Em busca da loucura ou a Três Passos do paraíso!

Em busca da loucura! Assim podemos descrever o sentimento que começa a reverberar em cada torcedor taqueano às vésperas da primeira decisão do ano. Um sentimento que deve perdurar até o último passo… e ainda faltam TRÊS… Três Passos para termos a certeza que estaremos novamente entre os grandes do interior (no lugar em que nos habituamos a lutar e vibrar insaciavelmente), ganhando de lambuja dois jogos finais para buscar ainda uma taça, faixas e a CONSAGRAÇÃO definitiva.

A História

Nesse momento de regozijo, não nos cabe diminuir um possível feito Jalde Negro justificando que o adversário atual não tem o brilho do “velho” GAÚCHO de outrora. O Gaúcho de Bebeto Canhão da Serra, Daison e João Pontes, Meca, Nadir e Jamir. O Periquito do Boqueirão que veio a Três Passos em 1968 e venceu por 1 a 0, com vários destes craques INOXIDÁVEIS.

TAC 0x1 Gaúcho, em 25/07/1968, no então Estádio Eurico Lara (hoje Luiz de Medeiros) em Três Passos (os nomes em caixa alta são de atletas do Gaúcho) – Em pé: Gonzaga, Valandro, NADIR, Tito, HONORATO, Milton, MANECA, Carlinhos, Cascão, Borbolha, Enídeo, GERALDO, Enio, Baixo. Agachados: JAMIR, FLAVIO, Odilon, MECA, Vilmar, BEBETO, Bugio, ZANGÃO, Chibo, JOÃO PONTES, Martini e RAUL MATE.

A camisa ALVIVERDE continua a mesma, com sua história gloriosa e seu peso e não nos deixa menosprezar esse adversário SEMPRE respeitável e valoroso. Ao contrário, apenas aumenta a nossa vontade de fazer história, de desbancar um dos mais tradicionais desses nossos rincões. Tudo isso em busca da loucura, da autoconfiança, da reafirmação.

TAC de 1990, com sua Torcedora Número 1, Maria Lucrécia. Em pé: Paulo Cézar, Luiz Daniel, Guerra, Pablo, Kina e Biondo. Agachados: Ortiz, Macapá, Miro, Mauro e Elemar.

Queremos que essa esquadra TAQUEANA montada em 2012 possa superar na mente dos mais saudosos (ou TEIMOSOS em nosso caso), as grandes equipes de 1990 e 1991. Que Darzoni e João Carlos possam ser os novos PABLO e LUIZ DANIEL. Que Tiago Coelho e Jonas encarnem o espírito de KINA e CABRAL. Que Marcão e Cleberson façam renascer o lugar que já foi de JORJÃO e VALDUÍNO. Que Thiago Saraçol e Aldair se igualem a RENATO FERRO e MAURO. Que Luli supere GUERRA. Que Leco consiga o que DONGA não conseguiu. E mais do que tudo: para que a inesquecível MARIA LUCRÉCIA, onde quer que esteja, possa balançar o seu pavilhão taqueano, trajada de AMARELO e PRETO da cabeça aos pés.

TAC de 1991, no empate em 0x0 com o Dínamo de Santa Rosa, no Medeirão. Em pé: Pablo, César, Kina, Guerra, Julio Cezar, Ruy Canedo (auxiliar técnico) e Donga (técnico). Agachados: Tales, Ninho, Claudiomiro, Mauro, Zé Clei, Venílton e Darci Bindé de Araujo – Bugio (diretor de Futebol).

É para isso que estamos ALENTANDO. É por isso que TEMOS de vencer. Para que possamos ter novos ídolos nessa NOVA fase do TAC, que possam estar se juntando a MARCINHO nesse panteão, o craque cerebral entre 2005 e 2008. Não tivemos tantos craques que sejam unanimidades estaduais, mas tivemos os NOSSOS craques, em uma época onde a RAÇA e o respeito à CAMISA ainda eram primordiais.

A imagem que comprova: Jorjão também vestiu a camisa do TAC. Sim, eu disse Jorjão, um VERDADEIRO Centroavante Rompedor (existe palavra mais bela do que essa?). TAC de 1991: Em pé: Zé Maria, Guerra, Kina, Julio Cezar, Biondo e Mauro. Agachados: Claudiomiro, Tilica, Ninho, Jorjão e Renato Ferro.

Estamos a conclamar a grande torcida três-passense, não é por menos que o fizemos. Estamos a poucos dias de um grande capítulo para o Três Passos Atlético Clube. Um capítulo que só poderá ser concretizado de maneira memorável se esse mesmo torcedor entender esse sentimento e lotar as dependências do meu velho MEDEIRÃO. É a hora do apoio INCONDICIONAL.

O Confronto

O meia Thiago Saraçol, autor do gol da vitória frente ao Gaúcho no último domingo, no Planalto Médio, será o único desfalque do treinador Leco. Por uma expulsão injusta, diga-se de passagem. Mas se a arbitragem é o tema resplandecente em nível nacional, não seria aqui que escaparia de uma polêmica. Mas não será essa ausência que fará o TAC PELEADOR diminuir a intensidade em busca da vitória. Todos em Três Passos sabem que não existe jogo jogado e que do outro lado está o sempre perigoso e inesgotável Gaúcho, com uma gana impressionante de superar as adversidades atuais. É por isso que o clube Jalde Negro toma todas as precauções. A concentração é total e a união com o torcedor é a palavra chave. Todos têm de jogar juntos nesse domingo para que esse primeiro PASSO seja vencido.

O Alento

A Torcida FEBRE AMARELA, a mais sincera e vibrante que habita o cimento do Luiz de Medeiros, estará fazendo sua parte. O alentaço começou durante a semana, com novas faixas e adereços, e seguirá neste domingo, algumas horas antes da partida, com aquele churrasquito na brasa justamente no local do espetáculo.

Quem não viveu os tempos antigos, quer viver o presente. Quem não sabia, agora sabe. Quem não tem um craque na mente, quer passar a tê-lo em 2012. É por essa nova GERAÇÃO de Jalde-Negros que temos de vencer de qualquer forma. Esses predestinados que estão fazendo a sua parte merecem uma conquista.

Torcida Febre Amarela promete agitar o Medeirão e cumprir com o RECADO estampado no trapo.

O Sonho

Queremos a loucura. Queremos o “TA-TU do Milênio” nas semifinais (do MILÊNIO sim, pois não queremos nos balizar por tal clássico de duas equipes portoalegrenses no fim dos anos 90 do SÉCULO e do MILÊNIO passados). Queremos fazer história. Mas para que tudo isso possa acontecer, para que a LOUCURA possa ser real e atingível, precisamos firmar o garrão e suar a camiseta. Precisamos antes de tudo, SUPERAR o grande Gaúcho. Tarefa das mais difíceis. Tarefa para quem veste AMARELO e PRETO. Todos ao Luiz de Medeiros neste domingo. Queremos a vitória!

Serviço do Jogo

Quartas de final da Segunda Divisão de Profissionais – Jogo de Volta

Três Passos Atlético Clube x Sport Club Gaúcho

Data: Domingo (21/10/2012)

Horário: 16 horas

Local: Estádio Municipal Luiz de Medeiros

Ingressos antecipados: R$ 10,00

Abertura dos portões: 14 horas

A primeira foto é do Jornal O Nacional, de Passo Fundo. As demais são do arquivo particular de Darci Bindé de Araujo (Bugio), ex-atleta, ex-dirigente e torcedor do Três Passos Atlético Clube.

Diretamente da Capital da Região Celeiro…

Vini Araújo – @viniaraujo87

Publicado em Gaúcho de Passo Fundo, Segunda Divisão 2012, Terceirona, Três Passos com as tags , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

12 Respostas a Em busca da loucura ou a Três Passos do paraíso!

  1. Daroit diz:

    Nunca simpatizei com o TAC, até o Vini assumir a bronca do clube aqui. Impossível não torcer pelo JALDENEGRO DO CELEIRO. Vamo, Onça!

  2. Vini Araujo diz:

    Dá-le… Sentimento que não termina nunca… pra cima deles meu TAC véio!

  3. Mateus Dal Castel Trevizani diz:

    Boa sorte ao TAC, belo incentivo.
    Mas esse campeonato tá muito mole hoje em dia…olha o tapete da primeira foto…

  4. Mullets e bigode: depois não sabem porque o futebol não é mais o mesmo hoje em dia. Belo texto, Vini!

  5. Régis diz:

    Olha o Jorjão com CABELO!

    Esse era um que jurava que havia nascido com 30 anos!

  6. Balejos diz:

    Impossível não vibrar com uma hinchada que leva a alcunha de FEBRE AMARELA.

  7. Rafael Gassen diz:

    Estamos iniciando uma nova era no TAC. Estamos escrevendo novas páginas na história desse clube que esteve tanto tempo fora de seu lugar de costume. VAMOS TAC, RUMO À ELITE DO FUTEBOL GAÚCHO!
    TAC QUERIDO, FEBRE AMARELA ESTÁ CONTIGO!

  8. daroit diz:

    Mandei o link da foto e do post pra DEUS. É sempre lamentável ver clubes querendo roubar a idolatria do GRANDE JORGE BENJAMIN, mas o TAC eu até deixo, apesar dos ciúmes.

  9. Mateus Arbo diz:

    Será que tem ingresso ainda?? Que desfeita ao meu Gaucho, que defendi em uma ImpedCopa mas o TAC merece por tudo que o Vini vem falando desde que eu o conheço.. pouco sei da história do Tres Passos mas sei que é feito por pessoas que são apaixonadas e com muito trabalho. Cumpra-se.

  10. Sérgio Souza diz:

    Desde aqui de Porto Alegre, torcedor do TAC que sou, embora “lejos” daí, depois de ler as belas palavras de Vini, guri que admiro por inúmeras qualidades embora tenha um defeito que mais adiante vou falar, fiquei mais empolgado com a campanha do ETERNO TAC. Sempre que posso acompanho o notíciário esportivo da segundona, como nato de Três Passos, tudo que se relaciona as glórias da minha cidade me estufa o peito. Vini, já sugeri a outras pessoas, fazerem um contato com seu Garbinatto, que mora em Ijuí, para resgatar coisinhas que ele guarda com carinho relacionadas ao futebol trespassense (Minuano , Missioneiro,Garpelé,Serramalte e etc..), montar uma sala, na Prefeitura com anuência de Cleri,para que todos conheçam a história do nosso futebol de campo e salão.Quanto ao defeito: Vini me deve uma camisa do TAC. Vamo, vamo, TAC.

  11. arbo diz:

    NÃO HÁ VACINA CONTRA ESSA FEBRE!

    grande texto, vini, chamou o povo na chincha e respeitou o adversário. vão lejos.

    “Guerra”, q baita nome prum arqueiro.

  12. Pingback: O verdadeiro imortal veste verde e branco! (parte II) | Toda Cancha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *