Taça Farroupilha – Veranópolis 1×4 Grêmio ( Estádio Antônio David Farina)

Sabe aquelas partidas que mexem contigo por uma semana ou mais e que te deixam com uma expectativa altíssima? Pois então, essa era uma dessas partidas, o confronto Vec x Grêmio era uma incógnita gigante e gerou muita atenção e curiosidade de todo RS. Mas quanto maior o entusiamo, maior pode ser a decepção também. E foi isso que aconteceu neste domingo.

O La Farinera poucas vezes se viu tão cheio de energia e civilidade. Numa legítima tarde de futebol só o time do VEC destoou e resolveu praticar algum outro esporte até então desconhecido. Sim, desconfio que seja o Nilcon, esporte sem contato físico em que o jogador faz pontos ao arremessar a bola para o outro lado contando com o erro do adversário.

O Grêmio não precisou fazer nada fora do normal, nenhuma partida ou jogada exuberante, nem contou com um brilho especial de algum jogador. Foi só jogar o mais básico futebol de todos os tempos: marca, desarma, toca, domina, lança, chuta, gol.

O Tricolor abriu o placar no primeiro minuto. Léo Gago levantou pra área e Gilberto Silva só raspou de cabeça pra rede. Na sequência o Vec teria empatado, mas a arbitragem pegou uma falta em Victor, um lance duvidoso que poderia ter mudado a história do jogo.

O Pentacolor seguia sem se achar em campo e levou mais 3 ainda no primeiro tempo, sem esboçar reação alguma alguma. Com o jogo definido ainda na primeira etapa, os 45 minutos finais foram constrangedores para os torcedores do VEC. Pois o Grêmio trocava passes sem ser incomodado e perdia chances, enquanto o time serrano tentava se achar em campo e se defendia para não sofrer um revés ainda maior. Apenas aos 30 minutos, quando o Grêmio já não queria mais saber de jogar bola, que o Vec fez o seu gol de honra com LÊ.

Enfim, um jogo com premissa de jogão que virou pelada e mais parecia coletivo do Grêmio contra imprensa.

FICHA TÉCNICA

VERANÓPOLIS (1): Luiz Muller; Raulen, Fred, Émerson, Emanuel (Fininho); Marcos Rogério, Eduardinho, Paulinho Dias, Leandro Diniz (Maranhão); Danilo Santos (Diogo Oliveira), Lê. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

GRÊMIO (4): Victor; Gabriel, Gilberto Silva, Werley, Julio Cesar (Pará); Fernando, Léo Gago, Souza, Marco Antônio (Bertoglio); Kleber, Marcelo Moreno (André Lima). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS: Gilberto Silva (1ºT/1min), Marcelo Moreno (1º/19min), Fernando (1ºT/24min) e Gabriel (1ºT/41min); Lê (2ºT/30min)

Cartões amarelos: Emanuel (Veranópolis)

Arbitragem: Fabrício Neves Corrêa, auxiliado por Altemir Hausmann e José Inácio Souza.

Placar Moral: Veranópolis 0 x 12 Grêmio

Kid Sangali

Publicado em Gauchão 2012. ligação permanente.

Um comentário em Taça Farroupilha – Veranópolis 1×4 Grêmio ( Estádio Antônio David Farina)

  1. zezinho diz:

    Tudo bem que o Grêmio jogou bem, mas parece que os times do Interior desaprenderam de um turno para o outro. Quantas sacolas consecutivas?

    O VEC não tem time pra sofrer tamanha goleada, a zaga rateou muito. Ao menos tem LÊ, que joga em todas as partes do campo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *