O AMOR CAPILÉ À VI(C)TÓRIA

Domingo, dia 02 de setembro de 2012, uma data para permanecer peremptoriamente na mente de todos os aimoresistas.

Com o ACACHAPANTE marcador de 7 a 2 frente ao Atlético de Carazinho, o Aimoré obteve a vitória com maior número de gols marcados na HISTÓRIA do MONUMENTAL DO CRISTO REI. E para completar, o clube capilé pôde restabelecer um antigo relacionamento que parecia ter acabado, seu namoro com a própria cidade de São Leopoldo.

Durante os dias que antecederam o jogo, a direção Índia e os torcedores nas redes sociais fizeram muito ALARDE para que EL PUEBLO fosse a campo no domingo. Contando com uma ajuda DIVINA, o tempo esteve ótimo, com sol e um clima agradável em um horário propício.

Logicamente, corroborou para o bom comparecimento de populares na cancha o EXCEPCIONAL desempenho aimoresista na Segunda Divisão do FRUKIZÃO (alô Daroit). Pois bem, na hora do vamos ver cerca de mil aimoresistas estiveram presentes na peleja que foi uma ODE a Mengálvio, Gão e tantos outros ídolos da Taba.

O Aimoré começou com tudo e não demorou para que o BÓLIDO Lucas Silva guardasse a primeira ESTOCADA da tarde aos 5 minutos de jogo. Mas não deu nem para saborear esse primeiro beijo na namorada, pois o carazinhense BUIU fez um belo gol logo depois e empatou o jogo.

O Atlético passou a congestionar totalmente o meio-campo e somente especular em uma que outra escapadinha, mas eis que o alvi-azul em um gesto de carinho para com sua torcida achou um golaço. Alex soltou a PATA de longe e fez o segundo para delírio dos ADEPTOS.

O problema foi que, como todo namorado apaixonado e com uma VOLÚPIA infantil, o Aimoré cometeu um erro, talvez menos grave do que possa ter sido de fato, mas uma RATEADA na cobrança de um escanteio resultou em um PENAL para o visitante. Jesum segurou o atacante carazinhense, aplicando-lhe um IPPON e o tio de laranja não teve dúvidas em apontar para a marca da cal. BALAIO bateu com categoria e empatou o jogo – conste que devido ao seu (pouco)tamanho, o atleta foi carinhosamente batizado de PITIÇO entre os capilés.

Mas quem tem LS9, tem bola na rede! No fim da primeira etapa, Gabriel, através de uma jogada muito bem treinada, cruzou e Lucas Silva fez o seu segundo gol no jogo. O primeiro tempo terminou em 3 a 2 para a SQUADRA AZURRA do Rio dos Sinos.

O pessoal que foi até a COPA no intervalo era unânime em afirmar que é impressionante como esse time do Aimoré gosta de ganhar, tem amor pela vitória, sente tesão pelos três pontos. Esse sentimento, aliado à vontade de reconquistar a confiança e o carinho da COLETIVIDADE leopoldense é o mesmo, senhores e senhoras, daquele cara que está mesmo arrependido das bobagens que fez e que pelo amor que sente por sua inestimável PRENDA, busca o seu perdão.

Pois bem, o Atlético contando com apenas TRÊS suplentes, fez uma alteração no intervalo, trazendo para o relvado o EMULADOR de capoeirista Carlos. Já o Índio Capilé não mexeu nas peças, tampouco na estrutura, manteve a mesma pegada contando que o preparo físico fosse fator determinante para o êxito da EMPREITADA.

E foi exatamente isso que ocorreu. Era notório que o Aimoré tinha muito mais PERNA do que o adversário, e, ao natural, Gabriel fez o quarto gol após passe de LS9.

Três minutos depois, Jesum se redimiu da sua imperícia em artes marciais e testou firme pro gol anotando o quinto do apaixonado Aimoré.

Querendo agradar e reconquistar de vez a sua GURIA, a difícil e de personalidade forte, mas muito charmosa SÃO LÉO, o gigante do Cristo Rei marcou mais um. Lucas Silva, após mais uma jogada de lado de campo, passada de pé em pé, mostrou oportunismo e cravou seu décimo gol na competição, juntamente com seu HAT TRICK na peleja.

Gelson Conte então mexeu na equipe, colocando os garotos Lukinhas e Felipe para dar um CALOR na já ESGUALEPADA retaguarda rubro-negra. Porém, foi o experiente Tiago Matos, oriundo também da suplência que marcou o sétimo e derradeiro gol da MONSTRUOSA goleada Índia. Delírio, faceirice e DEMÊNCIA exalando das arquibancadas do Monumental do Cristo Rei, como há muito tempo não se via.

E assim, devagarinho, a DAMA São Leopoldo vai cedendo às investidas do apaixonado, atrapalhado, mas definitivamente amoroso Clube Esportivo Aimoré.

Personagens:

C. E. AIMORÉ 7 X 2 C. ATLÉTICO CARAZINHO
LOCAL: ESTÁDIO MONUMENTAL DO CRISTO REI

AIMORÉ – Marcelo Pitol; Gian, Jésum, Luis Henrique e Vinicius; Marquinhos, Alex, Márcio Reis e Gabriel; Japa e Lucas Silva.
Entraram: Lukinhas, Tiago Matos e Felipe.
Técnico: Gelson Conte

ATLÉTICO – Simas; Balaio, Rogério, Renan e Eder; Magnus, Ronel, Buiu e Miralha; João Pedro e Barbosa.
Entraram: Carlos e Jackson.
Técnico: Edegar Soares

ARBITRAGEM: Leandro José Alflen, auxiliado por Feliciano Tansini e Rodrigo de Vargas.

Que o Aimoré siga reconquistando São Leopoldo e principalmente, amando as vitórias. Do mesmo jeito que esse que vos bloga ama a Victória,
Natan Dalprá Rodrigues

Publicado em Aimoré, Atlético Carazinho, Segunda Divisão 2012 com as tags , , , , . ligação permanente.

12 Respostas a O AMOR CAPILÉ À VI(C)TÓRIA

  1. Daroit diz:

    ÉPICO.

    #voltavictoria

    Qualquer coisa, Natan, sempre tem o Lucas Silva pra LLENAR EL CORAZÓN.

  2. Franco Garibaldi diz:

    Já dei a dica pro Natan no grupo de mails: na próxima, CRIPTOGRAFAR uma mensagem pra ela usando apenas as palavras em caixa alta do texto.
    p.s.: mulheres de personalidade forte – trabalhamos (sei como é :D)
    Belo texto, malandro!

  3. Maurício Klaser diz:

    Toda Cancha >>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Em Nome do Amor

  4. Daniel diz:

    Dale Índio!!

  5. Natan,
    texto excelente, escrito com alma por alguém que está de bem com a vida.
    Ressuscitastes alguns chavões esquecidos e deliciosos, com estilo próprio.
    Muito bom. Serei teu leitor atento. Abração.

  6. pedrohckruger diz:

    Demais!

    Texto incrível.

    #voltavictoria

  7. Victória L diz:

    Eis aqui a própria vi(c)tória quem vos fala agora. E mostra agora que toda a vi(c)tória temo seu lado e ponto de vista. Digo por motivos óbvios, pois para haver vi(c)tória, alguém deve perder. Acontece que desta vez o time Capilé errou feio em sua escolha. O treinador com ânsia em ser reconhecido por mais PRENDAS, resolveu escalar o time errado. Escanteou o craque da seleção Capilé e colocou nos treinos três novas reservas. Eis que quando o craque chega de suas sessões de fisioterapia, toma conhecimento que foi temporariamente afastado do jogo. O craque então, que sabe o valor que tem, resolveu abandonar o time Capilé que não reconhecia o seu talento e partir para a aconchegante Arena Lajeadense. Nesse time virou estrela, ganhou aumento e conhecer o verdadeiro sabor da vi(c)tória. Descobriu-se então que não se mexe em time que está ganhando! Se perdia antes e agora ganha, melhor seria se não voltasse o craque, para o estádio do Aimoré!

    P.S: Viu Natan? Eu também sei escrever bonito (: Agora por favor: deixa-me no time onde sou feliz e que ganha e treina melhor os teus reservas!

    Vick L – pra ti saberes que sou eu mesma: dib (Y) Agora já chega. Fim

  8. Luiz Eugênio Gressler diz:

    Então como conselheiro vitalício capilé, imagino que também posso discorrer sobre essa especulação na janela de jogadores.

    Atesto sob qualquer juramento que nenhum reserva foi contratado, muito menos escalado para jogo ou treino. Foram feita juvenis e erronias analises de mercado que não evoluíram nem para reunião com empresários.
    Agora se espiões adversários minam a mente de nossos craques com informações distorcidas e especulações parciais, o que nós podemos fazer se não lutar para esclarecer os fatos e trazer de novo a campo um time victorioso.

    Sem mais, Concelho Deliberativo.

  9. Brauner diz:

    Linda essa camiseta do AImoré. Onde consigo comprá-la?

    Aliás, quantos pilas está o ingresso para ver o Índio em ação? Estou pensando em dar um pulo até São Leopoldo para isso.

  10. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    Brauner!

    Custa dez pilas pra ir em um jogo do Aimoré. Quanto a camisa, tu podes adquirí-la entrando em contato com o Digue no facebook do TorcedorÍndioCapilé.

  11. Daroit diz:

    #8

    sobre o que você está falando, exatamente?

  12. #11

    Ufa, achei que só eu não tivesse captado a mensagem ali no 8…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *