É dia de Bra-Pel 350

A la pucha!

Hoje, às 20h30, na Boca do Lobo, o clássico Bra-Pel chegará ao seu número de 350. Cada vez sendo menos realizado já que virou LEI o fato de um só subir pro Gauchão quando o outro é rebaixado, o confronto vem ganhando ares de EPÓPEIA. Ninguém nunca quer perder, mas o medo de perder sabendo que a chance de retribuir a derrota pode demorar anos só torna tudo ainda mais CARNAL.

É o caso do Pelotas, que não vence o rival há quase 9 anos, período que engloba uma série de 5 anos sem a disputa do clássico. Sua última vitória foi em 2 de outubro de 2003, na Baixada, com gol de Giovani. O Lobão conta ainda com o reforço do DEUS LOIRO Sandro Sotilli, que depois de 758 anos atuando pelo áureo-cerúleo finalmente poderá estrear em um Bra-Pel.

Já o Brasil luta pra manter sua RACHA INVICTA no clássico, mesmo atuando fora de casa e após a trágica derrota para o Juventude que praticamente o eliminou da Série D. Rogério Zimmerman, ASTUTO que é, já anunciou que irá com o time misto para a partida, mas ninguém acreditou muito nisto.

Para já entrar no CLIMA dessa demente peleja, pedimos aos nossos representantes de cada clube que escrevessem sobre o sentimento pré-jogo:

Pedro Henrique Krüger, xavante:

Eu já fui a quatro clássicos Bra-Pel em toda a minha vida. Ótimas recordações, além de quatro vitórias. Num destes clássicos o treinador era Rogério Zimmermann e a partida foi na Boca do Lobo, da mesma forma que será hoje. Vencemos com nove homens em campo num gol de ouro. Meu pai ficou rouco e não conseguiu falar por uma semana. Isso é Bra-Pel! Confio na vitória por essas razões e pelo fato de o Brasil ter muita força frente ao rival. Os negrinhos da estação nunca foram de temer o adversário amarelo.

Ao mesmo tempo em que estou confiante, sinto-me apreensivo; pois o Brasil irá para o clássico após uma dura derrota para o Juventude. Além disso, iremos com time misto; porém, isto não será problema caso se repita o resultado do clássico de 2006, no qual vencemos por 2 a 1 com (o mesmo) Matão em campo. E é um clássico Bra-Pel, marujos! Não há qualquer torcedor, Xavante ou principalmente Áureo-Cerúleo, calmo horas antes de um confronto dessa imensidão.

Que venha Sandro Sotilli! Nós iremos com a nossa tradição e isso basta.

Leandro Maia, lobo:

A expectativa do Pelotas é vencer, estamos motivados pela volta do maior ídolo da história do clube. Acompanho o Pelotas desde 1987 e, sem dúvida, Sandro Sotilli superou mitos do passado, como Flávio Minuano e Ademir Alcântara. Os mais velhos talvez digam que não, mas para os jovens torcedores do Lobo isto já aconteceu.

Buenas, mas voltando ao assunto, o BRAPEL não é apenas um jogo, é um clássico e, se permitem os amigos de Caxias, “é o clássico”do interior do Rio Grande. Pelotas e Brasil canalizam paixões desenfreadas em seus torcedores, ainda conseguem exercer uma resistência um pouco maior que as outras cidades ao “Imperialismo Grenal” (não sou inocente, admito que as torcidas de Grêmio e Internacional são as maiores de Pelotas e existem pesquisas que mostram isso).

Queremos ver a festa nas arquibancadas, a alegria das torcidas, mostrar que existe, sim, força longe da capital, enfim, mas que seja vencedor o melhor. Pra mim, é claro, que seja o Lobão, de preferência com ele Sandro Sotilli correndo pra galera.

Se tudo der certo, o Toda Cancha fará cobertura em tempo real da partida no Twitter e, amanhã, traremos a cobertura pós-jogo pelos dois lados da QUERMESSE.

FICHA do Bra-Pel 350

E.C. Pelotas: Bruno; Igor, Eliézio, Bruno Salvador e Brida; Tiago Renz, Tiago Gaúcho, Maicon Sapucaia e Cleiton; Clodoaldo e Nconco. Técnico: Beto Almeida.

G.E. Brasil: Luis Müller; Éder Silva, Jonas, Cirilo e Tiago Saletti; Leandro Leite, Moisés, Washington e Willian Koslowski; Alex Amado e Marcos Denner (ou Márcio Jonathan).

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Júlio César dos Santos e Lúcio Flor.

As fotos são da Assessoria do E.C. Pelotas e de Carlos Insaurriaga do G.E.Brasil.

HASTA!
Toda Cancha 

Publicado em Brasil de Pelotas, Copa FGF 2012, Copa RS 2012, Pelotas com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

7 Respostas a É dia de Bra-Pel 350

  1. Gustavo diz:

    O meu é sempre o maior caro amigo lobo, acontece que todos os fatos mostram outra coisa. Sinceramente prefiro que fiquem com o título de maior do interior do RS, aqui se diz em maior do interior do Brasil de toda a forma.

  2. Fred diz:

    Classicos *-*

  3. Maurício Klaser diz:

    Esses clássicos são o ÚLTIMO SUSPIRO do futebol de verdade, lindo demais ver a cidade parando em torno deste grande jogo.

    Quando acabar o jogo, não importanto o vencedor, a vitória será do futebol

  4. Fernando Campestrini diz:

    Só se escuta “Rubro-negro ôôô!” no estadio do Pelotas?
    Fiquei com essa impressão no video.

  5. Junior II diz:

    Rogério Zimmermann é sinônimo de várzea !

  6. Aroldo Garcia diz:

    Sim, só se escuta RUBRO-NEGRO no estádio do Pelotinhas.

    Belo jogo. Show de bola e vitória XAVANTE!

  7. Enio Cardoso diz:

    Só se houve rubro negro na entrada, resto do jogo torcida xavante fica acanhada e quietinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *