Leão Desbravador!

580046_400750243356673_1828026870_n

Depois de iniciar a Série A2 do Campeonato Gaúcho vencendo pelo quarto ano consecutivo, o Sport Club São Paulo foi até Passo Fundo enfrentar o Gaúcho e venceu por 3 a 1, em um jogo emocionante do início ao fim.

Mesmo com algumas dificuldades por falta de apoio, o Leão da Linha do Parque foi ao reencontro do estádio Vermelhão da Serra, palco da amarga eliminação da equipe em 2012,  apenas com o intuito de buscar os três pontos e, de uma vez por todas, cravar: ESTE É O ANO DO LEÃO!

A partida, no entanto, tinha um tempero a mais, um encontro de dois nomes expressivos no futebol gaúcho, dois goleadores, dois veteranos! De um lado Alê Menezes, 36 anos, e uma carreira digna de causar inveja em qualquer adversário em cada gramado espalhado pela querência gaúcha. Do outro, Sandro Sotilli, 40 anos, e um currículo tão invejável quanto o de Alê.

Entre tantos causos, é hora da pelota rolar!

A partida iniciou de forma franca, o São Paulo atacava e o Gaúcho se defendia. Aos 4’, Fabiano Diniz cobra escanteio para o meio da área, o cabeceio de Aylon para no zagueiro e a bola sobra na pequena área. Por incrível que pareça, nenhum pé mágico surge para marcar, e o goleiro Daniel sai como um gato e agarra firme.

Em meio ao bombardeio que o ataque paulista fazia ao Gaúcho, em um contra-ataque armado, aos 8 minutos, Sotilli parte com a bola e faz belo passe para Vagno que chuta firme, porém a bola para nas mãos do goleiro Luciano.

Aos 11’, o São Paulo chega com força mais uma vez. Aylon recebe bom lançamento de Alexandre Fonseca, finta o zagueiro e vai ao fundo, bate para o meio da área encontrando Alê Menezes. O camisa 9 chuta mascado e o goleiro do Gaúcho defende, evitando o que seria o primeiro gol da partida.

A equipe do São Paulo se mostrava compacta, com boas jogadas ensaiadas principalmente pelo flanco esquerdo de ataque, deixando o Periquito alterado, o que acabou se traduzindo na expulsão do preparador físico da equipe de Passo Fundo e em um jogo repleto de faltas! Aos 17’, o São Paulo fazia a sua primeira, enquanto o Gaúcho já havia feito dez.

E foi em uma dessas faltas que o Sampa tirou o zero do placar.

Aos 34 minutos da primeira etapa, Fabiano Diniz cobrou falta para o meio da área, o goleiro Daniel tentou agarrar e a bola escapou de suas mãos, foi quando brilhou a estrela do jovem zagueiro do São Paulo, Guilherme Moller, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das amarras e correr para o abraço, 1×0 São Paulo.

Ainda deu tempo do Sampa perder um gol com Fabiano Diniz que, saiu na cara do goleiro, tentou encobrir e acabou chutando por sobre o gol de Daniel. E desta forma, o primeiro tempo teve fim, deixando os 13 torcedores do Leão presentes em Passo Fundo e os outros milhares de Rubro-Verdes, que ouviam o jogo em Rio Grande, felizes com o que viram ou ouviram até então.

Na volta do intervalo, o técnico do Sampa, Rudi Machado promoveu uma alteração. Colocou Sertãozinho no lugar de Michel e a equipe acabou se perdendo.

Nos primeiros 12 minutos, o Gaúcho atacou, tentou de todas as formas possíveis e impossíveis furar o bloqueio da zaga e o mais difícil, passar pelo goleiro Luciano, uma muralha sob a trave do São Paulo.

8262_4052473209130_1948587964_n

Então, Rudi decidiu modificar novamente a equipe e aos 14 minutos da etapa complementar, colocou Locatelli, que fez sua estreia com a camisa Rubro-Verde, no lugar de Alexandre Fonseca. Alteração que acabou salvando o Leão de tomar o gol de empate.

Com o jogo mais equilibrado, na marca dos 20’, o Gaúcho rouba uma bola no seu campo de defesa, Léo lança Adilson que sai de frente com o goleiro Luciano. O arqueiro faz um milagre, espalmando a bola para cima, no rebote, Sandro Sotilli cabeceia e a bola beija a trave.

164247_354168991369480_415247110_n

Aos 26 minutos, Vagno inverte a bola no campo defensivo para o zagueiro Gamarra, ele cochila e o atacante Aylon dá um belo voleio de fora da área! A redonda explode na trave defendida por Daniel.

Mas somente três minutos depois, o Leão conseguiu ampliar o placar!

Fabiano Diniz dá lindo passe para Émerson Dantas, o volante Rubro-Verde encobre o goleiro e pronto! O São Paulo colocava uma vantagem de dois tentos sobre o Gaúcho em pleno Vermelhão da Serra.

Com 2×0 no placar, era de se imaginar era um São Paulo mais defensivo, administrando o placar até o fim de jogo, certo? Certo! Mas não sem antes Alê Menezes soltar um petardo e tirar um naco do travessão do Periquito. No rebote, Sertãozinho chutar para a boa defesa do goleiro Daniel.

Daí em diante, o alviverde se atirou para cima do Leão, em uma dessas jogadas Émerson Dantas fez falta, levou o segundo cartão amarelo e foi mais cedo para a ducha.

Então aos 38‘ da segunda etapa, Sotilli fez jogada individual, partiu para cima de Locatelli, que fez falta dentro da grande área, penalidade máxima para o Gaúcho.

O próprio SS9 bateu e converteu, o time passo-fundense estava marcando seu gol e deixando o jogo uma barbaridade mais emocionante!

Os  11 minutos restantes foram incríveis, algo com a cara do Sport Club São Paulo, um time de raça, de vontade e determinação, uma equipe que estava ciente que precisava honrar a histórica camisa Rubro-Verde e que tinha seus torcedores, sejam os que ali estavam presentes ou os milhares que estavam no Sul do estado, com o ouvido grudado no rádio!

E o São Paulo resistiu, segurou as investidas do Gaúcho. E não foram poucas! Elas vieram de fora da área, de dentro da área, bolas aéreas e bolas enfiadas para seus atacantes.

Mas o terceiro minuto, dos quatro que o árbitro Edegar da Silva Frick deu, foi o do decreto final! Caio Gomes foi lançado a frente em um contra-ataque fulminante, deu um leve toque na saída do goleiro e bateu o martelo. O São Paulo vencia mais uma batalha e assumia a liderança da chave com 6 pontos e o melhor ataque do Campeonato Gaúcho Série A2, com 5 gols em dois jogos.

O São Paulo agora enfrenta o União Frederiquense em Frederico Westphalen no próximo final de semana buscando manter a boa fase.

Ficha Técnica:

Local: Estádio Vermelhão da Serra (Passo Fundo).

Gaúcho: Daniel, Ivan, Marcos, Gamarra e Vagno; Roan (João Paulo), Guilherme, Léo e Adilson; Sandro Sotilli (Fabricio) e Danilo Conceição (Renan). Técnico: Ricardo Atollini

São Paulo: Luciano, Guilherme Moller, Carlão Farias, Wagner e Alexandre Fonseca (Locatelli); Carlos Alberto, Émerson Dantas, Fabiano Diniz e Michel (Sertãozinho);  Aylon e Alê Menezes. Técnico: Rudi Machado

Arbitragem: Edegar da Silva Frick, auxiliado por Vagner Mauricio da Luz e João Carlos Pedersen.

Gols: Guilherme Moller (SP) aos 34 minutos do 1º tempo; Émerson Dantas (SP) aos 29 minutos do 2º tempo; Sandro Sotilli (G) aos 38 minutos do 2º tempo; Caio Gomes (SP) aos 48 minutos do 2º tempo.

Cartões Amarelos: Wagner (SP), Locatelli (SP) e Émerson Dantas (SP).

Cartões Vermelhos: Émerson Dantas (SP).

Quem vos fala é um simples torcedor, apaixonado pelo seu time…

Guilherme Rajão

Publicado em Divisão de Acesso 2013, Gaúcho de Passo Fundo, São Paulo-RG com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

Um comentário em Leão Desbravador!

  1. Leonardo diz:

    Tchê ! fui de gandula nesse jogo,ver Sandro Sotilli e Alê jogando,os mitos do RS,é muita honra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *