Caxias, campeão da Taça Piratini 2012

Passado o extase da vitória na semi-final, a ficha caiu: teríamos uma batalha pela frente. O único time com melhor campanha que a grená o esperava, no conforto de casa e BABANDO pela chance ímpar de se qualificar para a grande final do campeonato, além do titulo do turno. Osso duríssimo de roer.
A quarta feira começou cinza em Caxias do Sul. A eletricidade tomava conta do ar. Milhares de pessoas tentavam seguir a sua rotina, mas a cabeça estava longe. Estava no futuro, quem sabe? Ou seria no passado? As vezes os anos passam, as coisas não acontecem e os sentimentos adormecem. Mas basta uma fagulha para tudo voltar à tona. Sempre foi assim.
No ônibus de número 6 da caravana que saiu de Caxias para assistir a batalha do vale, um pandeiro descontraia os pensamentos tensos. Pessoas desconhecidas, unidas pelo destino naquele momento, relembravam casos, situações e fatalidades. Quando vestidos sob a mesma engrenagem, eram únicos.
Sobre o jogo, nada diferente do esperado. Um acolhedor estádio, castigado pela chuva, revelando a necessidade de um  reforço no piso; a educada torcida adversária, que ainda não foi contaminada pela cegueira do poder; o match disputado, com Fabinho servindo Vanderlei, que colocou o Caxias em vantagem; Mendes, de cabeça enfaixada, levou o certame para os pênaltis. E ao final das cobranças aniladas, o mesmo Mendes salvador isolou a bola.
Delírio coletivo serrano no Vale dos Sinos. Lágrimas, gritos, abraços de uma torcida que só quer ser feliz.
A foto abaixo é a síntese do que foi a decisão entre Novo Hamburgo e Caxias.
E mais uma prova CABAL de que não existe apenas o lado vermelho e azul na província de São Pedro:

Foto Mauro Teixeira

A chegada do Caxias no estádio Centenário, após a batalha do vale. Diferentemente do que aconteceu na gélida madrugada de 22 de junho de 2000, quando os termometros marcavam -2°, a quente madrugada convidou todos para a festa:
A torcida formou um corredor grená, azul e branco para a passagem dos campeões da Taça Piratini e para ELA, a taça.
Na imagem abaixo FABINHO, um dos monstros grenás durante todo o primeiro turno do RADICCIZÃO 2012 bebe o mesmo chopp que é distribuído para a massa grená, vestindo uma regata da Falange, enquanto posa para fotos e retribui cumprimentos de todos, aproveitando a festa que ajudou a construir junto com a torcida. Me pergunto: PRA QUE eu vou querer os milhões dos outros, se sou mais rico?
Para finalizar, uma foto EMBLEMÁTICA, tirada durante a carreata realizada na quinta feira após o jogo. Lembram quando escrevi, ali em cima que “Milhares de pessoas tentavam seguir a sua rotina, mas a cabeça estava longe. Estava no futuro, quem sabe? Ou seria no passado? As vezes os anos passam, as coisas não acontecem e os sentimentos adormecem. Mas basta uma fagulha para tudo voltar à tona…” ? Durante algumas horas, talvez dias, o senhor da foto abaixo voltou a ser um menino, empunhando a mesma bandeira do G.E. Flamengo (clube que deu origem ao Caxias), que empunhava a mais de 50 anos. Por algumas horas ele se viu no alambrado dos pavilhões de madeira da velha Baixada Rubra, sábio que por mais que o momento passasse, ele voltaria. A cada vitória dos valorosos homens de grená das montanhas gauchas. Neste dia, ele acordou com seus 70 e tantos anos, mas dormiu como um menino de 12, que ainda olha para sua bandeira do Flamengo e diz, pra si mesmo: por que não? E ainda dizem que futebol são 22 marmanjos correndo atras de uma bola.
Segue um audio com a reunião de alguns momentos da conquista, depoimentos e impressões da final, produzido por Maicon Rech
Bom, essa foi uma singela homenagem do Toda Cancha ao Caxias, simples mas de coração. Limpinha. Até o fim do segundo turno, o RS é grená.
Grande abraço,
Tiago Zilli
Publicado em Caxias, Gauchão 2012. ligação permanente.

6 Respostas a Caxias, campeão da Taça Piratini 2012

  1. Luciano Cardoso diz:

    Grande homenagem e ótimo texto… Parabéns para todos nós Grenás…

  2. Marcos Ricchetti diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=lF1s8xvxfjI comemoração grená no estádio do vale

  3. Mandou bem Zillera! O RS é grená e hoje se orgulha disso. Campanha limpa, exemplar e vitoriosa, devolvendo o respeito que o Caxias merece.

  4. Cara, simples não, SIMPLESMENTE MARAVILHOSO O TEXTO!!! Parabéns meu camarada! De arrepiar!!! Obrigado por nos proporcionar esta leitura tão tocante, tão viva, com alma, como deve ser tudo o que envolve o nosso grená!

  5. daroit diz:

    Sensacional a bandeira do tiozin. Sensacional tudo.

  6. ricardo grenaaaa diz:

    poh show de bola, e tb o audio eh de se emocionar o Vanderlei falando sobre a torcida do CAXIAS, PARABENS GRENAAAASSSSSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *