Costelão 2012 – A Grande Final – Parte VI

Findada a participação do Internacional na Libertadores e (pelo menos até agora) encerradas as discussões do caso do chorãozinho Oscar, vamos ao que realmente interessa: a grande final do COSTELÃO 2012.

Antes que me venham com CHORUMELAS sobre o Caxias/Oscar/Inter: o Caxias NÃO entrou com processo contra o clube da capital, como alguns vomitaram em meio as suas asneiras habituais; apenas pediu esclarecimentos à justiça sobre o caso, fornecendo inclusive um apanhado de documentos pró e contra o jogador, para saber a real situação do menino. Com o caso resolvido, segue a vida. Parabéns ao Caxias por ter metido o dedo no que lhe interessa, a situação precisava ser esclarecida sim.

BEPE, o italianão bêbado mascote do Caxias (melhor mascote) pede emprestado a "armadura" do Caxias Gladiators, o time de futebol americano aqui de Caxias (Charge Iotti, Pioneiro)

BEPE, o italianão bêbado mascote do Caxias (melhor mascote) pede emprestado a “armadura” do Caxias Gladiators, o time de futebol americano aqui de Caxias (Charge Iotti, Pioneiro)

Quanto ao jogo de domingo: ambas equipes chegam praticamente completas para o embate, tendo o Caxias algumas dúvidas de ordem tática, principalmente no ataque, mas com quase o mesmo plantel do primeiro jogo e o Internacional contando com voltas importantes, especialmente Leandro Damião, legitimo jogador que se bobear, vacilar ou trepidar, ele guarda.

Ao Caxias, resta fazer o gol. Acredito que o jogo grená seja o contra-ataque: temos jogadores de velocidade e qualidade nas laterais e na frente, e enquanto isso a defesa precisa ser sólida. Pelas informações que tenho até agora do OVELHA, a retranca é a especialidade dele, espero que ele consiga ESTANCAR as letais chegadas do ataque colorado. Por mim pode ser estilo Chelsea mesmo, com 11 dentro da área e etc e tal. Não existe título feito, o feito é não ter o título.

Ao Inter, é o que sobrou no primeiro semestre, para não dizer no ano; o campeonato brasileiro não têm sido fácil pro time da capital, e (opinião minha) se manterem DoRiVaL, o técnico demitido por Neymar, aí sim que não ganham mesmo o campeonato nacional (hora de mudar ou mudar de vez, diria Vanucci). Ainda não pesei os prós e contras da eliminação colorada na Libertadores para o jogo frente ao Caxias, e acredito que saberemos da repercussão disso no vestiário e torcida colorada apenas às 16h de domingo. Se por um lado o Inter não tem mais decisão na quarta, por outro a MURCHADA é nítida; se por um lado a desmotivação tomou conta, por outro é o que restou, então é preciso garantir o que se tem na mão.

Bepe preparado pra BATALHA (só espero que a bola não seja oval também, hehe).

Bepe preparado pra BATALHA (só espero que a bola não seja oval também, hehe).

Bom, entre outros devaneios e pitacos, a favoritismo continua do lado colorado, que joga em casa, com vantagem do empate em 0x0 e elenco (e estrutura) cerca de 40 vezes mais dispendiosa que a do Caxias (Economizar é comprar bem! #Ad), que vai de franco atirador, no melhor estilo “o que vier é lucro”.
Em breve volto com mais informações do ATO FINAL do COSTELÃO 2012.

Abraço!
Tiago Zilli

Publicado em Caxias, Gauchão 2012. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *