Guia Segunda Divisão Gaúcha 2012 (Série B) – Parte II

AS LEIS DA TERRA

O certame está dividido em QUATRO FASES. Na etapa classificatória os 11 participantes constituirão dois grupos (A e B), com seis e cinco times, respectivamente. Os integrantes de cada chave jogam entre si, em turno e returno. Os QUATRO primeiros colocados de cada grupo avançam.

Na segunda fase, as QUARTAS-DE-FINAL serão disputadas no sistema de mata-mata, com a definição dos confrontos baseada na campanha da etapa anterior. O primeiro colocado do grupo A enfrentará o quarto do B; o primeiro do B pega o quatro do A; a segunda melhor campanha do grupo A enfrenta a terceira melhor do grupo B; e, por fim, o segundo colocado do grupo B terá pela frente o terceiro do A. Os dois primeiros de cada grupo jogarão como local a segunda partida do cruzamento.

Na terceira fase, AS SEMIFINAIS serão formadas pelos quatro conjuntos vencedores das quartas e também serão disputadas em jogos de ida e volta. O mando da segunda partida será definido pela melhor campanha desde a primeira fase. Os vencedores garantem vaga na Divisão de Acesso 2013.

A fase FINAL definirá o campeão e o vice-campeão da Segunda Divisão 2012 e também será disputada em jogos de ida e volta. O mando da segunda partida será definido pela melhor campanha desde a primeira fase. Desde a fase de grupos, o GOL QUALIFICADO – quando os tentos anotados como visitante possuem maior peso em caso de empate no saldo simples – será um dos critérios de desempate.

Critérios de desempate (1ª fase): maior número de vitórias; maior saldo de gols simples; maior   saldo   de   gols   qualificados (contando-se  em  dobro os  gols marcados no  campo do adversário, quando o empate ocorrer entre duas associações); maior número de gols a favor; vencedor do último confronto direto (quando o empate ocorrer entre duas associações); menor número de cartões vermelhos; menor número de cartões amarelos; e sorteio.

Critérios de desempate (da 2º etapa a fase final): maior saldo de gols simples; maior saldo de gols qualificados (contando-se em dobro os gols marcados no campo de adversário); e cobrança de penalidades máximas.

TABELA

A Fase de Grupos da Segunda Divisão Gaúcha 2012 tem previsão de encerramento na primeira semana de outubro próximo. Serão 50 jogos na primeira fase, somando-se turno e returno. A tabela abaixo indica datas, horários e locais das partidas. No entanto, alterações nos dias e horários são bastante comuns e acontecem, geralmente, na semana da rodada em questão. A relação dos jogos será semanalmente atualizada, salvo dificuldade técnica, em http://www.todacancha.com/agenda

VIAGEM AO RIO GRANDE DO SUL

Nosso SETOR DE GRÁFICOS E TABELAS realizou um levantamento do deslocamento previsto para cada clube ou associação, na primeira fase da competição. Já é de notório saber que, entre tantas outras, as despesas com viagens pesam no orçamento das instituições e, algumas vezes, influenciam na decisão de não participar de alguns certames. Em 2012, inclusive, o Esporte Clube Uruguaiana publicou nota reclamando que um dos motivos para não disputar a Terceirona era a não disposição dos demais clubes, com exceção da AE São Borja, de viajar até Uruguaiana.

A dupla BA-GUA (G.E. Bagé e Guarany F.C.) será a que mais terá de viajar na primeira fase, com deslocamento estimado em aproximadamente 3.200 quilômetros. A dupla sairá da campanha com destino a São Borja, Três Passos e Crissiumal. Nem o clássico citadino aliviará a quilometragem dos bageenses. Na outra ponta do gráfico, a Associação Nova Prata, mesmo com um jogo a mais em relação aos integrantes do Grupo A, percorrerá a menor distância.

A segunda parte deste breve guia será dedicada aos clubes e associações que integram o GRUPO B da Terceirona 2012.

Fundação: 05 de agosto de 1920.

Alcunha: Jalde-Negro.

Cancha: Estádio Pedra Moura, com capacidade para aproximadamente 12.000 almas.

Site: gebage.com

Súmula Histórica: o quadro Jalde-Negro de Bagé nasceu da união entre o Sport Club 14 de Julho e o Rio Branco. Um mês após a fundação, o GEB estreou empatando com o Gabrielense na Pedra Moura e apenas cinco anos depois, em 1925, sagrou-se campeão gaúcho invicto. O Grêmio Bagé carrega a mística imemorial do futebol da campanha gaudéria.  

Melhores Campanhas

1925 / Campeão Gaúcho.
1927 / Vice-Campeão Gaúcho e Campeão do Interior.
1928 / Vice-Campeão Gaúcho e Bicampeão do Interior.
1937 / Vice-Campeão Gaúcho e Campeão do Interior.
1944 / Vice-Campeão Gaúcho e Campeão do Interior.
1957 / Vice-Campeão Gaúcho e Campeão do Interior.
1957 / Campeão do Centenário.
1964 / Campeão da 2ª Divisão Gaúcha.
1974 / Campeão da Copa Governador do Estado.
1982 / Campeão da 2ª Divisão Gaúcha.
1985 / Campeão da 2ª Divisão Gaúcha.
1951, 1952, 1953, 1954 e 1955 / Penta Campeão Citadino.

Rivalidade

O principal rival Jalde-negro é o Guarany Futebol clube, com quem protagoniza o clássico citadino BA-GUA.

Temporada 2012

Comandado por Tiago Nunes, que veio do Riograndense-SM, e com Gian Oliveira na preparação física, o Grêmio Bagé pretende recuperar o espaço perdido no cenário do futebol profissional do RS. A colmeia jalde-negra contará com trabalhadores experientes para a disputa da Terceirona, com nomes como os zagueiros Aguinaldo e Xavier, o último disputou o acesso pelo Inter-SM; o arqueiro Diego Machado que chega do vovô Rio Grande; e o atacante Geison, que veio da Associação Riopardense.

A linha do Grêmio Esportivo Bagé contará com os goleiros Fernando Costa, Diego Machado e Dodô; nas laterais Pedro Jr., Weverton e ânderson Son; na zaga Aguinaldo, Heberson, Arruda, Leandro Magrão, Xavier e Rafael; os volantes serão Tiago Rocha, Dieison, Evandro, Luciano Ritta e Lucas; na meia cancha Juninho Oliveira, Hiroshi, Luis Fernando, Fernando, Alex e João Cléber; e na frente Geison e Tainá.

O Jalde-negro estreia na competição frente ao Tupy F. C., em Crissiumal.

Fundação: 19 de Abril de 1907.

Alcunha: Alvirrubro.

Cancha: Estádio Estrela D’Alva, com capacidade para aproximadamente 10.000 almas.

Site: guaranyfutebolclube.com.br

Súmula Histórica: o Alvirrubro nasceu na Praça da Matriz de Bagé, em 1907. O clube foi criado por um grupo de onze amigos e o nome Guarany foi inspirado na composição “O Guarani” – peça de 1870 escrita por Carlos Gomes. O quadro bageense é o único clube do interior a ter vencido o Campeonato Gaúcho em duas oportunidades, nas décadas de vinte e trinta.

Melhores Campanhas

1920 / Campeão Gaúcho de Futebol.

1938 / Campeão Gaúcho de Futebol.

1960 / Campeão do Acesso à Divisão Especial.

1999 / Campeão Gaúcho da Terceira Divisão.

2006 / Campeão Gaúcho da Segunda Divisão.

Rivalidade

O Guarany tem como principal rival o Grêmio Esportivo Bagé, com quem realiza o BA-GUA – um dos clássicos citadinos de maior estatura no Estado.   

Temporada 2012

O Alvirrubro da Rainha da Fronteira, seguindo o que parece ser a tônica da competição, apostou na mescla entre jovens e experientes na configuração do grupo. A comissão técnica será capitaneada por Osvaldo Rolim, Omar Sousa será seu auxiliar, na preparação física Marcel Almeida. Os massagistas serão Ubirajara Vaz (o Birinha) e Luiz Rocha (o Mala); na  rouparia estará Luís Miranda.

O Conjunto bageense contará com aproximadamente 20 jogadores no grupo, entre os quais alguns merecem destaque, como: Adriano Gabiru, com passagem pelo Internacional; o centroavante Adão, que chega da SER Panambi; o lateral Ítalo, que disputou o acesso pelo União Frederiquense; além dos experientes Jean Michel, Rodrigo Ramos e Wilson Baiano. Finalmente, não deve ser esquecido o zagueiro Renato Martins, natural de DOM PREDRITO.

Já foram apresentados no Estrela D’Alva os arqueiros Daniel Bach, Elisson e Matheus Palma; os Laterais William, Cadinho, Anderson e Ítalo; na zaga Renato Martins, Bicudo e Ilson; como volantes Bi, Fiapo, Douglas Paré e Matheus Caixas; na meia cancha Adriano Gabiru, João Luís, Everton Cruz, Cogoy e Mazinho; na linha ofensiva Michel Sousa, Adão e Johnny.

O Guarany F. C. estreia como local, no Estrela D’Alva, contra  a A.E. São Borja.

Fundação: 19 de Fevereiro de 2009.

Alcunha: Bugre Missioneiro.

Cancha: Estádio Vicente Goulart, com capacidade para aproximadamente 8.000 almas.

Site: aesbsaoborja.com.br

Súmula Histórica: a AESB surgiu após a extinção da antiga SESB, que tinha como sua origem a fusão de dois clubes rivais da cidade: o Sport Clube Internacional e o Sport Clube Cruzeiro. Passou a mandar seus jogos nos Estádio Cel. Vicente Goulart, até então a casa do Cruzeiro. O Bugre Missioneiro disputou a Primeira Divisão do RS por onze anos consecutivos, caindo para a segunda divisão no final da temporada de 1987. Disputou o equivalente a atual Divisão de Acesso até 1997, ano em que voltou à elite do futebol gaúcho, ocupando umas das vagas deixadas pela desistência do Aimoré e do Atlético Carazinho, mas não fez boa campanha e sofreu novo rebaixamento. No mesmo ano, com dificuldades financeiras, interrompeu suas atividades. Em 2009, com a designação de Associação Esportiva São Borja (AESB), voltou a disputar competições nas categorias de base e, neste  ano, jogará sua primeira competição profissional com essa denominação.

Melhores Campanhas

1980 / 6º lugar do Campeonato Gaúcho da Primeira Divisão.

1981 / 5ª posição do Campeonato Brasileiro da Série C.

1981 / 7º lugar do Campeonato Gaúcho da Primeira Divisão.

1983 / 8º lugar do Campeonato Gaúcho da Primeira Divisão.

Rivalidade

Os maiores rivais dos são-borjenses são das categorias de base. Principalmente o Cruzeiro de Santiago e os times de Uruguaiana.

Temporada 2012

Presidida por Gilberto Alvarez e com Aírton Fagundes, que começou treinando a equipe Sub-17 do Bugre, na casamata, o time profissional da AESB vai em busca da classificação para a Divisão de Acesso 2013. Para isso, contratou 17 atletas dos mais variados locais do Brasil. A direção de futebol, comandada por Giuliano Julião, buscou mesclar experiência e juventude na composição do grupo. Além dos reforços trazidos dos mais diversos locais, serão aproveitados alguns nomes do time que disputou o estadual de juniores esse ano. O projeto da AESB é ambicioso e visa recolocar São Borja no cenário nacional do futebol.

Time Base: Samuel; Guilherme, Tino, Bonaldi e João Santana; Maikel, Juliano, Johnny, Renato e Japa Ballack; Neto. Formatação tática 4-2-3-1.

Reforço: Jajá, um dos artilheiros da Divisão de Acesso deste pelo Glória, é o novo reforço da AESB. Deve ser titular com o passar dos treinamentos.

A AESB incia a disputa do certame visitando o Guarany, em Bagé.

Fundação: 01 de maios de 1949.

Alcunha: Índio Guerreiro e Rubro-Negro.

Cancha: Estádio Municipal Rubro-Negro, com capacidade para aproximadamente 1.500 almas.

Site: sem informação.

Súmula Histórica: em 1930 foi parido um índio Guerreiro em Crissiumal. O Tupy é filho da “terra dos goleiros”. De onde saíram os guarda-metas Beto (Grêmio de 1983), Taffarel e Danrlei, os dois últimos, inclusive, atuaram na base do rubro-negro. Também é natural de Crissiumal o ex-jogador e técnico de futebol Nestor Simionato, que comandou o Grêmio e vários times do interior gaúcho.

Melhores Campanhas

1969 / Vice-Campeão Gaúcho da Terceira Divisão.

Rivalidade

O Rubro-negro de Crissiumal disputa o clássico TA-TU, contra o Três Passos Atlético Clube.

Temporada 2012

O Tupy aposta na base e em contratações pontuais para disputar a Segunda Divisão. Na comissão técnica está o treinador Paulo Henrique Marques, o preparador físico Cesar Andreis e o preparador de goleiros Matheus Kendzerski. O massagista será Rodrigo Pasinatto. Durante os testes preparatórios, Paulo Henrique armou a equipe no 4-2-3-1, com três meias e um atacante.

O time base do Rubro-negro de Crissiumal será composto pelos goleiros Alessandro, Herber Guilherme e Fernando “Tapia” Silva; na linha defensiva Sampaio, Flávio, Caçapa, Sander, Teixeira, Giácomo, Diogo, Abusado e Belmonte; na meia cancha Amaral, Diego Salini, Rafael Medina, Vandré, Nenê, Volpini, Alexandre, Raí, Marcelo Castelli e Adílson; e na frente Magno Chimbinha, Pépe e Jeferson.

O time de Crissiumal recebe na primeira rodada o Grêmio Esportivo Bagé, no Municipal Rubro-negro.

Fundação: 09 de fevereiro de 1966.

Alcunha: TAC e Jalde-negro

Cancha: Estádio Municipal Luiz de Medeiros, com capacidade para aproximadamente 3.000 almas.

Site: em construção.

Súmula Histórica: O Três Passos Atlético Clube surgiu através da união de três clubes que disputavam o futebol amador em nossa cidade: o Missioneiro, o Minuano e o Juventus. Suas cores (amarelo e preto) foram inspiradas no Peñarol uruguaio, por sugestão do médico Antonio Leutchuk. Manteve atividades no futebol profissional do Estado entre os anos de 1966 a 1971; 1987 a 1995; e desde 2005, quando retornou às competições oficiais. Nestes anos todos, representou com grandeza o futebol da região Celeiro, mesmo sem nunca ter conseguido o acesso à elite do futebol gaúcho, o grande sonho de toda a comunidade. O TAC tem como símbolo a Onça Pintada-pintada e tentará abocanhar umas das vagas para a Divisão de Acesso, em 2013.

Melhores Campanhas

1969 / Campeão da Terceira Divisão Gaúcha.

1990 / Campeão da Repescagem da Segundona Gaúcha.

1990 e 2008 / Octogonal Final da Segundona Gaúcha.

1991 / Quadrangular Final da Segundona Gaúcha.

Rivalidade

O Jalde-negro três-passense rivaliza com o Tupy Futebol Clube, da vizinha Crissiumal, com o qual joga o clássico TA-TU.

Temporada 2012

Após uma fraca campanha no ano de 2011, que resultou no descenso da equipe para a disputa da terceira divisão, o Três Passos está estruturando uma boa equipe para buscar voltar à divisão intermediária, em busca da tão sonhada classificação inédita à Série-A do Gauchão.

O técnico Leco terá a disposição, nesse início de campeonato, uma equipe experiente e bastante rodada pelo interior gaúcho. Destaques para o goleiro Luli; zagueiros Darzone, Carlão e João Carlos; volante Dudu; meias Aldair, Giliardi e Thiago Saraçol; além dos atacantes Fabio Buda e Cléberson.

Nessa primeira fase, quando classificam-se os quatro melhores da chave, composta por apenas cinco equipes, a obrigação taqueana é conseguir uma boa colocação, a fim de entrar na fase mata-mata com vantagem de decidir em casa, empolgando o torcedor, sempre fundamental no apoio definitivo a beira do alambrado.

O Três Passos vem motivado e pretende brigar com muita gana para conseguir uma das vagas à Série A-2 do próximo ano.

O TAC estreia na competição dia 12/08, como local, contra o Tupy, no clássico TA-TU.

Guia Segunda Divisão Gaúcha 2012 (Série B) – Parte II contou com a colaboração do missioneiro Fábio Giacomelli, que direto da Terra dos Presidentes e, para os que creem, sob a proteção de São Francisco de Borja, construiu a síntese sobre a Associação Esportiva São Borja; do cancheiro jalde-negro Vinicius Araújo, que elaborou o material sobre o Três Passos Atlético Clube; e do Viejo Balejos, na junta de algumas informações.

Criticas, acréscimos e sugestões serão bem recebidas para qualificar este breve levantamento.

Da redação,

Equipe Toda Cancha

Publicado em Bagé, Grêmio Bagé, Guarany de Bagé, São Borja, Segunda Divisão 2012, Terceirona, Três Passos, Tupy de Crissiumal com as tags , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

2 Respostas a Guia Segunda Divisão Gaúcha 2012 (Série B) – Parte II

  1. Vini Araujo diz:

    Grande galera.. ficou muito bom esse Raio-X dessa bela competição que movimentará o segundo semestre por todo o interior gaúcho..

  2. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    Excepcional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *