Resumo da 5ª rodada da Taça Piratini – Gauchão 2012

E terminou-se a RODADA DOS CLÁSSICOS do Gauchão, marcada pela CHUVA TORRENCIAL que castigou o Estado e praticamente TODOS os jogos, que foram marcados para mais ou menos o mesmo horário sem motivo algum. Sendo você um dos desabrigados pelo DILÚVIO ou uma das milhões de famílias que ficaram sem energia elétrica desde então, se liga aqui que contaremos tudo o que aconteceu na rodada e você não pode ver por conta da CEEE:

– No principal jogo da rodada, o Caxias passou como uma PIPA MECÂNICA por cima do Juventude, no clássico da cidade serrana disputado no Centenário em plena época de FESTA DA UVA. Um convincente 3×1, que poderia ter sido mais, com direito a GOLAZO do lateral-esquerdo Fabinho, que driblou todo o time verde e FUZILOU a goleira defendida por Jônatas como se fosse VAN DAMME em um filme tosco de ação. Com o resultado, os grenás tomaram a dianteira do campeonato e continuam invictos no TARSOGENRÃO, enquanto o Juventude caiu para 4º em seu grupo e somou 8 gols sofridos em dois jogos consecutivos na SERRA GAÚCHA, e passará os próximos 40 anos empurrando carros alegóricos pelas ruas FRIOLENTAS da região pra pagar apostas.

– Em Santa Cruz, no clássico da GRIPE AVIÁRIA entre o Periquito Avenida e o Canário Ypiranga, nenhum dos dois conseguiu se desgarrar do pescoço do outro na briga pela SALVEZZA. Com seus 340 novos jogadores ex-Grêmio contratados nos últimos dias, como Mateus Magro, Juninho Botelho e Bérgson, os amarelos de Erechim conseguiram, finalmente, marcar seu PRIMEIRO GOL no campeonato, e ainda se dar ao luxo de marcar o segundo, ambos com Cléber Luiz. Já os verdes germânicos, mesmo contando com a AURA de FLAVIANO, O MITO, que reestreou no clube com gol, não conseguiram, de novo, vencer em casa um oponente direto contra o rebaixamento, após o 3×3 contra o sofrível Canoas no meio da semana. Mesmo assim, ainda livra três pontos e quatro posições  do último degolado até aqui, o próprio Ypiranga, graças à vitória épica de virada contra os reservas do Inter, que joga cada partida com um time diferente e causa um tremendo DESEQUILÍBRIO TÉCNICO no certame.

– Tirando o Ca-Ju, o outro grande jogo da rodada, como todos já sabem, aconteceu em Porto Alegre. E, no confronto de líderes, o Cruzeiro empatou com o Lajeadense, no clássico BMGeiro incensado pelos 3645 confrontos desde a Segundona 2009. Com direito a gandula atrasando o jogo por falar no celular, os dois times se contentaram com a igualdade após o intervalo e ABDICARAM do jogo. Agora, apenas o Lajeadense é lider, beneficiado pela ruindade de seu grupo, enquanto o Cruzeiro caiu para segundo em sua chave. O Estrelado, porém, lidera a disputa pela vaga na Série D, seguido pelos dois clubes celestes do RINCÃO, que vêm um ponto atrás.

– No jogo em que Sotilli prometia fazer chover, choveu mesmo, mas não gols do HIGLANDER, água mesmo. Primeiro tempo acabou 1×0 pro Nóia num gol do Juba, o Odiado. Veio o intervalo, vieram dois temporais que se fundiram, e o jogo ficou parado por uma hora. Por incrível que pareça, o gramado do Estádio do Vale resistiu BRAVAMENTE (CHUPA CAPITAL), e a bola pode rolar pro segundo tempo, equipe do São Luís pressionou a equipe da casa no início, mas o Nóia fechou a conta com gols do Paulinho Macaíba, que estava voltando de lesão, e outro do Odiado, em um jogo que durou mais de TRÊS HORAS. Foi a terceira derrota seguida dos desfalcadíssimos rubros, que já FLERTAM com o rebaixamento.

– No clássico da ZONA NORTE DA GPA, o São José se deu melhor e venceu o Cerâmica em Gravataí por 1×0, gol de Reinaldo, após atraso de UMA HORA no início da peleia graças ao TURBILHÃO DE ÁGUA caído dos céus. Foi a segunda derrota consecutiva em casa dos TRICOLORES, que após ótimo início já não figuram mais entre os classificados em sua chave. Já para os azuis da Assis Brasil é um sopro de vida após a LAPADA que tomaram do Cruzeiro no DERBY da última quarta-feira, e que coloca o time novamente na briga pelas vagas nos playoffs e na Série D, agora com Paulo Rangel, o monstro, novamente ostentando a camisa 9 do Zequinha.

– Na Boca do Lobo, o Pelotas fez o que o Avenida não fez: marcou o seu 6º ponto em dois jogos em casa contra Canoas e Ypiranga. Contra o terrível time da Praça do Avião, os áureos-cerúleros precisaram se valer da ALMA BETO ALMEIDÍSTICA para garantir a vitória, com um gol marcado após 59 chutes consecutivos que iam e voltavam da meta rubra, com o chute certeiro desferido pelo uruguaio GULY, que encarnou a alma de seu irmão Cavani e meteu a gorducha pra dentro das redes. O Lobo, que perdeu seus 3 primeiros jogos, agora pode começar a pensar em classificação, embora ainda a 3 pontos da ZONA. Já aos canoenses, merecidos lanternas do COSTELÃO, só resta rezar para NOSSA SENHORA DO TRENSURB.

– Por fim, no último jogo da RONDA, o PENTACOLOR mandou o Santa Cruz de volta para a briga contra a degola com um solitário gol do ODIADO Danilo Santos, para desespero da Rádio Veranense. O VEC agora já figura na zona de classificação, enquanto o Galo teutão está a apenas dois pontos do INFERNO.

Do outro jogo não falaremos.

Fichas mais completas dos jogos estão PIPOCANDO no Toda Cancha até a terça-feira, ligue-se!

Resultados:

05/02

Cruzeiro 1×1 Lajeadense
Caxias 3×1 Juventude
Cerâmica 0x1 São José
Novo Hamburgo 3×0 São Luiz
Veranópolis 1×0 Santa Cruz
Avenida 2×2 Ypiranga
Pelotas 1×0 Canoas
Grêmio 2×2 Internacional

Classificação:

Artilheiros:

5 goletas

Zulu (Juventude)

4 goletas

Juba (NH)
Danilo Santos (Veranópolis)
Gavião (Cruzeiro)

Próximos jogos:

08/02

17h
São José x Caxias

20h30
Santa Cruz x Pelotas
Canoas x Novo Hamburgo
São Luiz x Cerâmica

22h
Ypiranga x Grêmio

09/02

19h
Lajeadense x Veranópolis

19h30
Juventude x Avenida

15/02

19h30
Internacional x Cruzeiro

Que época para se torcer no Gauchão,

Guilherme Daroit

Publicado em Gauchão 2012. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *