S.E.R. Caxias 2×1 E.C. Pelotas – Estádio Centenário – Gauchão 2012

 

Um jogo atípico. É assim que consigo descrever a peleia de ontem, no Estádio Centenário.
O Caxias entrou em campo sob um olhar desconfiado de uma torcida que sabe que já viu coisa melhor do que vem sendo apresentado nesta Taça Farroupilha. E como se dando razão ao torcedor, o Caxias fez questão de entrar sonolento e descompassado em campo. Durante 20 minutos, o que se viu no gramado foi algo semelhante a uma pelada com jogadores agrupados a esmo – passes errados, posicionamento inexistente, falta de interesse. Tanto que a primeira oportunidade real de gol se deu quando o Pelotas aproveitou a PARADA da zaga grená, que ficou aguardando a marcação de uma falta. GULLY, que não tem nada a ver com isso, abriu o placa, Pelotas 1 a 0.
O gol aureo-ceruleo fez os jogadores recordarem, mesmo que vagamente, que estavam disputando um jogo entre profissionais e válido por um campeonato.  Tanto que 5 minutos após o tento pelotense, Caion recebeu livre e na entrada da área driblou o goleiro uruguaio Góngora que, batido no lance, precisou intervir com as mãos fora da área, o que lhe custou uma tarjeta roja. Fora isso, o que se viu de interessante no primeiro tempo foi uma boa cobrança de falta de Fabinho, beliscando o travessão. Fim de primeiro tempo, vaias da torcida.
Foto: Mauricio Concatto, Jornal O Caxiense
A segunda etapa começou com outra postura do Caxias. Ciente da fragilidade do adversário (foi, com sobras, o pior time que vi jogar contra o Caxias este ano) e necessitando da vitória para seguir vivo no turno, o jogo tornou-se uma disputa ataque contra defesa. E como água mole em pedra dura, tanto bate até que faz gol, Wangler, destaque do jogo, acertou um belo chute, à direita da entrada da área. Explosão de alívio no Centenário.
Foto: Toda Cancha

Ataque contra defesa: a tônica do segundo tempo.

Lembram que ali no inicio do texto classifiquei o duelo como atípico? Então, não bastando o horário happy hour (19h, muita gente chegando durante o primeiro tempo), um Pelotas com jogadores limitadíssimos (pessoal do Lobo, não se deixem enganar; cobrem a diretoria duramente, esse time é uma piada para as pretensões e o tamanho do Pelotas), as patacoadas de Márcio Coruja (muito, mas muito fraco, pelo menos ontem), a CEREJA DO BOLO foi a expulsão de  GULLY, que ESBOFETEOU o próprio companheiro de time. Acertou um tapão de palma aberta nas fuças do zagueiro Douglas Silva, ainda não sei o por quê. se alguém descobrir, favor comentar.
A pressão que já era irrestrita tornou-se um bombardeio grená, permeado por balões desesperados de quem joga com dois a menos. O resultado apareceu aos 39 minutos, quando o zagueiro Tiago soltou o petardo da entrada da pequena área, sem chance alguma pro goleiro adversário. A partir daí, cinco minutos de debochado toque de bola grená, que parece ter feito definitivamente as pazes com a torcida na Taça Farroupilha.
Foto: Toda Cancha
Com o resultado o campeão da Taça Piratini ingressou na zona de classificação, com 6 pontos, enquanto o Pelotas caiu para o penúltimo lugar, com 5 pontos. Em relação ao futuro grená, esperarei até domingo após o jogo contra o Cerâmica em casa para me manifestar de forma mais contundente. No momento, não vejo maneira alguma da taça do Gauchão vir pra Caxias do Sul. Não bastará apenas suar sangue: será necessário reencontrar o bom futebol deixado no já distante mês de fevereiro, acreditar que é possível, contar com a sorte e também com o acaso. Sigo na torcida, mas desconfiado. Sobre o adversário não tenho muito o que comentar, apenas a impressão de ter assistido um dos piores times da história do E.C. Pelotas a jogar no gramado do Centenário.Caxias
Paulo Sérgio; Alisson (Marcos Paulo), Lacerda, Tiago e Fabinho; Umberto, Paraná (Ueta), Mateus e Wangler; Vanderlei e Caion (Santiago).
Técnico: Paulo Porto
Pelotas
Martín Góngora; Igor, Kléber Goiano, Fernando Cardozo e Marco Tiago; Douglas Silva, Carlos Augusto, Cleiton (Paulinho) e Maicon Sapucaia (Clodoaldo); Reinaldo (Fernando Jr.) e Guly.
Técnico: Beto Almeida.

Márcio Coruja apitou, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Leirson Martins.

Gols: Guly 20” 1T (P), Wangler 24” 2T e Tiago 39” 2T (C)

Cartões vermelhos: Góngora e Gully, ambos do Pelotas. Amarelos: Alisson do Caxias e Cleiton do Pelotas.

Era isso pessoal, até a próxima.
Tiago Zilli

Publicado em Caxias, Gauchão 2012, Pelotas. ligação permanente.

7 Respostas a S.E.R. Caxias 2×1 E.C. Pelotas – Estádio Centenário – Gauchão 2012

  1. Marcio Vargas diz:

    Posso colocar teu texto na Fan Page do Blog Grena no Facebook?

  2. tiagozilli diz:

    Claro, só põe o link pra cá, caso o pessoal queira ler mais coisas. Se tu precisar de créditos das fotos, a primeira é de Mauricio Concatto – Jornal O Caxiense e as outras duas são Divulgação Toda Cancha! Abraço!

  3. Marcio Vargas diz:

    Certo, link e créditos sempre…
    Valeu!!!!!!!!

  4. Belo Texto Tiago….falou tudo!!!!!!!!abç Corina

  5. Cássio diz:

    Bom texto. Tive impressões parecidas do jogo. E também acho que do jeito que tá jogando, o Caxias não ganha esse gauchão.

  6. Fábio diz:

    Opa. Cheguei no jogo só no segundo tempo e o Caxias dê-lhe pressão, até que o Wangler fez aquele golaço e depois foi expulso o jogador do Pelotas. Depois disso aumentou a pressão mas mesmo assim o time tinha dificuldades de criar chances efetivas de gol, então eu disse: “É a síndrome dos 11 contra 10”.
    Então de tanto bater conseguiu o segundo gol. Depois disso aconteceu o que eu abomino em jogos de futebol: “Começou rodar a bola e parou de jogar”. Muita gente me xingou quando eu falei isso outras vezes, mas esse tipo de comportamento só mostra aonde um time pode chegar, e nessas vezes infelizmente eu não errei nenhuma – o Inter parou no segundo gol contra o Juventude ? E nos outros oito que eles fizeram ?
    Bom só espero que dessa vez eu esteja errado mesmo, porque só no dia seguinte fui saber que o Pelotas estava com 9 e não com 10 jogadores.

  7. tiagozilli diz:

    Por essas dificuldades que acredit que a chance do titulo do gauchão vir pra Caxias é quase nula (pegando na final gremio/inter, se for qualquer outro clube acredito que as chaches sejam iguais pros dois lados), tipo, coisa de 1% de probabilidade.
    De qualquer forma, se fizer uma final digna e terminar o ano na série B, pra mim ta excelente. O que eu esperava do gauchão já veio, o que vier a mais é lucro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *