O Xavante, enfim, perde na copa RS

“Nada dura para sempre”, já dizia a velha na sacada lambendo sabão. Pois bem, a invencibilidade Xavante terminou no último sábado, em Sapucaia do Sul. O culpado foi o Sapucaiense, o sapo, ou ainda o time da terra do zoológico.

Antes mesmo da pelota circular no gramado do estádio Arthur Mesquita Dias, o jogo já demonstrava ares de que seria quente. A segurança na cidade foi reforçada para receber a torcida Xavante, que esteve presente com, pelo menos, quatro excursões. O estranho foi – para mim – a Guarda Municipal pedir ao torcedor local para deixar o carro em casa para evitar possíveis danos. Que danos?

Apesar de todo o estardalhaço, não houve nenhum incidente. A torcida do time do zoológico, inclusive, preparou uma faixa para a torcida Xavante: o rubro-negro sapucaiense saúda o rubro-negro pelotense – imagem abaixo. Demais! Além disso, houve cerveja gelada em ABUNDÂNCIA às torcidas. Em conversa com amigos, fiquei sabendo que o estádio com capacidade de até cinco mil lugares tem o direito de comercializar bebida alcoólica – até então eu não sabia.

Dentro de campo o elenco Xavante mostrou o motivo pelo qual estava invicto na copa Hélio Dourado. Pressionando o time da casa, o rubro-negro pelotense criou boas oportunidades, mas não as aproveitou. O castigo não tardou a chegar. Aos 35 minutos da primeira etapa, TAFAREL cabeceia sem dar chances ao goleiro Luiz Muller. Sapucaiense, 1 a 0.

O Xavante não se assustou com o tento e continuou em cima. Tão logo sofreu o gol, empatou. Aos 40 minutos, Marcos Denner chutou, a bola desviou na zaga e encobriu o goleiro. 1 a 1. Porém, a alegria durou pouco. Três minutos, para ser mais exato. Rafinha invadiu a área e tirou do goleirão Xavante. O Sapo passava a frente novamente no placar: 2 a 1.

Na volta do intervalo, o jogo foi mais equilibrado. Os dois times atacavam, mas nenhum conseguia marcar. As coisas ficaram mais complicadas ao Brasil quando o árbitro interpretou uma agressão de Marcos Paraná e o expulsou direto. No entanto, apesar de estar com um ÍNDIO a menos, a tribo rubro-negra atacava e tentava ameaçar o Sapo.

A última tentativa da partida foi com o índio velho Fabiano Eller. Após cobrança de falta, Eller cabeceou, mas a pelota acertou a trave. O Brasil não chegou ao gol de empate e, com isso, sofreu a primeira derrota na competição. O time da terra do zoológico celebrou o triunfo em cima da tribo que vem do sul do estado. Agora o Sapucaiense joga com vantagem o próximo duelo, que acontecerá neste domingo no estádio Bento Freitas, em Pelotas. A situação do time pelotense também não é das piores: uma vitória simples de um a zero basta para avançar.

Oremos.

As fotos são de Carlos Insaurriaga e da XASC – Xavantes de Santa Catarina.

FICHA

Sapucaiense: Eliandro; Tafarel, Alan, Valença, Gaúcho; T. Rex, Evandro, Rafinha, Maicom Sapucaia (Guilherme); Gilian (Rafael Paraíba) e Alê Menezes (Fusca). Técnico: Luciano Corrêa.

Brasil-Pel: Luiz Muller; Wender, Cirilo, Fabiano Eller, Tiago Saletti (Éder Silva); Leandro Leite, Washington, Moisés, Marcos Paraná; Alex Amado (Márcio Jonatan) e Marcos Denner (Matão). Técnico: Rogério Zimmermann.

Gols: Tafarel e Rafinha (Sapucaiense); Marcos Denner (Brasil).

Cartões Amarelos: Eliando, Evandro, Maicom Sapucaia e Rafael Paraíba (Sapucaiense); Washington e Márcio Jonatan (Brasil).

Cartão vermelho: Marcos Paraná (Brasil).

Arbitragem: Roger Goulart, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Max Augusto Guimarães Vioni.

“Eu, rubro-negro pelotense, saúdo o rubro-negro sapucaiense”,

Pedro Henrique Costa Krüger

Publicado em Brasil de Pelotas, Copa RS 2012, Sapucaiense com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

5 Respostas a O Xavante, enfim, perde na copa RS

  1. Franco Garibaldi diz:

    Muito bonito o uniforme do Sapão, não tinha visto ainda assim em detalhes.

    E, depois do surgimento de um tal Miki Breier, o futebol só vale a pena nos estádios com capacidade até 5 mil espectadores :D

  2. Giaretta diz:

    Se interditarem uma parte do estádio para ele ficar com 5 mil de capacidade já dá pra vender bebidas alcoólicas?

  3. Brauner diz:

    Coisa mais linda um volante “pegador” com o nome de T. Rex!

  4. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    O Sapucaiense merece um TCC, o time foi formado somente faltando dez dias para o início da competição, vira uma situação já perdida para o CAC e na sequência bate o último invicto do certame. É INACREDITÁVEL.

  5. Junior II diz:

    O último invicto do certame é o inter-B, espero que seja batido pelo Pelotas na Quarta Feira !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *