Para Lavar a Alma – S.E.R. Caxias 3×2 Oeste (SP) – Estádio Centenário

A chuva que lava as almas do Centenário. Foto: Folha de Caxias

A chuva que lava as almas do Centenário. Foto: Folha de Caxias.

A semana conturbada no Centenário rendeu seus primeiros frutos. Debaixo de forte chuva, temperatura em queda e muita desconfiança, o Caxias bateu o Oeste NA MARRA e reencontrou o caminho das vitórias e, principalmente, a auto-confiança.

As primeiras medidas do ESCALDADO técnico Picolli foram em relação ao esquema tático: sai o fracassado 3-5-2, dando lugar a um reforçado 4-5-1, reflexo da escassez de atacantes no Centenário (Léo GAMALHO, apresentado no fim da semana, não apareceu no BID ainda), facilitando jogadas pelas laterais, deixando o CERTAME mais aberto.

O jogo, em si, começou frenético. Bastante vontade em ambos lados, sintomas do frio e principalmente vergonha na cara. Aos 11 minutos Diniz entrou à feição na área e foi arregaçado por Dedê, penalti assinalado pelo árbrito e convertido pelo próprio Diniz: Caxias 1×0. Dedê, que não estava pra bincadeira, CEIFOU as canelas de Neguette no minuto seguinte, acumulando o segundo cartão amarelo e consequentemente deixando o Oeste com um a menos. A expulsão não diminuiu a vontade do time da casa, que quase ampliou em um chute na entrada da área, desferido por Mateus. Como quem não faz leva, o Oeste aproveitou a clássica bobeada de fim de tempo da zaga grená e anotou com JHEIMY, aos 45 minutos, aproveitando rebote de bola áerea. Fim do primeiro tempo, alegria de notícias distantes e confiança pro segundo tempo, resultado da tão solicitada CORRERIA dos atletas.

O que seria este objeto? Foto: Jornal Pioneiro

O que seria este objeto? Foto: Jornal Pioneiro.

A segunda etapa começou com o Caxias pressionando. A necessidade dos três pontos embalou os ANSEIOS GRENÁS, que resultaram no gol de Rafael Santiago, na marra, aproveitando a bagunça pós-escanteio, aos 9 minutos. O bom time do Oeste não se abalou com o revés, e no clima “tudo ou nada” se botou no jogo. O equilíbrio das ações foi premiado com um gol aos 30 minutos; JHEIMY, após saída equivocada de Paulo Sérgio, estufou as redes. Nessa hora a CORRERIA GRENÁ ressurgiu, e mais na vontade que no talento, Marcos Paulo, o iluminado garoto, selou a recuperação do Caxias ao fazer o terceiro e último tento na partida aos 40 minutos, explosão de alegria e êxtase no estádio Centenário.

Picolli superou seu primeiro grande desafio na ERA CAXIAS de sua carreira: espremeu vontade dos atletas, venceu na marra, concedeu uma coerentíssima entrevista após o jogo e conquistou, acima de tudo, a confiança (ainda que rasa) da torcida grená. Com a vitória o Caxias termina a rodada na 5ª colocação e encara na semana que vem um adversário direto, a Chapecoense (SC), lá em Chapecó, no próximo sábado, dia 15, às 16:00. Parada duríssima (talvez o jogo mais CASCUDO desta primeira fase), que pode definir de vez as pretensões grenás na famigerada Série C 2012.

Resumo da partida

S.E.R. Caxias 3 x 2 Oeste/SP

Estádio Centenário

S.E.R. Caxias(3): Paulo Sérgio; Alisson, Jean, Lino e Neguette; Umberto, Diogo Roque, Mateus, Diego Torres e Diniz; Rafael Santiago. Técnico: Picoli

Oeste(2): Jailson; Dede, Eduardo Luiz, Dezinho e Denis; Hudson, Ricardo Oliveira, Wanderson e Lele; Everton e Jheimy. Técnico: Tarcisio Pugliese

Apitado por Jefferson Schimdt, auxiliado por Angelo Rudimar Bechi e Rosnei Hoffmann Scherer, todos de Santa Catarina.

De alma lavada,

Tiago Zilli

Publicado em Caxias, Série C. ligação permanente.

3 Respostas a Para Lavar a Alma – S.E.R. Caxias 3×2 Oeste (SP) – Estádio Centenário

  1. Cássio diz:

    Vendo daqui, me parece que o objeto misterioso é um bonequinho dos Backyardigans (Tyrone?).
    ___

    Não consegui ir nesse jogo e nem acompanhá-lo pelo rádio (estava numa ressaca proibitiva), e começo a ter certeza que eu levo azar ao Caxias. A única vitória em que eu estava no estádio foi sobre o Vila Nova, mas entrei atrasado (depois do 1º gol do Caxias) e saí mais cedo (antes do 2º gol, do desempate).

  2. Zilli diz:

    Então não me apareça mais no Centenário, hahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *