São Luiz em Ijuí.

Cerâmica: Cesar Luz, Maurinho, Djair, Marcão, Fábio Silva, Pedro (Maceió), Robson, Nunes, Dinei (Maurício), Cidinho (Dalmo) e Leo Mineiro
Técnico: Lico Freitas

São José: Tiago Volpi, Edílson, Glauco, Fabiano Eller, Fernando, Reinaldo, Tairone (Wagner), Leandro Leite, Franciel, Alex (Ataíde) e Xavier (Cleber).
Técnico: Agenor Piccinin

Gol: Reinaldo (São José)

Arbitragem: Diego Almeida Real, auxiliado por Cristiano Arlei Henning, Tatiana Jacques de Freitas e Jonathan Benkens Pinheiro.

Cartões amarelos: Fábio Silva (Cerâmica), Glauco (São José)

Local: Estádio Antônio Vieira Ramos – Vieirão
Data: 05/02/2011
Hora: 19h (iniciou com atraso às 20h)

Toco y me voy
Douglas Beretta

Publicado em Cerâmica, Gauchão 2012, São José com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *