Avenida 1×0 Lajeadense – Estádios dos Eucaliptos

E finalmente chegou o dia do primeiro CLÁSSICO DOS VALES do CHIMARRÃOZÃO 2012. Infelizmente, nada parecido com um Avenida x Lajeadense da década de 80, quando o QUEBRA-PAU entre as torcidas – munidas de armas e cassetetes roubados dos pobres brigadianos espancados – por causa de uma BUZINA parou o jogo por mais de 20 minutos. Dessa vez, os brigadianos rondavam os Eucaliptos apenas para não deixar que os pobres torcedores jogassem CERVEJA pra dentro do estádio, no que foram eficazes, acabando com qualquer chance de os viventes SUPORTAREM a chatice do jogo no belíssimo gramado da GAIOLA DO PERIQUITO.

PONTO CHAVE: Alex Amado. O irmão gêmeo de @mlklaser, mesmo com seu 1,50m de altura, foi a única VIV’ALMA dos verdes capaz de trombar – e passar por eles – com os grandalhões lajeadenses. Não por acaso, o filhotinho de ídolo já vendido ao Brasil foi o responsável pela anotação do TENTO dos santa-cruzenses, aproveitando, em meio a 83 adversários, um rebote FORNECIDO exatamente em seus pés pelo goleiro Fernando após chute cruzado.  Vem jogando muito o garotinho.

trio de arbitragem atrás das grades, como deveria ser

AS EQUIPES:

O Avenida, desesperado pra se livrar da ameaça de um novo rebaixamento, atuou na famosa e velha conhecida TÁTICA GILMAR ISER: todos ao ataque sem qualquer coordenação, bundalelê na área e reza pra sair um gol daí. E deu certo. A primeira etapa foi completamente VERDE, tamanha a superioridade do Periquito em cima dos lentos e cansados alviazuis, que novamente entraram em campo dormindo e, pelo SÉTIMO JOGO seguido (todos) , não jogaram nada no primeiro tempo.

Já no segundo tempo, a história se inverteu. O Periquito depenou-se após tamanha EFUSIVIDADE no ataque, queda simbolizada por um jogador que não direi o nome que, ao receber um passe, gritou “Alexandre, sobe tu que eu não tenho mais perna”. Aos 38 de PRIMEIRO TEMPO.

Aproveitando-se disso, o Alviazul passou a dominar o jogo, e o segundo tempo transformou-se em território lajeadense, que dominou completamente o jogo. Mesmo assim, com chances bizarramente erradas por Celsinho e Rudiero, esse livre, na pequena área, no último lance do jogo, os rapazes da terra da Fruki não conseguiram vencer a meta verde e o árbitro, que anulou de forma ESQUIZOFRÊNICA um gol legalíssimo de Robert e, depois, resolveu discutir com a torcida visitante aos berros de “QUER ME XINGAR VEM AQUI E FAZ MELHOR, SEU FILHO DA PUTA”, mostrando grande conhecimento da tática GORDA DE ORKUT para acabar discussões.

A MASSA: Os periquitos, sabedores de que precisam SE MEXER pra não cair, praticamente lotaram o pavilhão dos Eucaliptos, produzindo GRUNHIDOS em qualquer jogada em que um verde levava vantagem e também para xingar o árbitro. No fim, com a vitória nascendo no HORIZONTE TABAGISTA, a CHARANGA também resolveu acordar e passou a cantar em apoio ao time.

Já pelos visitantes, cerca de 50 lajeadenses apareceram em Santa Cruz, número reduzido por conta de NINGUÉM ter organizado excursão para o jogo. Munidos de uma faixa e uma bandeira, infernizaram o árbitro e seus próprios jogadores, apesar de também os apoiarem no final da partida.

FICHA:
AVENIDA (1)
Rodrigo Feijão; Dudu, Rafael Morisco, Márcio Nunes e Vinícius; Carlos Alberto, Carlos Eduardo, Sávio (Juninho Ribeiro) e Alexandre (Deives Thiago); Flaviano e Alex Amado
Técnico: Gilmar Iser

LAJEADENSE (0)
Fernando; Alexandre Bindé (Celsinho), Gabriel, Micael e Barone; Rudiero, Tales (Jean), Ramos e Bruninho; Tatá (Adriano) e Robert
Técnico: Benhur Pereira

GOL
Avenida: Alex Amado (37min/1°T)

AMARELOS
Avenida: Morisco, Márcio Nunes
Lajeadense: Micael, Ramos

ARBITRAGEM
Roger Goulart, auxiliado por Alexandre Kleiniche e José Inácio de Souza

Inacreditavelmente ainda em primeiro,

Guilherme Daroit

Publicado em Gauchão 2012, Lajeadense. ligação permanente.

3 Respostas a Avenida 1×0 Lajeadense – Estádios dos Eucaliptos

  1. “tática GORDA DE ORKUT para acabar discussões”

    ueahueahaeuhaeuhaeuaehuaehuaehuaeh

  2. zezinhodudu diz:

    Esse Gilmar ALEX FERGUSON Iser estivesse na casamata do Nóia ontem não teríamos aquela pouca vergonha CAGONA com três volantes jogando em casa.

    E olhem que sou retranqueiro.

    Parabéns pro senhor PEREGRINAR Rio Grande afora pelo Lajeadense. Quero fazer isso um dia

  3. Zezinho CORNETA, deixe o Itamar VIAJAR, o careca sabe das coisas, só não sabe definir um esquema tático padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *