Copa RS – Internacional 1×0 Novo Hamburgo (Morada dos Queros-Queros)

Alô, Gilmar, centroavante tem que cabecear de olho aberto. (Foto: Diego Rosa/Jornal NH)

Pela 3ª rodada da Copinha, o Anilado foi à Alvorada e levou chumbo da equipe sub-23 do Internacional. Com um desempenho pornográfico, o Noia foi incapaz de fazer frente ao piazedo colorado, demorou UMA HORA pra criar uma situação de gol e voltou com a mala vazia para o Vale dos Sinos – e nem precisou ser assaltado.

Paulo Porto tem culpa no cartório por essa derrota. Promover as estreias de Luiz Fernando e André Ribeiro, ambos sem ritmo de jogo, contra um dos adversários mais fortes da chave, fora de casa e vindo de um resultado ruim não foi a atitude mais inteligente a se tomar. Dar a camisa 9 a Gilmar foi o ponto positivo, mas de nada adiantou sem o centroavante ter um companheiro na frente.

A pífia atuação anilada, que só chegou com perigo quando Gilmar saiu da área e nas bolas paradas de Márcio Hahn, não é surpresa. O grupo é fraco e a preparação foi terrível. Não sei qual ENTORPECENTE a direção de futebol do anilado tem tomado, contudo pode-se afirmar que o bagulho é venenoso.

Um clube do Interior tem que ter margem mínima de erro em suas contratações. Tudo o que o Noia não tem feito. A direção diz que que quer revelar jogadores, porém incha o elenco com PÉS-DE-RATOS que em nada acrescentarão ao time, apenas atrasarão o ingresso dos jovens na equipe principal. Seriam mais úteis trabalhando nas obras do Trensurb.

Por que não tentaram renovar com o goleiro Rafael, os zagueiros Alexandre e Luis Henrique, o lateral Pedrinho e o atacante Paulinho Macaíba? Jogadores que disputaram o Gauchão, que poderiam segurar o rojão pro ingresso dos jovens na equipe principal. Com o dinheiro economizado com a contratação desse CUSQUEDO que atualmente veste a camisa anilada, poder-se-ia bancar a permanência desses atletas.

Sidivan, Felipe, Wesley, Luiz Carlos, Jarlison, Márcio, Brock e Renan. Pra quê gastar com tantas ÍNGUAS que em nada resolverão e concorrerão com os guris da base? Por que não investir em 3 ou 4 nomes que venham pra resolver? Que se mantivesse a política do ano passado. O Noia não foi semi-finalista da Copa RS de 2011 e 4º colocado geral no Costelão de 2012 à toa. Foi fruto de um trabalho a médio prazo e coerente, em que a torcida anilada sabia quem eram os titulares. Não esse amontado lamentável.

Quero que alguém justifique em um parágrafo as contratações de Marcelo Labarthe e Diogo. O primeiro tem honrado seu sobrenome de ZONA com uma carreira BROXANTE e uma estreia pornográfica. O Anilado já havia contratado Fred, volante surgido ainda no Santa Rosa, da mesma geração de Micael LAGOA AZUL. Pra quê gastar os tubos com um foguete molhado tendo já outro jogador da posição,  mais barato e identificado com o clube?

O segundo é menos efetivo que uma PLANÁRIA sem seus OCELOS. Nunca se firmou em lugar algum e ainda lhe dão a camisa 10 anilada. A camisa que foi se Sérgio Winck, Luiz Gustavo e Rodrigo Mendes agora é dada a esse BÍPEDE DESMAMADO. O pior é que tem jornalista (diploma pra quê?) que acha que Diogo seria titular do Internacional HOJE, com D’Alessandro, Dátolo, Forlán e Dagoberto.

Sem comando do futebol, loteado por empresários, ESTUPRADO pela vaca louca do Lisca e um elenco recheado de foguetes molhados e ilustres desconhecidos, o Noia pode desistir da Copa RS nesse exato momento. Economize dinheiro, feche os portões e planeje 2013. Se continuar com a essa PUTARIA desenfreada, o rebaixamento é logo ali.

Ficha técnica

Agenor; Oliveira, Jackson, Alan e Raphinha; Rodrigo, Augusto, Alex (João Paulo) e Zé Mário; Rafael (Willian) e Giovani (Thales).
Sidivan; Luiz Fernando (Sebá), André Ribeiro, Brock e Wander; Zaquel, Felipe (Labarthe), Márcio Hahn, Juninho e Diogo (Sato); Gilmar.

Gol: Giovani, aos 33′ do 2T.


 

Como eles foram

Sidivan – entre uma defesa difícil e falhas vai garantido seu lugar. No banco. Nota 5;
Luiz Fernando – ainda não estreou. Nota 4,5;
(Sebá) – sacado em boa fase, logo mostrou o erro de Paulo Porto. Subiu ao ataque e arriscou chutes de longe. Nota 6;
André Ribeiro – foi visto em campo se estapeando com Giovani. Nota 5;
Brock – só tem servido pra fazer piadas infames envolvendo Pokémon. Nota 4,5;
Wander – foi bem ao ataque novamente, porém perdeu a bola que originou o gol colorado. Nota 5;
Zaquel – a segurança de sempre. Um crime não estar, pelo menos, na Série B do Brasileirão. Nota 6;
Márcio Hahn – arma, desarma, pensa, corre, bate falta, escanteio, lava, cozinha, passa, desentope pia. O homem que toda mulher pediu a Deus. Contudo, uma andorinha só não faz Verão. Nota 6,5;
Felipe – tão perceptível em campo quanto o estagiário do almoxarifado. Nota 5;
(Labarthe – atualmente é mais barato tu ir na ZONA do que em jogo de Série A. Com sobrenome de MERETRÍCIO não deveria estar na Copinha; sequer, no futebol. Nota 4);
Juninho – mal na primeira etapa, cresceu na segunda quando começou a tabela com Gilmar. Perdeu dois gols feitos. Nota 5;
Diogo – futebol pior que comer a irmã. Grávida. Nota 2;
(Sato – novamente logo depois que entrou o time levou gol. Nem pra pé quente tem servido. Nota 5);
Gilmar – justificou sua titularidade saindo da área e criando as melhores chances de gols. Nota 5,5.

Aniladas

– Presidente Carlos Duarte disse a Rádio ABC, antes do jogo, que os reforços que virão serão contratados também visando o Estadual do ano que vem. Espero que ele almeje a Série D, não o rebaixamento;

– Paulo Porto terá 10 dias pra ajustar a equipe para o confronto diante do São José, em casa. É hora de mostrar a que veio;

– Direção anilada e conselheiros: ninguém fica puto com o público miserável que temos em casa? Nossa cidade tem 250 mil habitantes, com os municípios em torno chegamos a 400 mil tranquilamente. Passou da hora de divulgar o Anilado para sua comunidade. Não basta vídeo no Youtube. Tem que fazer panfletagem, levar carro de som aos bairros, fazer promoções, ir às escolas e comprar anúncio no jornal. Marketing de guerrilha. Pra ontem;

– André Sangalli; Sebá, Renan, Dimas e Wander; Zaquel, Márcio Hahn, Juninho e Ângelo (João Henrique); Sato e Gilmar. Sem invenções.

Esperando a rescisão do Diogo,
Zezinho 

Publicado em Copa FGF 2012, Copa RS 2012, Novo Hamburgo com as tags , , , , , , . ligação permanente.

10 Respostas a Copa RS – Internacional 1×0 Novo Hamburgo (Morada dos Queros-Queros)

  1. A sorte é o grotesco regulamento da copinha, que classifica tantos clubes por grupo que só desisitindo da competição um clçube fica de fora da próxima fase.

    Quem é o jornalista que defende isso do gêmeo?

    Boa ideia de meter os escudos dos clubes nas escalações :D

  2. É o Eduardo Pires, do Onze! Futebol.

    Foi assessor do Noia, repórter das rádios ABC, Progresso e Pampa e trata vários atletas e dirigentes do Vale dos Sinos como ‘amigo’

  3. Rogério Luiz Bohlke diz:

    Pô cara , não te conheço, acho, mas parabéns. É desta sacudida que o esporte em Novo Hamburgo está precisando. Texto forte ( até, me desculpe, as vezes forte demais…). Mas é mais ou menos isso que eu pretendia fazer quando estive por aí no Vale , após ser expurgado da Guaíba por uma “ronha” motivada por questões sindicais. Confesso que não teria talento para tanto. E talvez nem coragem tchê. Mas sentia a falta disso. De um cara com ” cabelo no peito” para dizer o que pensa, mesmo que de forma ácida e que contrastasse com o ” nadegoflacismo” de diversos setores de Novo Hamburgo, inclusive da crônica ( sem generalizar). Parabéns pelo teu jornalismo “gonzo” que me lembra Hunter S. Thompson . Taí, tu és o Hunter Thompson da crônica esportiva dos Sinos. Se te aventurares para outras áreas o “estrago” será ainda maior. Parabéns, siga sacudindo Novo Hamburgo no esporte e tire o anilado destas “margens plácidas” dos Sinos por baixo da qual deve haver muitos fétidos dejetos e cuja coragem da crônica não fora ainda suficiente para trazer à superfície. Ou , se o fizessem, muitos interesses -$$$$$$$$- seriam contraridos.
    Um abraço

    Rogério Luiz Bohlke

  4. daroit diz:

    cara, sensacional o texto. já passou da hora de os clubes acordarem e pararem de encher os bolsos desses mortos da dupla que só vão sugar grana sem jogar um OVO. prática da qual o Novo Hamburgo é DOUTOR, inclusive. sei não qualé do nosso amigo Duarte e se teriam alguém pra bancar o clube caso ele caísse fora, mas olhando de fora parece que a vida dele no clube já devia ter terminado, né. sempre faz essas merdas.

  5. Maurício Klaser diz:

    Essa política de INVESTIR EM EX-DUPLA já se provou MUITO ERRADA, mas o seu Duarte gosta disso. Ao que parece é golpe de marketing para atrair holofotes para ele e sua transportadora.

    VOLTA LUIS HENRIQUE

  6. Zezinho diz:

    Bohlke, é uma honra ter tu como nosso leitor. Nós que agradecemos a visita.

    Eu não sou jornalista, não gostaria de ter que escrever um texto perdendo as estribeiras, agi meramente como torcedor. E não me arrependo. Vi o Noia bater na trave da Série B em 2005, no velho Santa Rosa, numa Série C falimentar, e agora os donos da bola se cagam pra disputar uma Série D?

    A política de futebol inexiste no Noia sem Luizinho Valentim. Somente ele e Everton Cury conseguiram dar jeito no futebol anilado. Todos os demais persistiram no erro de contratar refugos, veteranos ou desconhecidos.

    Em pleno 2012 o Noia tá cometendo erros de clube amador. O clube praticamente inexiste no noticiário local, nos bairros, na comunidade. A direção não faz nada pra aumentar o público em casa. Acha que, numa mágica, aparecerão 5 mil anilados no Estádio do Vale.

    Tem que se fazer militância nas comunidades carentes, distantes, trabalhar em conjunto com a Prefeitura, ir às escolas, fazer uma campanha de proposição positiva, despertar o interesse de conviver com o Noia entre os jovens.

    Por ora, só vejo um grande clube centenário transformado num balcão de negócios

  7. Maurício Klaser diz:

    #6
    E a mágica aconteceu Zezinho, final do turno, mas do mesmo jeito que apareceram os torcedores, eles sumiram.

    Como falei no outro comentário, parace que pro Duarte é interessante essa política de contratar medalhões + meia dúzia de gato pingado. E os próprios desempenhos contrariam a efetividade desta política, jogadores da base do Noia acabam sendo os que tem as melhores atuações. Mas do mesmo jeito que a MÁGICA DO PÚBLICO, eles se vão sem a gente nem notar.

    Triste

  8. MarceloAlves diz:

    Texto espetacular zezinho….que saudade de um Noia administrado por amadores como Maneca, Fehse e Cury, mas pelo menos estes caras lotavam o estadio do vale e a cidade de Novo Hamburgo respeitava seu TIME DE FUTEBOL…fora DUARTE !

    Quero meu ESPORTE CLUEBE NOVO HAMBURGO de volta !

  9. Sandrilho diz:

    Eu topo ajudar em qualquer ação a ser tomada para manifestar o sentimento comum que temos com relação às pessoas que comandam o ECNH hoje em dia.

    Desde planfetagem para atrair publico para jogos até um manifesto na página de esportes no Jornal NH.

  10. Gangstar diz:

    Ódio eterno, ao futebol moderno!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *