Do Vale ao Abismo de trem

pelotas x nh

E continua crítica, desesperadora, horripilante, catastrófica e hemorrágica a situação do Anilado do Vale dos Sinos.

A forçosa parada de quase 30 dias serviu para dar uma repaginada tanto no departamento de futebol como no elenco de jogadores. Dezoito jogadores desembarcaram na Estação Santo Afonso e outros nove foram mandados embora do Estádio do Vale via pinga-pinga da Central.

Bons resultados foram adquiridos nos amistosos, realizou-se uma mini pré-temporada em Santa Catarina, e tudo indicava para uma nova realidade neste segundo turno. Mas nada mudou…

Foi um jogo doído de se ver. Nenhuma chegada consistente a gol por parte de ambas as equipes, muito menos alguma jogada trabalhada. Destaque apenas para a gostosa que passou pela frente da tela na metade do primeiro tempo.

aa9a3ea599aea0a1b51011bde4dc5d65

Segundo tempo começa e o Nóia continuava apático em campo. Os jogadores pareciam saídos de uma hemodiálise realizada no Hospital Geral, onde a verba só deu para fazer metade do procedimento. Sem sangue nas veias nem bola no pé, foi facilmente dominado pelo Pelotas que, aos 18 minutos, abriu o placar. Cobrança de escanteio, bate-rebate, a bola sobra para o lateral Brida cruzar no fedor, na cabeça de Diego Torres. O trio defensivo do Anilado e o goleiro estreante Max só olharam a bola ir para o fundo do gol.

O Pelotas deixou de matar o jogo dez minutos depois. Em um contra-ataque rápido, o atacante – de frente para o goleiro – chutou mascado, para fora. Aos 38 minutos do segundo tempo, o anilado dá seu PRIMEIRO E ÚNICO chute a gol, para defesa fácil do arqueiro pelotense. Ainda deu tempo para o técnico anilado Itamar Schulle ser expulso.

Fim de partida, vaias, conquista da lanterna do Costelão, e os jogadores, com uniforme impecável e ainda cheirando a Confort, deixando o gramado. Na entrevista coletiva, houve espaço para um desabafo do incansável comandante do futebol Everton Cury, que já não sabe mais o que fazer.

O próximo jogo será quarta-feira, fora de casa, contra o Cerâmica, às 19:30.

Juniores

Pelo menos estes honraram a camisa. Na estréia do Gauchão da categoria, a equipe do Nóia bateu o Pelotas por 4 x 0.

Denis Utzig

(As fotos são do SÍTIO do Pelotas e do Diário Popular)

Publicado em Gauchão 2013, Novo Hamburgo, Pelotas com as tags , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

2 Respostas a Do Vale ao Abismo de trem

  1. Marco diz:

    O gol do Diego Torres não foi de cabeça.

  2. Daroit diz:

    Não vi o gol, então não tenho idéia do que aconteceu.

    Sei, porém, que já era pro Nóia. Tem mais volta não, mesmo com a contratação do GÊNIO Mateus Cancian de última hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *