O Voo do Besouro

O anúncio de um novo cancheiro na trincheira é sempre motivo de muita alegria. Desta vez quem escreve no Toda Cancha é o índio capilé Natan Dalprá Rodrigues. O Clube Esportivo Aimoré está em preparação para o Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão e teremos um vivente nas lendárias arquibancadas do Cristo Rei alimentando nossos corações e mentes direto de São Leopoldo. Nossa taba cresce e resiste à catequização para um futebol como espetáculo midiático. Equipe Toda Cancha.

Apresentação do grupo profissional 2012. Foto: Jairo Kuba/Site Aimoré.

Os estudiosos da aerodinâmica sempre afirmam que o besouro não deveria voar, pois seu formato e constituição física não PERMITEM tal ação. Porém, desafiando esta condição, este inseto voa livremente por aí.

Assim como o besouro que desafia tudo e todos, mais uma vez o Aimoré tenta voltar a empreender voos num desejado CÉU DE BRIGADEIRO. Como de costume será muito difícil porque há uma série de fatores que afastam a torcida leopoldense de seu time, como a proximidade com a capital que faz com que os capilés prefiram gastar VULTUOSAS somas com os times porto-alegrenses, e simplesmente virem as costas para o COMBALIDO escrete aimoresista. Isso que nem fiz menção, pois pretendo escrever em outra ocasião só sobre o tema, do período de dez anos sem futebol profissional no Índio, entre 1996 e 2006.

O GLORIOSO ÍNDIO CAPILÉ, após amargar um sofrido e trágico rebaixamento para a Segundona (Terceirona) em 2011, num período marcado pela JOCOSA “gestão” de Círio Quadros a frente do clube. Após a consumação da queda, a diretoria índia começou a buscar soluções e montou um time experiente, com EDINHO no comando técnico, que apresentou um bom futebol na Copinha (já esqueci que nome era no ano passado, todo ano muda #Novelettofeelings) sendo eliminado de modo extremamente dramático pelo LAJEADENSE que viria a se sagrar vice-campeão do torneio.

Após tudo isso, foi decidido que 2012 seria um ano em que todas as correntes políticas, que há muito disputam seu espaço no clube, teriam de se unir para tirar o Aimoré desse buraco que parecia não ter mais fim. Dito e feito, vários dirigentes oriundos de administrações diferentes se dispuseram a formar uma COALIZÃO para fazer o Aimoré obter êxito imediatamente.

Em primeiro lugar, a comissão técnica foi CONSTITUÍDA com profissionais experientes e que vêm de êxito em seus trabalhos. Chegou o técnico Gelson Conte que, segundo o próprio, foi contratado para manter o São Luiz de Ijuí na Série A e cumpriu a palavra. Também estão na aldeia o preparador físico Eduardo Maus (Campeão do Interior com o Veranópolis) e o preparador de goleiros Gilson Dias que vem do Novo Hamburgo.

Dando seguimento ao processo de montagem das ENGRENAGENS necessárias para o ACESSO, o Aimoré tratou de buscar no mercado jogadores experientes e/ou identificados com as cores índias. Entre os principais nomes estão o goleiro Marcelo Pitol, o volante Toto, o zagueiro Luis Henrique, os meias Rangel, Gian Marcos e Japa, e o atacante Lucas “Shrek”. Muitas outras contratações ainda vão ocorrer e há um sentimento de otimismo grande entre os TEIMOSOS, mas MUI VALOROSOS AIMORESISTAS.

Os trabalhos já se iniciaram no MONUMENTAL DO CRISTO REI, no momento são apenas treinos físicos, mas após a chegada de jogadores que estão disputando a Divisão de Acesso teremos a real noção de como vem o Aimoré para este AGUERRIDO certame que é a TERCEIRONA.

Aimoré, CONTIGO NINGUÉM ACABA.

Natan Dalprá Rodrigues

Publicado em Aimoré, Segunda Divisão 2012, Terceirona. ligação permanente.

11 Respostas a O Voo do Besouro

  1. Giaretta diz:

    Torço para o Ypiranga de Erechim e posso dar a minha opinião sobre dois jogadores do elenco do Aimoré.
    Marcelo Pitol é um baita goleiro, um dos grandes responsáveis pelas boas campanhas do canarinho no gauchão de 2009 e 2010, um bom líder, enfim, um jogador que espero que volte a usar as cores do Ypiranga um dia.
    Já o Lucas ‘Shrek’, que pelo que me parece era chamado de Lucas Silva no Ypiranga, tem qualidade insuficiente para jogar em um time que quer fazer qualquer coisa acima de ser rebaixado no Gauchão, talvez pela força que tenha seja razoável na terceira divisão.
    Abraços e Boa sorte.

  2. Sandro Silva diz:

    Parabéns pelo texto. Está ótimo e coerente… Torço muito pelo nosso Índio e espero ver o Índio “nas cabeças”…. Abraço.

  3. Cauê B diz:

    Outro fato que prejudica a INTERAÇÃO do Aimoré com a cidade é que fica num lugar isolado, quase escondido. A única forma de ir pro MONUMENTAL DO CRISTO REI é via carro (considerando aqueles que moram fora do Cristo Rei) ou via pernada/pedalada. É uma virtuosa dificuldade, mas aqueles que querem o sucesso do time do ~BERÇO DA IMIGRAÇÃO ALEMÃ~ ultrapassam facilmente essa barreira. Aguante Índio.

  4. Luiz Eugênio Gressler diz:

    Parabéns saudoso e nobre torcedor do índio capilé. Sua coluna me emocionou e motivou ainda mais a acompanhar os jogos.
    Partilho de sua emoção, dedicação e me atrevo a dizer devoção a essa linda e aguerrida nação aimoresista…
    Torceremos juntos e acompanharemos o índio capilé até onde ele for.

  5. Carlos Gressler diz:

    Neste momento vejo um Aimoré rumo a Libertadores…..
    Alegro me ao ler o que jovens leopoldenses ainda vibram com o nosso GLORIOSO AIMORÉ.
    Parabéns pelo texto!

  6. Junior II diz:

    Marcelo Pitol é bom goleiro, sem demérito ao Aimoré mas parece estar acima da atual divisão em que o Aimoré se encontra.

    Após o Gauchão de 2010, pelo Ypiranga, ele foi para o ASA jogar a Série B do brasileiro, em 2011 jogou o campeonato Paulista da Série A pelo São Bernardo e na sequência voltou para o ASA para Série B do brasileiro. Em Outubro passado encontrei a delegação do ASA no aeroporto de Viracopos, eu estava com a camisa do Pelotas e paramos para conversar, ele me disse que negociava com Pelotas e Novo Hamburgo para jogar o Gauchão em 2012, depois fiquei sabendo no Pelotas que ele era um jogador muito caro, até onde sei ficou parado, agora aparece para disputar a “Terceira” divisão gaúcha !!
    Me desculpem os torcedores do Aimoré, mas é estranho !!

  7. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    Junior II

    As grandes razões do Pitol ter acertado com o Aimoré foram:

    1) A família dele têm negócios, diga-se de passagem bem fortes, aqui em São Léo;
    2) Ele antes de ir para as categorias de base do Grêmio, formou-se nas CANTERAS do Aimoré;
    3) Ele nutre uma grande amizade com pessoas da atual direção.

    Concordo contigo que jogar a Terceirona para um atleta do GARBO dele é meio inapropriado.

    Abraço!

  8. Junior II diz:

    #7, obrigado pelas informações Natan.

    E que o Aimoré avance os degraus e volte a primeira divisão gaúcha, na minha adolescência vi belos jogos entre Pelotas e Aimoré, na Primeira Divisão !

  9. Natan diz:

    #8

    Estamos aqui pra isso(ns).

    Bah tchê, torçamos mesmo, tenho muita vontade de comparecer à Boca do Lobo.

    Aliás, Junior, o Nconco jogará ou não a Copinha?

  10. Karoline da SilvaLeitzke diz:

    Mazáááhhh !!!! Aimoré, o imortal !!!

  11. Junior II diz:

    # 9, bom, sou um torcedor do Pelotas, e apenas do Pelotas, mas moro no estado de São Paulo, portanto as minhas informações vem através da internet e dos amigos, mas consta que o Nconco teve seu visto de permanência no Brasil regularizado, “tirou” sua carteira de trabalho e VAI jogar a Copa RS !

    Na Boca do Lobo já fala-se que Nconco será maior não só que Etto como também maior que Drogba !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *