União reage e derrota o Cruzeiro

Amistoso União C de O 1

Foi no sufoco, já no escurecer do sábado, dia 2, que o União conseguiu superar a apatia dos quase 60min em campo sem esboçar uma reação na partida, reverter o placar e derrotar a equipe do Cruzeiro de Porto Alegre de virada, por 2 a 1, no amistoso comemorativo que integrou a programação oficial do 58º aniversário de Frederico Westphalen – comemorado no último dia 28 de fevereiro.

No terceiro teste da pré-temporada 2013 – depois de vencer um selecionado amador de Caiçara, por 4 a 1, e golear a equipe da S.E.R AJAP por 6 a 0, em Pinhalzinho-SC -, o técnico do União, Tiago Nunes, entrou a campo no esquema 4-4-2, que não é o seu preferido, mas optou por testar a equipe inicialmente desta forma. Até os 10 primeiros minutos de partida, a equipe conseguiu ganhar velocidade no ataque, explorando a esquerda, e chegando com perigo ao campo ofensivo com Murilo, Tatto e Serjão. Mas foi só. O meio de campo parecia não se encontrar na partida, os zagueiros tinham que fazer um esforço e meio para conseguir conter o ataque do Cruzeiro que chegava com facilidade com Jô e João Pedro, que só não marcaram pela boa atuação do goleiro Gallas e por algumas vezes chutarem sem precisão.

Amistoso União C de O (2)

Aos 15min, Paulinho marcou o que seria o primeiro gol do Cruzeiro na partida após receber lançamento de Alberto, isso se não fosse o bandeirinha marcar irregularidade no lance, assinalando o impedimento. O primeiro tempo foi mais de movimentação, e o placar continuava em 0 a 0.

Se no primeiro tempo o União teve como maior desafio tentar se infiltrar no sistema defensivo bem armado pelo técnico BenHur, do Leão da Montanha, na segunda etapa os visitantes voltaram ainda mais fechados dificultando ainda mais as jogadas de ataque do tricolor frederiquense. O União erra sempre barrado no esquema imposto pelo Cruzeiro. Serjão, um dos destaques da tricolor nesta pré-temporada, era marcado por Canhoto e Rogério, que entraram na partida com o objetivo de parar o atacante e conseguiram. Já Murilo, destaque no primeiro tempo do amistoso, também recebeu marcação individual, sendo controlado por Reinaldo.

O ritmo do União diminuiu, e o Cruzeiro aproveitou para abrir o marcador. Em uma jogada bem trabalhada por Jean Paulo pelo lado esquerdo, na entrada da área, o qual passou por Gallas e tocou para o lado. O atacante Jô, de carrinho, foi o último a empurrar para o fundo da rede, fazendo 1 a 0 para o Cruzeiro.

O técnico Tiago Nunes cobrava pressão de seus jogadores, que mesmo em desvantagem no marcador, não conseguia reagir em busca de reverter o placar. Problema este que até os 18 minutos do segundo tempo, a equipe frederiquense não conseguia solucionar.

Nunes então modificou o meio de campo, colocou Willian Bonnes e Lima, ambos os jogadores que vieram da base do União e a equipe cresceu na partida, porém sem poder ofensivo no ataque.

Amistoso União C de O (3)

Se dentro de campo o Cruzeiro queria acabar com a festa da torcida que se mostrou participativa e vibrante neste primeiro amistoso da pré-temporada 2013, aos 18min, o comandante do União, voltando ao seu esquema de jogo preferido, no 4-2-3-1, sacou do banco de reservas, outros dois jogadores fizeram o que era preciso fazer. Michel Lugo e Jarbas Fernandes – popularmente conhecido como Jajá -, entraram e momentaneamente deram outra cara a equipe. A zaga do Cruzeiro se perdeu em campo, não sabendo qual jogador conter primeiro, desorganizada, viu em menos de três minutos em campo, Lugo marcar um belíssimo gol chutando da esquerda em diagonal no ângulo direito, aos 22min, sem chance de defesa para o goleiro do Cruzeiro.

Depois do gol de empate, que reacendeu a partida, aos 43 min, Jajá em cobrança de pênalti, deu números finais a partida. Após Itaqui lançar para Lima, que também havia acabado de entrar na partida, na entrada da área o atacante avançou e quando ajeitava a bola para chutar, foi derrubado por Léo Carioca. O árbitro Jones Fernandes assinalou penalidade máxima. Na confusão, Faísca foi expulso por reclamação, mas o União autorizou o retornou de algum jogador do Cruzeiro para que a partida continuasse equilibrada. Jajá que observava todo o empurra-empurra de longe, concentrou, e cobrou no canto direito, fechando o placar do jogo em 2 a 1 para o tricolor frederiquense, para a alegria dos quase 1.000 torcedores que compareceram ao Vermelhão da Colina.

No próximo domingo, 10, o União volta a campo no segundo amistoso em preparação para a Divisão de Acesso 2013 – Série A2, para enfrentar a equipe do Gaúcho de Passo Fundo, às 16h, novamente no estádio Vermelhão da Colina, em Frederico Westphalen.

Amistoso União C de O (11)

Ficha técnica – 1º Amistoso

Local: Estádio Vermelhão da Colina, em Frederico Westphalen

Data: 02/03/2013

Horário: 16h

Árbitro: Jones Fernandes

Auxiliares: Claudemir Carvalho e Bernardo Sidloski

União Frederiquense (U)

Gallas, Manivela, Caçapa, Xavier (Aguinaldo) e Tatto; Itaqui, Douglas Rinaldi (Willian Bones), Thiago Corrêa (Lima) e Jean Michel (Gilvan); Murilo (Michel Lugo) e Serjão (Jajá). Técnico: Tiago Nunes.

Cruzeiro-POA ( C )

Fábio (Max), Reinaldo (Alair), Cláudio (Rogério), Léo Carioca e Marcelo Santos (Canhoto); Alberto (Fábio Nunes), João Pedro (Jean), Faísca e Jean Paulo (Helton); Paulinho (Clodoaldo) e Jô (Carlos Eduardo). Técnico: Ben Hur Pereira.

Cartões Amarelos: Manivela, Murilo e Willian Bones (U); Jean Paulo, João Pedro, Léo Carioca e Alair (C).

Cartão Vermelho: Faísca (C), mas foi autorizada apenas substituição e o clube permaneceu com 11 atletas em campo.

Gols: Jô (C), Michel Lugo (U) e Jajá (pen-U).

Placar Final: União Frederiquense 2 x 1 Cruzeiro-POA

Diretamente de Frederico Westphalen, reportagem e fotos de Carola.

Publicado em Amistoso, Cruzeiro, União Frederiquense com as tags , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *