Começo de ano no Fragata: título na base e apresentação dos profissionais

foto1

Antes de começar a discorrer acerca da apresentação para a temporada 2013, é merecido que se faça um registro ainda do ano passado. A gurizada da equipe Sub-14 do Farroupilha foi ao norte do estado e trouxe a VI Taça Cidade de Tuparendi. O trabalho da base, que há anos conta com a astúcia do excelente técnico Chapolin (Paulo de Lima), é mais um exemplo de superação diante das dificuldades do nosso clube. Enfrentaram longa viagem e voltaram com o caneco na mala. Título é título, merece ser comemorado. Parabéns gurizada! Fizeram uma ótima campanha invicta, com direito a uma goleada e ostentando o artilheiro da competição, Guilherme.

Já em 2013, mais campanhas de destaque no futebol de base tricolor. De arrancada, um segundo lugar na Liga Metropolitana Infantil. Na VI Copa Internacional de Vacaria, a equipe formada por nascidos em 1995 faz boas partidas mas acabou eliminada nas oitavas-de-final. Em compensação, os comandados de Chapolin – categoria 1997 – chegam ao vice-campeonato sendo batidos apenas pelo poderoso Grêmio. Esses resultados, mesmo que não nos impulsionem a fazer carreata na Duque de Caxias, devem sim serem reconhecidos com orgulho pela torcida. Fica a esperança de que essas conquistas reflitam no futebol profissional, seja com a ascensão de bons jogadores ou alguma negociação que renda economicamente para o clube…

foto2

Com a comissão técnica já tendo sido confirmada ainda no final de 2012, nesta segunda-feira dia 04/02 foi apresentado o grupo de jogadores para disputa da Série A2 do Gauchão. Alguns nomes conhecidos do futebol do interior como o meia-atacante Juliano, que se destacou na última temporada pelo São Paulo de Rio Grande, os zagueiros Carlão e Uillian Nicolleti (a grafia é assim mesmo!), o goleiro Fabiano e o atacante Anderson Catatau, os três últimos com passagem recente pelo Bento Freitas. Outros são remanescentes como Samuel, Pedro Júnior, Max, Wagner Rincón e o Tiago Boiadeiro, que vai para o seu sexto ano no Nicolau Fico. Alguns atletas vindos das categorias de base responsáveis pelas excelentes campanhas citadas ganharam espaço no grupo principal, entre eles o atacante Ihur Tavares, um dos mais destacados. E, por fim, algumas surpresas como os meias com nomes de astros da música nacional e internacional: Gilliard e Bream (!) Adams.

foto3

Segue a lista dos atletas pelas posições:

Goleiros: Diego, Fabiano e Samuel

Laterais direitos: Diego Morais, Fabiano Weege, Kiko, Paulo Santos e Pedro Júnior

Laterais esquerdos: Fabrício e Jonatan

Zagueiros: Carlão, Cidão, Claiton, Franer, Miguel e Uillian Nicolleti

Volantes: Felipe Garcia, Max, Rafael Santos, Wagner Rincón e Willian

Meias: Braem Adams, Gilliard, Guilherme e Juliano

Atacantes: Anderson Catatau, Berg, Ihur Tavares, Jabá, Matheus e Tiago Boiadeiro

Com este elenco, vislumbro na base do chute já que ainda não houve nenhuma manifestação do técnico Luizinho Vieira nesse sentido, um time-base. Minha maior dúvida é quanto à dupla de ataque:

Fabiano; Pedro Júnior, Ullian Nicolleti, Carlão e Fabrício; Max, Wagner Rincón, Gilliard e Juliano; Jabá (Berg) e Anderson Catatau.

Considero o grupo do Farroupilha melhor em comparação ao último ano. A principal questão é: ser melhor do que ele mesmo é suficiente? Acredito que todos os times do Acesso estarão com melhores condições em 2013. É algo que só poderá ser comprovado quando a bola rolar. Por enquanto, sinceramente, reconheço o bom trabalho da diretoria. Foi montado o melhor grupo de profissionais possível, ao meu ver. Por um lado acho exagerado promessas como “Vamos brigar pelo acesso” e “Este é o ano do Farroupilha” proferidas pelo professor Luizinho. Não me agrada muito esse tipo de falatório, prefiro a equipe trabalhando com a boca fechada e os pés no chão. Porém demonstra que o pensamento é grande, o que não deixa de ser elogiável.

foto4

Como a maioria já deve saber, mas é necessário informar, os grupos da Série A2 ficaram assim definidos:

A – Aimoré, Avenida, Brasil-Far, FARROUPILHA, Panambi, Riograndense-SM, Santo Ângelo e São Paulo.

B – Brasil-Pel, Gaúcho, Glória, Guarany-Cam, Inter-SM, Riopardense, União Frederiquense e Ypiranga.

O torneio será, pela primeira vez, idêntico à acariocada Primeira Divisão, sendo que no primeiro turno jogaremos contra os adversários do outro grupo e no segundo, os confrontos serão dentro da chave. Indo de encontro ao que eu ouço muitos dizerem, sou favorável à fórmula. O campeonato ganha em emoção e fica mais curto em oposição à MARATONA dos anos anteriores.

Numa análise preliminar, baseada muito mais pelo NOME e um pouco pelo que foi apresentado até agora pelos times, considero o grupo B mais forte. Ou seja, teremos, teoricamente, mais dificuldade no primeiro turno. A estreia será no Fragata contra o Guarany de Camaquã que, seja dentro de campo ou fora dele, tem feito pesados investimentos ultimamente. Na segunda rodada, já teremos de cara um clássico Bra-Far fora de casa. O sinal de alerta deve estar ligado já que não é de se descartar a chance de ZERO ponto nessas duas primeiras rodadas, o que complicaria a primeira etapa e todo o campeonato em si, já que é tiro curto.

Na primeira fase, não haverá o Bra-Far no Nicolau Fico que costumava salvar as finanças do clube, o que pode ser um complicador, mas como eu já disse em textos anteriores, o Farroupilha precisa andar com as próprias pernas. Se, ao contrário do especulado no parágrafo anterior, o tricolor estrear com vitória e fizer um crime na Baixada logo em seguida, na volta pra casa teremos estádio cheio, apenas com a nossa torcida, o que será uma forma de fazer renda muito mais digna do que depender de um Bra-Far.

Saudações nas cores do Rio Grande,

Marcos Ceron

(As duas primeiras fotos são do Futebol Daqui e as outras do sítio do Grêmio Atlético Farroupilha)

Publicado em Divisão de Acesso 2013, Farroupilha, Série A2, Série A2 2013 com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

Um comentário em Começo de ano no Fragata: título na base e apresentação dos profissionais

  1. A gurizada do Farrapo segue honrando aquela passagem do hino do clube do Fragata que diz: “Vamos lutar com ardor, teu futuro é PROMISSOR”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *