Cruel, muito cruel: Guarany levou um laço do 14 no João Martins

Garoto Vinicius marcou o seu e participou de mais dois gols: atuação de luxo (SIDNEI SILVA/JORNAL APLATEIA)

Ao melhor estilo Januário de Oliveira, o 14 de Julho aplicou uma cruel goleada no Guarany de Camaquã pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Hélio Dourado. O 5×1 em Livramento tem de ser administrado na próxima semana, fora de casa, para o time do técnico Julio Batisti confirmar a passagem de fase.

Contra prognósticos metropolitanos (http://migre.me/b9VAD) que apontavam o time de Camaquã como favorito, o Leão da Fronteira entrou em campo neste domingo ensolarado da Fronteira e mostrou sua força como mandante. Aproveitando-se de uma expulsão logo aos 26 minutos da primeira etapa, os donos da casa amassaram os camaquenses e abriram grande vantagem. O garoto Vinicius foi o grande destaque do jogo, junto com Fernando Lima, autor do quarto gol.

O primeiro tempo foi maluco mas altamente positivo ao 14 de Julho. A gurizada do Batisti empurrou o Guarany para trás e ficou de dono da partida. Aos 6min, Vinicius, o melhor em campo, lançou Fernando Lima no meio campo. O meia entrou a dribles dentro da área e só foi parado na falta do volante Douglas. Após uma pequena conferência entre Lima e Gamela, o lateral mais experiente foi para a cobrança. O chute foi no canto direito, o oposto do goleiro. 1 x 0, 14.

O Guarany ainda tentava se recuperar, quando Alexandre lançou Vinicius na direita. O garoto bateu, o goleiro Mateus salvou, mas no rebote, Gustavo apenas empurrou para o gol. Eram 10min, e o 14 já vencia por 2 x 0. Baleado, o Guarany não conseguia escapar da blitz santanense. Aos 22min, Dakimalo tabelou com Michel e cruzou para o garoto Vinicius consolidar sua grande atuação no jogo, com um chute de voleio no canto direito, fazendo o 3 x 0 para o 14. As coisas ainda iriam piorar para o Guarany. Aos 26min, o lateral Alex foi driblado pelo zagueiro Leo Paulista e acabou atingindo o adversário com o cotovelo. O árbitro Gilmar Nunes não teve dúvidas e expulsou o jogador de campo deixando o visitante com 10 atletas. Leo Paulista, porém, se precipitou aos 28min, e atingiu Willian Silva dentro da área. Pênalti para o Camaquã. Kairo bateu no canto e Yai ainda tocou na bola, que foi na trave e nas costas do goleiro do 14 antes de entrar, 3 X 1. Os rubro-negros ainda tiveram mais uma chance no final mas, o placar indicava a superioridade do time da casa. Parecia mesmo uma tarde cruel, muito cruel do 14 de Julho.

Na etapa complementar o 14, disposto a aumentar a vantagem, não diminuiu o ritmo. Aos 6min, Michel cobrou falta da direita. A bola passou por toda a barreira e Fernando Lima apareceu livre na segunda trave para empurrar para o gol, ampliando para 4 X 1. O rubro-negro de João Martins tratou de tocar a bola e aguardar as oportunidades surgirem. Aos 26min, Vinicius tabelou com Dakimalo. O lateral bateu e o goleiro Mateus salvou. O Guarany, sem reação, via apenas aumentar a tensão no banco. Aos 41min, Vinicius chuta para o ataque e Michel divide com o goleiro Mateus, que se atrapalhou, com a bola esbarrando no atacante do 14 e entrando para o gol, 5 x 1. O quinto gol do 14, levou o Camaquã a perder cabeça novamente, com os jogadores partindo para cima do árbitro Gilmar Nunes. O resultado da reclamação foi a expulsão do lateral Marcio, do treinador Fabiano Deix e o fim do jogo.

As equipes voltam a jogar no final de semana em Camaquã e o Guarany precisa vencer por 5 gols de diferença para avançar na Hélio Dourado. Já o E.C. 14 de Julho pode até levar 4 na cola que volta classificado.

Fala-se aqui em Livramento que a delegação do Camaquã teria mesmo aproveitado os free-shops uruguaios, já que a tarde deste último domingo não foi de futebol pra eles. Nada está ganho, mas se Januário de Oliveira estivesse nas cabines de imprensa do velho João Martins bradaria ao microfone: “Tá lá um corpo estendido no chão!”. O Guarany tombou diante do Leão da Fronteira, mas o futebol é uma caixinha de surpresas já diria o sábio. Arriba Leão!

Ficha do jogo

14 de Julho (5): Yai, Gamela (Luis Paulo), Leo Korte, Leo Paulista (Reinaldo), Dakimalo, Alexandre, Gustavo, Moises, Fernando Lima (Vagner), Vinicius, Michel

Técnico Julio Batisti

Guarany-Ca (1): Mateus, Alex, Laércio, Gustavo, Douglas (Esquerdinha, Jean) Marcio, Junior, Willian Silva, Mateus Guerreiro, Kairo Indio (Ivam Lima)

Técnico: Fabiano Deix.

Gols: Gamela (14), 6 min-1ºT ; Gustavo (14), 10 min-1ºT ; Vinicius (14), 22 min-1ºT ; Kairo (Gua), 27 min-1ºT ; Fernando Lima (14), 6 min-2ºT ; Michel (14), 41 min-2ºT.

Direto da Fronteira dos Free-Shops e com colaboração do fotógrafo Sidnei Silva,

Rafael Medeiros
Segue aí: @rdlmedeiros

Publicado em 14 de Julho, Copa RS 2012, Guarany de Camaquã com as tags , , , , , . ligação permanente.

4 Respostas a Cruel, muito cruel: Guarany levou um laço do 14 no João Martins

  1. Mas que PRANCHAÇO tomou a turma de Camaquã! Futebol é aquilo, mas ficou muito complicado, mesmo que a bugrada tenha no histórico uma goleada tipo essa contra o Pelotas na fase classificatória.

  2. Rafael Medeiros diz:

    É meu amigo Franco, talvez a gurizada de Camaquã tenha acreditado na ZH …. hehe

  3. Junior II diz:

    # 1

    Na primeira fase o Guarany venceu o Pelotas por 2×0 nos seus domínios e perdeu para o Pelotas por 5×0 na Boca do Lobo !

  4. #3

    Ah, então foi ao contrário. Não sei porque tinha ficado na cabeça que tinha sido em favor do Bugre a goleada da fase anterior. Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *