Entre gregos e bicudos

775882_440766699325866_1372844706_o

Contam os mais antigos que a camisa três é mística. Sim, a três. Historiadores afirmam que existia um guerreiro conhecido por Zagueirus na Grécia antiga. O renomado capitão de exército travava batalhas épicas com Balacus, famoso por lutar sempre no meio do exército, avançando quando surgia a oportunidade. Balacus foi parado apenas uma vez, sua única e última, onde Zagueirus efetuou a maior técnica de sua luta, conhecido em latim como Bicus-pru-matus. Tergiversando para a atualidade, faltou fibra na equipe ceramista para emendar a gorducha para o além-mar nessa quarta. 

Logo no início do certame, Fidélis foi infeliz ao recuar para a zaga gravataiense, deixando a bola para Cassiano rolar e Maurinho, no auge dos seus 47cm de altura, desvirginar o placar no Vieirão. O jogo seguiu parelho, com alguns lampejos de qualidade técnica, com direito a três CHAPÉUS ceramistas contra algumas caneladas do time infanto-juvenil colorado. Pouco antes de o tiozinho de preto trilar o apito, Maurinho ainda anotou o segundo, após boa jogada e passe de Lucas Lima, o que não pega a Sandy. Resultado injusto perante o pouco movimento da primeira etapa.

O segundo tempo começou melhor para os tricolores da aldeia, principalmente porque a zaga aprendeu a dar o famoso BALÃO PRA LONGE. Com a saída de Fidélis para a entrada de Dinei, o Cerâmica voltou mais PELIGROSO. Logo aos dois minutos, o próprio Dinei soltou a pua da intermediária e Agenor aceitou o galináceo, ficando no placar que daria números finais à partida: 2×1 para os fraldinhas. O resultado não foi dos mais justos, mas serviu para alertar o técnico Guilherme McUglia que a zaga precisa ser revista com toda urgência possível. Como maior destaque da partida, temos o excelente desempenho do goleiro Villa, com direito a defender um pênalti batido por qualquer guaipeca adversário que tentou emular NEYMAR na corrida para a cobrança. Além do goleiro, é preciso salientar a boa participação de Marcão e Cristian, o primeiro fazendo uma boa partida na zaga e o outro armando os melhores momentos da esquadra chevetteira.

775738_440768389325697_553161458_oAté o presente momento, os gravataienses continuam em segundo lugar no grupo A, enquanto o Inter também é vice do Grupo B. O próximo compromisso do Cerâmica é contra o Canoas no Vieirão, enquanto o Inter enfrenta o Caxias no Centenário.

As fotos são de Leonidas Cardoso. Mais imagens aqui no Facebook. Os gols da partida tu conferes no site da SporTV.

Ficha técnica

Cerâmica (1): Villa; Bindé, Rodrigão, Marcão e Fábio Fidélis (Dinei); Zaquel, Ramos (Cidinho), Cristian (Danilo Goiano), Serginho Catarinense; Matão e Zeferino. Técnico: Guilherme Macuglia

Internacional (2): Agenor; Vilela, Alan, Thales e Raphinha; Rodrigo Dourado, Augusto, Lucas Lima (Rafael Carioca), Zé Mário e Maurinho (Lucas Roggia); Cassiano (Milton Júnior). Técnico: Osmar Loss

Gols: Maurinho (I), aos 9min do primeiro tempo e aos 44min do primeiro tempo, e Dinei (C), aos 2min do segundo tempo

Cartões amarelos: Fidélis, Cristian, Zeferino, Bindé (C); Lucas Lima, Zé Mário, Augusto, Raphinha (I)

Arbitragem: Francisco dos Santos Neto, auxiliado por Marcelo Barison e José Inácio de Souza

Acelerando de Garelli em direção à Free Way engarrafada,
Douglas Beretta

Publicado em Cerâmica, Gauchão 2013 com as tags , . ligação permanente.

2 Respostas a Entre gregos e bicudos

  1. Vicente diz:

    Defendo que para ter equilíbrio no gauchão, grêmio e inter coloquem o time infantil.

  2. E eu que nem disputem. Mas isso nunca acontecerá, já que – além da grana da tv – é a única taça com reais chances de conquista que ambos possuem numa temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *