O ano da Redenção para o mais antigo do país

01

Nem o mais desacreditado dos torcedores do Sport Club Rio Grande, clube de futebol mais antigo do País, imaginaria que 2013 se inciaria com o mesmo marasmo que as tardes frias de inverno na Praia do Cassino, principal ponto de encontro da cidade.

Quem passa pelas bandas da Avenida Itália, não entende como instituição centenária e de tamanha grandeza nacional possa estar ocupando a terceira divisão do Campeonato Gaúcho neste ano. Má Gestão? Falta de Patrocínio? Falta de comprometimento da própria torcida em apoiar o time? Sim, são os principais fatores a serem considerados no momento.

O ano que passou foi atípico. Falta de apoio, renuncia de um aclamado presidente, jogadores não comprometidos com o clube, campanha desastrosa no certame e consequentemente a queda a terceira divisão, tornaram um ano que começou esperançoso, através de contratações “pomposas” pela diretoria, acabasse na tristeza do rebaixamento. E se não havia o investimento antes, imagine agora.

Agosto está chegando. O fantasma da terceira divisão, que assombra grande parte dos clubes do interior, bate a porta. A presidência está em boas mãos, com uma nova diretoria, com novas idéias, qualificada e pronta a trabalhar em prol de um bem maior e acima de qualquer vaidade: O clube.

02

Rio Grande está em constante crescimento. Fator, que deve ser acompanhado atentamente pelos três clubes da cidade. Este desenvolvimento, pode ser a porta de novos investimentos, e quem sabe, a tão almejada primeira divisão.

O que nos resta agora torcedor? É esperar. E rezar.

Wilian Luz

Publicado em Rio Grande, Terceirona 2013 com as tags , , , . ligação permanente.

6 Respostas a O ano da Redenção para o mais antigo do país

  1. Esequias Pierre diz:

    lamentavel mesmo, espero que encontre seus melhores dias e volte a disputar posições bem mais acima….

  2. marcelo marques diz:

    ESpero que caia pra quarta! hauahiahiahaihaihihiaa

  3. Castellano diz:

    “Quem passa pelas bandas da Avenida Itália, não entende como instituição centenária e de tamanha grandeza nacional possa estar ocupando a terceira divisão do Campeonato Gaúcho neste ano.”

    Grandeza nacional?! O que?! Nunca jogaram nem uma MÍSERA divisão de qualquer campeonato nacional! A última vez que jogaram a 1ª divisão foi por CONVITE!

    Por favor, vão rachar uma lenha!

  4. Wilian Luz diz:

    Quando me referi a “Grandeza Nacional”, não foi no sentido de disputar uma edição do campeonato e nunca mais ser lembrado, mas entendo. Estamos falando de um campeão gaúcho, pioneiro, e que tem o dia da fundação reconhecido nacionalmente como o dia do futebol, apesar das dificuldades vivenciadas em um estado que distribui sua força em apenas dois clubes. Se não fosse por isso, muitos clubes do interior, inclusive o próprio São Paulo, sem dúvidas estaria em uma situação bem melhor, não só no RS.

    Abraço!

  5. Flávio Jair diz:

    Bela participação do nosso Correspondente Tricolor Veterano. Parabéns Wilian Luz! Certamente ainda este ano, neste espaço desportivo e democrático relataras grandes epopeias, vitórias, festas e a “volta por cima” do Pioneiro Vovozão, voltando ao lugar que ele merece estar, pela sua história, tradição e torcida apaixonada que têm. Independente da divisão que esteja, o amor e a paixão pelo Clube do coração e da nossa comunidade, este não se apaga jamais. Saudações Veteranas e desportistas a todos!

  6. Cláudio Carvalho de Moura diz:

    Wilian

    Não se preocupe em dar respostas à torcida caturrita. Estão endividados, sem credibilidade e só continuam disputando, no estádio Municipal Aldo Dapuzzo, em virtude da nobreza de um gesto de torcedor do Vovô, o falecido prefeito Wilson Mattos Branco, que declarou o estádio que eles pensam ser deles em patrimônio inalienável do município, salvando o “Clube do Povo” de fechar as portas definitivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *