110 anos do Leão da Fronteira

O fim de semana será de festa no Estádio de João Martins, casa do aniversariante, o Leão da Fronteira, que neste sábado está completando 110 anos de história.

Uma programação “cigana” foi especialmente preparada para marcar os festejos rubro-negro, cujas atrações tiveram início logo na terça-feira, 10 de julho, com uma bela atividade na Conferência São Vicente de Paulo. Depois disso na quarta-feira, 11 de julho, as homenagens ao clube continuaram. Desta vez, a iniciativa ocorreu no plenário da Câmara Municipal de Vereadores. O vereador João Batista Conceição, ex-atleta e atual conselheiro do clube, propôs a homenagem, realizando uma sessão solene e um voto de congratulações, contando com a aprovação e presença de seus companheiros de Legislativo.

O ato foi prestigiado por dirigentes do clube, membros da comissão técnica, torcedores, ex-atletas e membros da imprensa. A mesa no plenário foi decorada especialmente para a ocasião, com uma bandeira de 20 metros levada pela torcida. O gestor Elson Macedo, o diretor João Fernandes, Alberto Lassaga, Ary Acosta e o técnico Julio Batisti também estiveram presentes, além de membros de clubes coirmãos, como Aimoré Belmonte e Rodinei Lucas, do Armour F.C.

Encerrando a solenidade, o vereador João Batista entregou aos representantes do 14 de Julho uma placa alusiva aos 110 anos do clube e fechou a homenagem chamando a todos a cantar um trecho do hino do Leão da Fronteira.

Para este sábado, 14 de julho, as festividades iniciam pela manhã, às 9h30, quando será feita uma visitação ao Cemitério Municipal, com homenagens a todas aquelas pessoas que fizeram parte da história do clube. Às 11h30, ocorre uma carreata pelas principais ruas da cidade com o objetivo de apresentar o micro-ônibus do Leão da Fronteira.

À tarde, às 14h, acontece uma partida envolvendo atletas da Categoria sub-10; às 15h30, acontece o confronto 14 de Julho X Armour (Sub-15). À noite, no CTG Fronteira Aberta, será promovido o Jantar Oficial.

As festividades prosseguem no domingo. Às 9h, será realizado um torneio de natação junto à piscina térmica do clube. À tarde, ocorrem amistosos no gramado do João Martins. Às 13h, na preliminar do jogo principal, o time do 14 de Julho de 1979 será reunido e, logo depois, o time masters joga amistoso com o Santa Cruz de Dom Pedrito. Durante o amistoso o técnico Sérgio Dutra, meio campista do time de 79, entregará uma camiseta autografada por todos os ex-atletas para a galeria de troféus do clube.

E então às 15h, será a vez da maior atração da programação, o amistoso envolvendo o 14 de Julho e o S.C. Internacional. Claro que o “campeão de tudo” virá com o time sub-23, mas nem por isso deixará de abrilhantar e fechar com chave de ouro os festejos santanenses. Fala-se por aqui que o adversário foi escolhido a dedo, pois é a recordação da última grande façanha do Leão da Fronteira. E é a oportunidade de revanche ao colorado.

No dia 22 de outubro de 2011 o 14 de Julho chegou ao Beira-Rio precisando da vitória para conquistar sua vaga. Era um domingo calorento na capital e o empate em Livramento obrigava a equipe do técnico Julio Fuentes a vencer. E foi o que ocorreu. Apesar da diferença entre os clubes. O time de guerreiros santanenses bateu o Gigante da Beira-Rio por 1 x 0 com um gol de Eduardo e avançou na Copa RS do ano passado. A festa em Livramento teve direito a carreata, fogos de artifícios e torcida seguindo o ônibus.

A história do E.C. 14 de Julho é recheada de conquistas e nomes importantes, disso ninguém duvida. O momento profissional da equipe não traz muito orgulho ao peito rubro-negro, porém, os 110 anos de história estão muito bem representados nessa tarde ensolarada de 22 de outubro: o dia em que o Leão foi maior que o Gigante (http://goo.gl/OO7az) . Hoje a tarde em João Martins esse marco na história do 14 de Julho se fará presente na retina do torcedor e sim, encherá o peito rubro-negro de orgulho. Por isso resolvi resumir tudo com essa lembrança. Livramento tem apenas 1 time na ativa do futebol gaúcho. Apenas 1 time que ainda entra em campo para representar sua torcida, sua cidade. O clube de João Martins e Castelhano e de Setembrino Pinto, o Bino, o homem-gol do Leão da Fronteira. Esse time é o E. C. 14 de Julho, o rubro-negro, o Leão da Fronteira. Parabéns 14!

Comendo bolo centenário,
Rafael Medeiros 

Publicado em 14 de Julho com as tags , . ligação permanente.

4 Respostas a 110 anos do Leão da Fronteira

  1. Maurício Klaser diz:

    Triste foto com uma criança vestindo a camisa do Inter haha

  2. Franco Garibaldi diz:

    Sensacional ainda ver um clube lutando para estar na ativa como o 14, tendo tão perto Santanense e Armour já fechados. Parabéns 14 e parabéns Rafael pelo registro!

  3. Junior II diz:

    # 2, concordo 100% !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *