O campeão do bem-querer

25 de novembro de 2012. Pelotas, RS. Os portões do Estádio Bento Freitas foram abertos às 17 horas. Nos arredores do palco da finalíssima da Copa Hélio Dourado, uma FALANGE nas cores vermelha e negra bebia, festeja ou brigava para conseguir comprar o ingresso. Não era difícil notar o desejo de conquista no olhar de cada torcedor. Os índios já estavam com o rosto pintado para a guerra. E como queriam lutar! (Essa história, contada pelo nosso Pedro Henrique Costa Krüger, segue lá no Impedimento. Passa lá!)

Publicado em Brasil de Pelotas, Copa RS 2012, Juventude com as tags , , , , , , . ligação permanente.

Um comentário em O campeão do bem-querer

  1. Pingback: Olha nós aí! Na dureza da nossa pirraça, olha nós aí! | Toda Cancha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *