Em compasso de espera

"PARA TUDO! Olha outra liminar vindo ali..." (fonte: www.juventude.com.br)

Dando sequência ao acompanhamento do Juventude após o final do COSTELÃO 2012, vamos ao que ocorreu no Jaconi após o último post.

O ritmo do departamento de recursos humanos do clube da Hércules Galló segue FRENÉTICO. O zagueiro Evaldo e o lateral-esquerdo Gleidson, anunciados em conjunto na (então) última leva, nem chegaram a sujar o uniforme de treinamento. O primeiro, cuja lesão muscular com a qual chegou era mais grave do que se imaginava, foi liberado antes de assinar contrato. O segundo, com proposta do CBR/AL para disputar a série B, também se mandou.

Outro que NÃO AGUENTOU O ROJÃO foi o decadente Elder Granja. Achando que seria titular apenas no nome, ainda mais estando num clube hoje na quarta divisão nacional, espinafrou a torcida num amistoso em Flores da Cunha contra o Cerâmica (vencido por 2 a 1). Solicitado pela TURMA DO AMENDOIM que se “esforçasse um pouco mais” em campo, resolveu mandar os torcedores a alguns locais pouco aprazíveis e, como num passe de mágica, no dia seguinte comunicou à direção que estava com “problemas particulares” e “sem condições de se concentrar nos objetivos do clube”.

Entretanto, seguem chegando jogadores ao Juventude como ocorria em SERRA PELADA algum tempo atrás. Todo dia chegam um ou dois, boa parte do interior paulista, reduto do técnico Luís Carlos Martins. Ao menos até este momento, são essas as últimas caras novas que desembarcaram no aeroporto Hugo Cantergiani: o goleiro Paulo Musse (Oeste/SP), o meia Francisco Alex (São José/RS), o atacante João Henrique (Linense/SP), o meia Marcel (Resende/RJ), os zagueiros Diogo (Paulista/SP), Márcio Garcia (São Bernardo/SP) e Juliano (União Barbarense/SP); o lateral-esquerdo Júlio César (São Bernardo/SP) e o atacante Raul (São Bernardo/SP).

Papo trouxe a caipirada de balaio dessa vez (fonte: www.juventude.com.br).

Nota-se que a quantidade de jogadores do São Bernardo, assim como se outros times do interior paulista são uma clara mostra de que o Ju tenta, através disso, superar a óbvia falta de entrosamento da equipe com a chegada de 15 atletas para o grupo principal, nessa remontagem do elenco promovida para a série D.

Entretanto, o fato novo que foi a suspensão do início das séries C e D em função das RONHAS JUDICIAIS envolvendo ambas as séries divide opiniões. A palavra oficial do presidente do clube é no sentido de que essa indefinição é um problema, pois os outros clubes também terão mais tempo de treino e os parceiros perdem visibilidade sem jogos. Sem dúvida é um argumento real e válido. Afinal, como Raimundo Demore disse hoje na Rádio Caxias, “ou o Juventude volta rapidinho para a série B ou terá sérios problemas de continuidade”. Pra bom entendedor…

Porém, como torcedor e PRETENSO ANALISTA, me parece bem claro que, ao menos na parte técnica, essa parada é bastante benéfica ao Juventude. Pelos relatos que se têm dos treinamentos e jogos-treino (ontem o Ju perdeu para o Esportivo por 2 a 0…), o UPGRADE de qualidade individual é nítido, assim como a falta de entrosamento já falada. E, em se tratando de torneio tiro curto, caso da série D, a única chance que um clube tem de pensar em subir é ter um mínimo de padrão de jogo.

Nota-se que foi um jogo-treino, e não um AMISTOSO (fonte: Pioneiro).

Enfim, agora é aguardar até onde esse rolo vai. Acho que dificilmente os clubes que promoveram essa novela (Brasil de Pelotas e Treze/PB) vão escapar ilesos de alguma punição via FIFA. Assim como não acredito em acordos de inclusão dessas equipes diretamente na série C em 2013 ou 2014, como foi comentado.

Aguardando as cenas dos próximos capítulos,

Franco Garibaldi

Publicado em Juventude, Série D com as tags , , , , , , , , , , . ligação permanente.

2 Respostas a Em compasso de espera

  1. Atualização: o barigudinho goleiro Paulo Musse foi liberado pelo Ju. O problema não foi a pança, mas uma lesão na panturrilha. Menos mal assim…

  2. Pingback: A um ano dos cem, o verde é de pouca esperança | Toda Cancha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *