Com honra e de cabeça erguida (já que apenas isso nos é permitido)

922832_419189651521804_602552004_n

Esse é o Juventude que chegou ao vice-campeonato da Taça Farroupilha e BATEU DE FRENTE com o PODERIO azul e vermelho da capital.  Esse é o Juventude, amigos, que mesmo estando na ÚLTIMA divisão nacional, ainda INCOMODA –  e como incomoda – os MULTIMILIONÁRIOS porto-alegrenses.  Esse é o Juventude, que com toda a certeza, poderia MERECIDAMENTE estar com a faixa de campeão do segundo turno.  Um clube que reitera sua força dentro de sua cidade. Aliás, cidade que, desde os tempos áureos na Série A nacional, POUCO ou nada lhe valoriza. Cidade que tem como prefeito um ser que diz ser a dupla Gre-Nal o RIO GRANDE DO SUL; que, em um dia decisivo de final, esquece do clube de sua terra e vai apenas ao hotel colorado desejar “boa sorte”.

Esse Juventude foi GUERREIRO, foi BRAVO, teve BRIO, teve a CARA de Lisca. A entrega do comandante à equipe motivou a todos. Um homem que VESTE a camisa, batalha junto com seus comandados, chama a torcida e canta junto. Um cara que ficará marcado por aqui.  Afinal, não é qualquer DOIDO que chega aonde ele chegou. Tu és FODA, Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi!

944321_534290489967950_778579144_n

E, como disse Fernando logo após o duelo de ontem, a camisa alviverde foi a SEGUNDA PELE dos atletas esmeraldinos. Uma equipe que se entregou, lutou até o final, trouxe a torcida consigo e finaliza o Gauchão 2013 como um campeão: DE CABEÇA ERGUIDA! Um time de garotos, mas ao mesmo tempo de experientes. Um time do MONSTRO Fabrício, do MAESTRO Diogo Oliveira, do capitão Rafael Pereira, da ousadia de Bergson, da ofensividade de Alan e Rogerinho, do REI ZULU. Enfim, uma equipe que batalhou e construiu uma FAMÍLIA neste primeiro semestre de 2013.

phpThumb_generated_thumbnailjpg

Ontem, o Juventude foi UMA VEZ MAIS prejudicado DESCARADAMENTE pela arbitragem. O que dizer da falta assinalada que SÓ o indivíduo Márcio Chagas da Silva viu de Diogo Oliveira em cima de Willians? No estádio, e depois conferindo pela tv, ficou claro o gol LEGÍTIMO do meia Papo. O atleta alviverde mal encosta no volante colorado, não faz a tradicional carga que geraria o perigo de gol costumeiramente assinalado pelos apitadores. Era o gol da VANTAGEM esmeraldina. Em um confronto acirrado como o tal, certamente poderia decidir o restante da peleia. Não estou aqui para tirar o merecimento do título ao time de Dunga – que, aliás, não precisou nem das duas partidas finais -, mas é algo que não pode se deixar levar. Diante de todas as adversidades passadas, ainda temos que lidar com essa realidade.

6151fb90b5d111e2b74c22000a9f1427_7

Porém, ACIMA DE TUDO, é tendo uma equipe e torcida UNIDA que o Juventude vai em busca do seu principal objetivo do ano: o acesso à Série C. No início do ano de seu centenário, o título gaúcho pode até não ter vindo, mas o resgate da confiança e orgulho da Papada já foi algo alcançado para a sempre complicada Série D.

papo

Os Papos, que fugiram do trabalho para TENTAR garantir os MÍSEROS mil e oitocentos ingressos do confronto, que se juntaram e marcharam BRAVAMENTE do Jaconi ao Centenário, que apoiaram do início ao fim essa equipe e que não temeram as recentes HUMILHAÇÕES sofridas deste mesmo adversário, sabem da FORÇA e da LUTA que vem mostrando esse grupo até aqui. E é com esse conhecimento que faz ACENDER cada vez mais forte a esperança por um ano de final FELIZ. Acredito que o maior reforço para a disputa do campeonato nacional seja a manutenção dessa base.

E assim, com HONRA e de CABEÇA ERGUIDA, é que o ESPORTE CLUBE JUVENTUDE fica marcado no Campeonato Gaúcho de 2013.

Ficha técnica:

Internacional (0) – (4): Muriel; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Aírton, Willians, Fred e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Caio). Técnico: Dunga.

Juventude (0) – (3): Fernando; Moisés, Rafael Pereira, Diogo e Robinho; Fabrício, Jardel, Gustavo (Dê) e Diogo Oliveira (Romano); Bergson (Rogerinho) e Zulu. Técnico: Lisca.

Arbitragem: Marcio Chagas da Silva, auxiliado por Altemir Hausmann e Julio Cesar Santos.

ORGULHOSO dessa FAMÍLIA,
Pedro Torres

(com fotos do Jornal Pioneiro, do torcedor Papo Arthur Demari, do sítio do clube e demais torcedores alviverdes)

Publicado em Gauchão 2013, Juventude com as tags , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

98 Respostas a Com honra e de cabeça erguida (já que apenas isso nos é permitido)

  1. LISANDRO diz:

    somos campeões, pois mais vale o correto do que uma realidade distorcida e manipulada por erros e interesses. Valeu papada , valeu ju, podem nos arrancar tudo, menos a verdade e o coração.

  2. #2
    prova disso é que tô com o moleton do Ju hoje, comemorando o título moral do turno, que é o que nos resta (a nós e a todo interior).

    no mais, cantei a pedra da garfada na sexta, ao saber qual o árbitro da decisão. só não sabia que o filho da puta tinha variado seu arsenal de safadezas, abandonando o uso do relógio como arma letal.

    por fim, imagino que deva ser do caralho ser esses torcedores dos grandes, com folhas que superam fácil os 7 milhões mensias, tendo que cagar sangue e contar com ajuda de arbitragem pra ganhar um título que consideram fuleiro. quero ver serem ‘grandes’ assim contra sua turma, quando normalmente sentem na pele o que hoje celebram.

  3. Rafael diz:

    reclamar da arbitragem é fácil, agora lembrar dos dois gols anulados na semi-final, não…

  4. Gustavo diz:

    É. Em 2011 teve gente rindo e não viu que o próximo poderia ser ele. Segue a caravana da miséria.

  5. Juliano Moraes diz:

    #3 Rafael, lembrar do penalti sonegado contra o São Luiz também não, e o que dizer do gol do Fluminense…
    mais a mais, pega os lances da semi final e olha…no primeiro gol, o zé roberto estava impedido qdo recebeu pra cruzar pro vargas, no segundo gol ninguem provou nada e os proprios jogadores do gremio nao reclamaram…, e no terceiro gol, o vargas estava impedido antes de passar pro barcos…

  6. Franco Garibaldi diz:

    #3: boa, lembrar do pênalti não assinalado no alan e do impedimento na origem do lance do Barcos te escapou da memória, né?

    #4: é o que eu falo da desunião do interior, só reclamando quando é no seu e não se unindo pra acabar com o estupro consentido por parte da FGF.

  7. Franco Garibaldi diz:

    (sem contar que, pra torcedor da dupla grenal reclamar de erro contra ele favorecendo time do interior, tem que usar muito JIMO CUPIM como loção pós-barba…)

  8. Guilherme Grená diz:

    É foda. Como grená de sangue e alma, não tenho como vir aqui e ser hipócrita dizendo que estava torcendo para o Ju ontem. Não, eu tava secando e muito. Mas como torcedor de time do interior, não tem como não enxergar essa falsidade que se chama Gauchão. Acontece que nos últimos anos com a ascensão do Inter e reação (torcida) Grêmio, a dupla se deu conta, mais do que nunca, que para manter essa fidelidade e crescimento em sócios e em consequência venda da marca, eles tem que ganhar títulos. Logo o “ruralito” vira obrigação e eles fazem o que fazem vide 2011, 2013…… Ainda bem que no Brasileirão a vingança vem logo, logo……. Brasileirão 2005 ETERNO! hahahahahahahahahha

  9. PapoJuve diz:

    FALTOU, RELATO SOBRE O JOGO!!!

  10. Papo - POA diz:

    Frase emblemática do Lisca: “Nós nunca vamos ganhar assim, não adianta.” Não precisa falar mais nada. Azar do Gauchão. Nosso campeonato é o Brasileiro.

    E mesmo assim eles encheram a fralda ontem. Aqui em Porto Alegre não teve nem festa. Ficaram com vergonha, decerto…

  11. Franco Garibaldi diz:

    #8 muito bem lembrado… “márcio rezende de freitas” no dos outros é refresco.

  12. Samuel Adami diz:

    Esses episódios do nosso futebol, que se repetem a cada ano, só me fazem afirmar, com cada vez mais veemência, que a dupla da capital só toma sopa de garfo por aqui!

  13. Ismael Lavallos diz:

    Bah, quanto choro! Não gosto e nunca vou gostar do Juventude (1998 e 1999 ainda estão marcados na paleta), mas não sou cego e também não olho apenas o que quero.

    A banca paga e recebe, todo mundo sabe disso!

    E todo mundo sabe, também, que a dupla grenal é SIM favorecida (não sei se intencionalmente, quero deixar isso claro aqui, mas pouco importa) no gauchão, do mesmo jeito que é garfada no brasileiro, contra times do RJ-SP.

    Ademais, transformem essa indignação toda em força pra subir pra série C, como o Inter fez em 2005, porque não adianta nada fazer campanha de turno e ficar reclamando que não dá pra ganhar desse jeito! O Zulu teve duas bolas pra matar o jogo e não aproveitou, ou seja, dava pra ganhar sim!

    Outra coisa, o Ju fez uma baita partida, e eu tava cagado, no sofá da minha casa, sentindo o cheiro do crime. Depois, no decorrer do segundo tempo, o Dunga alterou o esquema e as coisas melhoraram sensivelmente pro Inter, que deu um calor no papo e não marcou também por muito pouco! Deixem de ser vítimas simplistas, o jogo foi do caralho, qualquer um que vencesse teria merecido! Repito, o Ju precisa ser o Leão que foi ontem no brasileirão, vai subir fácil.

    Lembrando que continua invicto dentro do Jaconi há duas eras glaciais!!!

    E Franco, é do caralho torcer pro Inter sim, porque em 2005 nós gritamos muito, mas vimos que não ia adiantar nada! Ficamos lambendo as feridas, quietos, e transformamos aquilo em duas Libertadores e um Mundial. Só temos uma folha de 7 milhões por causa disso! Não sou colorado modinha, fui criado na década de 90, vendo o Inter ser devidamente SAPECADO pelo Juventude (inventaram até juve-nal) e por outros menos cotados.

    Teria muita coisa ainda pra falar aqui, mas o que quero mesmo dizer é: usem isso como força e lotem o Jaconi na campanha da série D. Esse time verde desgraçado (desculpem, não é pessoal, eu juro!) ficou vários anos na série A e já jogou até Libertadores, isso prova a grandeza do clube! E embora eu não goste do Ju, torço pra que suba, pra que enfim o futebol gaúcho tenha mais representantes e protagonistas no cenário nacional!

  14. Ricardo Pereira diz:

    Parabéns aos Juventudistas, pela garra e determinação de sua equipe. Mais uma vez o interior foi roubado pela semvergonhice dessa mafia fgf-gremio-inter. Um dia cai a casa dessa cambada. Vale Juventude, honrasse o nosso Interior.

    Saudações Xavantes.

  15. Celestino diz:

    O inter foi tri campeão em cima de um time de série C. Agora na copa do Brasil vai passar por mais um time de sério C. Desde 2011 o Inter tem enganado, chega no brasileiro com um time fraco novamente. Com esse time, com laterais fraquíssimos, volantes fracos e o Forlan que não está jogando nada. Portanto a torcida do Inter pode perder a esperança de libertadores em 2014. Quando o Falcão falou que tinha que contratar jogadores de qualidade foi dispensado. Se o Dunga não receber jogadores de qualidade é outro que afunda no brasileiro.

  16. Lemmy Caution diz:

    Parabéns ao Juventude! E desgraça eterna à FGF, o único time que encarou a dupla de igual para igual ficou atrás do Grêmio na classificação final, parece deboche!

    Espero que DESTA VEZ finalmente o Juventude não afine. Tem uma grande torcida de verdade (não são gremistas torcendo contra o Inter e vice-versa), tem grupo (o treinador pôde mudar o time antes do jogo e funcionou, luxo pro interior) e tem TÉCNICO. Que o Lisca seja um puta pé no saco de vez em quando não deve incomodar quem torce pro Dunga (puta pé no saco permanente, e igualmente com razão) ou pro Luxa (que é só pau no cu mesmo).

    Então joguem, por favor. No nacional da série D não tem neura de time da federação nem nada, então valham seu sal e joguem bola duma vez. Não adianta conseguir essas vitórias de Pirro aqui e nem ao menos passar de divisão, tem sido só fogo de palha. Esses dois últimos jogos não são parâmetro do que o Juventude pode fazer, foram duas partidas em que o Lisca optou por ficar atrás e segurar e não propor jogo, mas isso indica que tem comandante, que o cara SABE fazer o time jogar o que deve. Então vão lá pianinho trazer um ponto e tirar dois dos outros, depois em Caxias baixem a lenha, e que no final do ano pelo menos seja série C. Enquanto a série A do Brasileirão tiver 20 times tem lugar pra um Juventude certo.

  17. #13

    Chega a ser cretinice falar em “a banca paga e recebe” numa relação entre um clube da capital, com folha absurda, e outro do interior, com folha que não paga um reserva com algum nome da dupla. Se tu acha do caralho torcer pra um time nessas condições cujo único título certo (não sei se, do alto da grandeza do teu clube, tu acha que vaga é título) é o gauchão, no qual todos os torcedores da dupla jogam cocô antes da bola rolar em janeiro, espetáculo.

    #16

    Agora vem o grande problema pra qualquer clube do interior que tenha se destacado e vá dispitar alguma série nacional: o desmanche. O Lajeadense, por exemplo, deve ter ao menos nove mudanças no time que dispitará a D. No Juventude, já se fala na saída de 3 ou 4 jogadores. Mesmo vindo outros que tenham se destacado no campeonato, se perde a base e não há garantia alguma de que a nova equipe engrene num torneio tiro curto (cinco equipes, turno e returno, classificando 2 pros matas).

    Pra maioria, é papo de perdedor, que já tá arranjando desculpa pra qualquer fracasso do Ju logo ali na frente em caso de insucesso na volta pra série C. É aquilo: quem convive com uma realidade de 7 milhões de folha e que não acontece nada se a única taça, se ganhar, for a do gauchão, deve ser estranho imaginar um time com folha de 250 mil, sem apoio das empresas da cidade nem do “banco de todos os gaúchos”, cuja permanência disputando futebol o ano todo passa obrigatoriamente pelo sucesso na série D desse ano, sob pena de virar um VEC da vida.

    Sei que é difícil imaginar esse cenário dentro da realidade vivida pelos times de Porto Alegre. Por isso, só peço cuidado ao “ensinar” essas fórmulas certeiras de sucesso apresentadas acima, como se ninguém dos “curió” do interior tivessem pensado nisso antes, não tivessem luzes para ver isso. Falar de fora é uma teta, amigos, ainda mais quando se vive uma realidade completamente diferente.

    E, Lemmy, falar em série A para um time do interior, com a grana necessária para se manter nela, é ufanismo demais. Se o Ju algum dia voltar pra B e porventura conseguir algum iô-iô pela séries A e B, já será mais do que bom. Mais que isso é sonhar um sonho impossível de se materializar. Aliás, não que venham a cair, mas Grêmio e Inter já vem vivendo essa realidade de ser meros Botafogos gaúchos no nacional, com o título sendo algo distante, que até pode passar perto, mas não passa de um sonho.

  18. Papada, a maior do interior diz:

    Caro Franco, faltou só tu deixar uma linha tracejada no fim do teu comentário. Eu seria o primeiro a assinar embaixo.

  19. Zebra diz:

    E o prêmio para melhor árbitro do campeonato vai para…… Márcio Chagas da Silva!!!
    Sério, é tão ridículo que chega a ser engraçado.
    Aos papos, vou-lhes recordar os dois jogos que o meu Esportivo fez contra os vermelhinho de ‘portalegre’ nesse gauchão:
    – Semifinal, 1º turno: vi coisas que jamais sairão da minha cabeça. Um gol nosso legítimo anulado (ok, normal, chega a ser um padrão), recuo pro muriel e ele pega com a mão(!?), uruguaya loka rasgando camisa dos nossos jogadores(!?), cone9 jogando volei, e o anão dando piti por causa da arbitragem!!
    – Segundo turno: nosso time jogando muito, duas bolas na trave, eles nem chegando, eis que o MELHOR ÁRBITRO DO GAUCHÃO expulsa nosso zagueiro com 30 minutos de jogo.

    Como foi citado anteriormente, deve ser muito bom torcer para times com folha salarial milionária e que precisam ganhar no apito.
    Fazer o que, federação grenal de futebol funciona.

    Sem hipocrisia, torci pro papo PRA CARALEO contra a duplinha.

    É aquela velha história, se vocês conseguem ganhar hoje, porque nós não podemos amanhã?

    Que vocês aproveitem esse momento e subam pra C. Talvez sobre uma vaguinha pra nós na D ano que vem.

  20. Pedro diz:

    “Aliás, não que venham a cair, mas Grêmio e Inter já vem vivendo essa realidade de ser meros Botafogos gaúchos no nacional, com o título sendo algo distante, que até pode passar perto, mas não passa de um sonho.”

    É legal o despeito da torcida do JU. Ao invés de olhar para os próprios erros, preferem “atirar” para cima da dupla Gre-Nal. E ainda espalhando mentiras. Em 2009, o Inter foi vice-campeão brasileiro. Em 2010, campeão da Libertadores. Em 2011, o Inter ficou entre os 5. Em 2012, o Grêmio foi terceiro.
    Já o Ju, por exemplo, foi eliminado na 1ª fase da série D no último ano e não disputa a fase final da série D em nenhum dos anos em que caiu. Desculpe, mas o Juventude é que é o “Botafogo” entre seus pares, não a Dupla Gre-Nal.

  21. Leonardo diz:

    Pedro, uma pequena correção: o Juventude disputou a série D duas vezes. Em ambas, passou da fase de grupos para a fase eliminatória (final). Quem mentiu foste tu, e não a papada.

    Blablabla bla bla bla, título do brasileiro, que é bom, nada. Botafogo > dupla no cenário nacional.

  22. Ismael Lavallos diz:

    Franco, a relação financeira entre Inter e Juventude é a mesma – ok, quase a mesma – que entre Corinthians/Flamengo e os clubes do sul. E nossos times também já foram roubados em decisões, e erros MUITO (M U I T O) mais graves e flagrantes. O lance do jogo de domingo ainda permite discussões, embora eu concorde que não foi falta! E é assim mesmo que acontece!!! Alguém lembra do DVD do Carvalho? Pois é, e nem por isso o Inter deixou de acreditar e enfrentar essas situações com ainda mais gana. Tu nem prestou atenção no fato de que o jogo foi muito igual, só consegue enxergar a diferença de folha, os 7 milhões, mas a verdade é que o papo precisa aproveitar o momento extremamente favorável.

    Falam em perder jogadores, mas ninguém fala agora que, no começo do campeonato, o Ju perdeu Bressan, Alex Telles e mais alguém que não lembro agora (um goleiro?). Desmontou o time? Talvez, mas de alguma forma o clube soube compensar isso e seguiu com uma campanha maravilhosa no segundo turno!

    Cara, eu não to aqui pra defender o Inter, parece que foi só o que tu entendeu do meu comment, só que a hora de abandonar a síndrome de vira-lata é essa!!! Ficar chorando as mágoas não vai resolver, e isso vale pro CLUBE! É o ano do centenário do Ju, a equipe fez um grande campeonato, usa a mística, sei lá, faz alguma coisa! Não, eu não tenho a fórmula mágica nem acho que é barbada, mas o projeto (abra$$o Luxa) mostra que a direção tá fazendo a coisa certa, e mais, sabe o que está fazendo.

    Cara, se tu chegar até aqui sem entender o que eu falei (ou sem concordar), fica só com isso: to torcendo pro Ju subir e sei sim como é ser roubado em uma decisão, mas colocar o foco só nisso não resolve! Fosse eu da papada estaria começando HOJE a mobilização para subir pra série C. Se erros da direção colocaram o Ju na D, os acertos podem levar pra cima de volta. Abraço!

  23. #20

    Pedro, não é despeito, é constatação. Tirando a Libertadores de 2010 que é TÍTULO, não me diga que os torcedores da dupla grenal se contentam com vagas gastando o que gastam por ano?

    Nem vou comentar a falta de informação sobre o desempenho do Ju nas séries D, já que o Leonardo ali já corrigiu teu equívoco. E tu pode te morder o quanto quiser, mas com a cade vez maior distância financeira entre os clubes do centro do país, em especial Corinthians e Flamengo (que só não disparou também ainda por excesso de incompetência), qualquer campeonato por pontos corridos ou com fase classificatória em que o acúmulo de pontos seja fundamental (vide Gauchão), quem tiver mais grana (e por consequência mais qualidade, mais grupo, mais tudo) vai se sobressair.
    E isso já se mostrou nos últimos brasileiros e vai ficar cada vez mais evidenciado, mesmo com a dupla grenal pagando até mais do que pagam lá, pois só isso acaba trazendo os jogadores pra cá, mais dinheiro, pois se fosse só por escolha, ficariam no centro do país. Só que à medida que lá seguirem ganhando, boleiro quer grana e mídia, coisa que nacionalmente os daqui já não possuem e vai diminuir cada vez mais.
    Sei que as verdades machucam mais o coração, Pedro, mas essa é a terrível verdade que já está em prática. Lamento, mas sofra com dignidade.

  24. #22

    Com certeza, por isso que já comentei que “Márcio Rezende de Freitas no dos outros é refresco”. A maioria só se importa quando é a prejudicada. Se são os outros, riem. Eu já fui assim, eu já fiz isso. No caso do jogo de domingo, questiono apenas a NECESSIDADE, mesmo com o abismo financeiro e até, no geral, técnico existente, de se fazer uma maracutaia pra garantir o título antecipado.

    E o lance de domingo não permite discussões, não é sequer duvidoso. Além das imagens, o próprio árbitro, ao tentar explicar ao jogador do Ju o que teria marcado, faz o típico gesto de quem teria se apoiado no adversário pra cabecear, o que sequer é compatível com o pulo pra frente de braços abertos que o Willians deu, como se tivesse sido abalroado por um trem pelas costas. Ou seja, Márcio Chagas disse que viu e que marcaria de novo, só que nem ele sabe o que viu diante das imagens e das consequências da “falta”.

    O jogo foi muito igual e, até onde teve pernas, era jogo pra ganhar (só ao final o Inter teve chances de fazer em gols feitos errados pelo Caio). Eu vi o jogo, não pense que o fato de eu questionar a necessidade da garfada diante do abismo financeiro não me deixou ver o resto do jogo. É justamente porque, diante de tal diferença, um erro (nem vou chamar de má-intenção) como o de domingo é muito mais prejudicial ao menos do que ao maior.

    Velho, certamente que o clube e até a torcida já estão se mobilizando pra D com vistas a subir. O que me deixa de cara, e nem nos teus comentários, é que tem muito engenheiro de obra pronta querendo dar pitaco como se todos os problemas do futebol passassem por desorganização, má-gestão. É claro que isso existe, assim como existe em clubes com grana e que fracassam. Se com dinheiro o futebol já é aleatório, sem é quase certeza de fracasso. Os times do interior – e incluam a dupla CaJu nessa, não é por estarem numa cidade rica que isso os leva junto – não possuem apoio algum de suas comunidades e empresas locais, seja por falta de visibilidade (quem investe no que não dá retorno?), seja pelo fato de que o estado há muito tempo foi dividido entre azul e vermelho, não existindo muito o que conquistar em apoio mesmo, de torcida (não levo em conta a dupla militância, que só apóia na boa) diante do mar grenal.

    É extremamente difícil fazer futebol no interior do jeito que as coisas são hoje. Não existe comparar a realidade do RS com SC, por exemplo, onde não existe essa predominância de dois clubes sobre os demais.

    Abraço, cara.

  25. Juliano diz:

    Franco, o comentário #24 ( esqueçamos a brincadeira do número e seu siginificado,hehehe), retrata a verdade, o pessoal só sabe falar em incompetência, mas olha, incompetência tem, e teve o descenso de 2009 foi cruel…se acreditava que em qualquer momento se sairia, enfim.
    O resto é tudo circunstancial, a serie C e D, agora não mais a C , são traiçoeiras… a chance de erro mínima…e sem dinheiro nao tem como…
    Esse viventes que falam de boca cheia, são os mesmos que na ruim desaparecem, é muito fácil torcer pra quem está bem, tem dinheiro, tem jogador…. e é um circulo vicioso, a nave mae da imprensa no RS, só fala da capital, por tabela, ninguem tem como expor a marca direito no maior veículo, ai ninguem quer colocar a marca numa camisa que não aparece, e ai os clubes ficam as minguas… e assim roda a máquina, mas a grande maioria, fica enclausurada vendo as “reportagens” do grenal esporte, e não consegue enxergar além…e acha que tudo é lindo, é facil e os outros clubes estão na merda que estão por incompetência…, aliás TODOS os clubes do Brasil, tirando quem está na A ou na B é incompetente…, vamos usar a exceção, que é SC onde os clubes tem apoio maciço de suas comunidades, já no RS, ou é azul ou é vermelho…o resto é o resto e que se mate…

  26. Leonardo diz:

    #25:
    Juliano, comentário perfeito. Só tenho uma coisa a adicionar: além de ficarem enclausurados vendo as “reportagens” do grenal esporte, são pessoas que acreditam piamente nas coisas que Saraivas, Britos, Batistas e cia. vomitam pela mídia. Quem acompanha de fato o futebol do interior sabe muito bem o quão próximo da realidade estas “opiniões” estão.

  27. Franco Garibaldi diz:

    #25

    É justamente isso. Em geral, parece só incompetência (que até existe, sim), mas não levam nunca em conta a realidade completamente diferente dos clubes da capital pro interior, seja finaceira, seja em número de sócios, acham que tudo é uma teta, como se só bastasse “querer” subir. Querer todos querem, se fosse só isso que faltasse era o de menos.

  28. Mancha Verde JU diz:

    Franco e demais torcedores papos, não percam seu precioso tempo com o carinha do #22 , um recalcado que só sabia o que era perder pro JU nos anos 90 e 2000. Se ele está comentando aqui na nossa página é porque é nosso fã de carteirinha. O timeco dele , que não ganha brasileiro há 34 anos e não vai ganhar este ano tb, pq só é coadjuvante como o seu rival em brasileiros, vai ficar na fila mais uma vez.
    O roubo para dupla grenal é histórico, metade ou mais dos titulos de gauchão deles foram ganhos no apito, isso infelizmente é normal. Só um imbecil ou alienado não admite isso, coisa que a Papada não é porque não se deixa levar pela lavagem cerebral da imprensa gaúcha da capital. Isto sim é para os fracos como o #22. Ô 22 pede pra sair !!!
    Juventude, o maior clube do interior gaúcho !!!

  29. Pedro diz:

    Leonardo e Franco, eu não menti, confundi as fórmulas da série C com as da série D. O que eu quis dizer é que o Juventude foi eliminado na 1ª fase de mata-mata, pelos “poderosos” Cianorte e Mirassol. O curioso é que tanto Cianorte quanto Mirassol caíram na fase seguinte, o que mostra a “força” dessas equipes.
    Essa é a diferença, a dupla com todas as dificuldades de ter patrocínio e verbas de patrocínio bem menores que os times do eixo RJ-SP no mínimo fica entre os 5 melhores colocados todos os anos, enquanto o Juventude faz o fiasco de ser eliminado na 1ª fase de mata-mata por equipes com menos dinheiro e tradição que ele. O Juventude recebe 900 mil reais para disputar o Gauchão, a Chapecoense recebe 416 mil para disputar o Catarinense, por exemplo. E a Chapecoense conseguiu subir para a série B. E é óbvio que a desculpa da existência da Dupla Gre-Nal vai surgir, mas em Chapecó (quase) todo mundo é colorado ou gremista, a Chapecoense é o 2º time. E a RBS de Fpolis dá até menos espaço para a Chapecoense que a RBS de POA para os times de Caxias. E qual o segredo do Bragantino, por exemplo? Em SP, tudo também gira em torno dos 4 grandes. E eles estão há anos na Série B. O juventude está nessa situação pela incompetência de seus dirigentes, essa é a responsabilidade principal, as desculpas são apenas atenuantes.
    Obviamente, apenas uma equipe ganhará o Brasileirão, mas Inter e Grêmio estão sempre disputando o título, não apenas participando como tem sido a rotina do Juventude na série D.
    Franco, é muita desfaçatez dizer que o lance não foi polêmico? É essa empáfia típica do Juventude que provocou aquela goleada de 8 x 1, em que o Fernandão jogou com uma gana nunca vista após ser provocado em entrevistas pelos dirigentes do Juventude. Foi essa empáfia que motivou a contratação de treinadores e jogadores com salários muito além da realidade do Juventude, como o Leão, um dos motivos da ruína financeira do clube A imprensa se divide há dois dias sobre o lance, exemplificarei com dois exemplos. Na hora do jogo, SEM VER nenhuma imagem, o Sérgio Boaz, repórter da Gaúcha que estava atrás do gol, afirmou que foi falta. O Gaciba afirmou no Sportv que foi falta. E poderia citar vários outros jornalistas. Eu não apóio esse tipo de arbitragem, que assinala o menor contato, mas essa foi a linha adotada pela arbitragem no campeonato gaúcho desse ano. No Gre-Nal, o pênalti do Josimar também foi marcado em um lance parecido com esse de domingo. E no primeiro Inter x Juventude, houve um pênalti marcado para o Juventude em que o Gabriel faz apenas o tradicional “jogo de corpo” e o juiz marca o pênalti. Mas esse lance tu curiosamente não mencionas.
    E tu está equivocado ao dizer que o Chagas simulou que o jogador do Juventude teria se apoiado no jogador do Inter. Olhe esse vídeo do Blog do Hiltor Mombach, o Chagas simula um gesto de empurrão.
    http://www.correiodopovo.com.br/blogs/hiltormombach/

  30. Vitor VEC diz:

    #27
    Ei mulo, tive que deixar o registro nos comentarios aqui. Seguinte, lembra do que te falei sobre a década passada no Juventude?
    Pois é, GRANA é a questão que mais me chama atenção. E olha que o pessoal juntava uns 30 patrocinadores pro time, hoje nem sei se conseguem tantos parceiros.
    Falta parar com o círculo vicioso de dinheiro>midia>torcida>socios>patrocinadores>dinheiro>…. que se rompa começando por algum deles.

  31. Vitor VEC diz:

    Ei mulo, tive que deixar o registro nos comentarios aqui. Seguinte, lembra do que te falei sobre a década passada no Juventude?
    Pois é, GRANA é a questão que mais me chama atenção. E olha que o pessoal juntava uns 30 patrocinadores pro time, hoje nem sei se conseguem tantos parceiros.
    Falta parar com o círculo vicioso de dinheiro>midia>torcida>socios>patrocinadores>dinheiro>…. que se rompa começando por algum deles.

  32. TMarcon diz:

    “O juventude está nessa situação pela incompetência de seus dirigentes, essa é a responsabilidade principal, as desculpas são apenas atenuantes.
    Obviamente, apenas uma equipe ganhará o Brasileirão, mas Inter e Grêmio estão sempre disputando o título, não apenas participando como tem sido a rotina do Juventude na série D.”
    perfeito.

  33. Fernando Freitas diz:

    #33 ahahahaha, disputando título aahahahaha, a piada do dia !!!

  34. Eduardo MV diz:

    # 31 VEC, o que é isso? Já fechou as portas de novo, timinho de temporada.
    Vai dormir.

  35. Franco Garibaldi diz:

    #31

    Mas como romper isso, VEC, se é um padrão instituído no futebol mundial como um todo? Futebol só se faz com dinheiro, que só é atraído com mídia, que só é atraída pela visibilidade…

  36. Leonardo diz:

    #30, #33
    Saraivinha faz escola.
    #34
    É… Saraivinha faz escola mesmo, hahaha

  37. TMarcon diz:

    E o presidente dizendo que vai até as últimas consequências porque faltou uma assinatura em uma das vias da súmula…Que baita problema, vai mudar o rumo do campeonato. Dirigentes querendo mascarar a própria incompetência…Síndrome de perseguição.

  38. Franco Garibaldi diz:

    #30

    Tu força demais a barra, Pedro. Confere aqui a foto: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/gauchao/noticia/2013/05/wianey-carlet-a-soberba-de-marcio-chagas-4129747.html (ABSTRAIA O FATO DE SER UMA COLUNA DO IMBECIL DO WIANEY)

    Não vou mais tentar te mostrar a diferença do formato de uma competição de 38 jogos (séries A e B atuais) para uma de 8, em que classificam 2 e qualquer mau início acaba com qualquer sonho de sequência. Até a da C desde o ano passado já é aceitável ao menos.

    Nem que a RBS, msmo sendo a maior emissora de SC, não tem a força no interior que tem sua matriz daqui. Pode até ter aumentado sua força, mas lá, tradicionalmente o futebol do interior sempre foi ou mais forte ou do mesmo nível que a capital. Não trazer esse tipo de info é falta com a verdade no teu discurso.

    Quanto a SP, e lá é o maior mercado financeiro e publicitário do país, mesmo os que ficam abaixo dos 4 grandes ainda assim são mais fortes ou ao menos iguais à maioria dos maiores de outros centros, dentro da normalidade (casos como o do Guarani são a exceção, por exemplo).

    Grêmio e Inter sempre disputando o título é forte. E, como já falei, vai ficar pior. Aguarde e confira. E volte ao post no futuro para vermos quem tinha mais razão nesse aspecto. A Espanha será logo ali.

    Por fim, querer chamar o lance de polêmico se baseando em depoimentos justamente da imprensa da capital, a maior interessada no sucesso dos clubes daqui, até mesmo em razão de que, se eles estão bem, disputando várias competições e tendo sucesso, é melhor comercialmente para eles? Por favor, Pedro… assim fica difícil. Traga pro debate então todas as mesas redondas de segunda, quando, ao verem o lance, quase caem na gargalhada com a atuação do volante colorado, deixando Paulo Brito no telão do Redação Sportv com cara de orifício anal.

    Se tu for ler textos meus aqui mesmo sobre a derrocada do Juventude, vai ver que em muitos aspectos concordo com motivos elencados por ti para a derrocada do Juventude como clube nos últimos anos. Não é questão de empáfia. 2008 eu estava lá no Beira-Rio. Me parece pouco crível que um time que tenha vencido em casa por 1 a 0 venha, naturalmente, tomar 8 a 1 no segundo jogo sem qualquer sobressalto, sem se revoltar, sem partir pra agressão após ver o goleiro adversário cobrar um pênalti. Aquele jogo me é estranho até hoje, a ponto de ter perdido o respeito pelo Lauro, capitão daquele time, que nunca trouxe à tona o que houve naquele dia.

    E do jogo do returno, quando o Inter ganhou por 4 a 1, realmente o pênalti foi mandrake. Escrevi aqui no TC mesmo. Assim como houve outro pênalti, no mesmo jogo, que aí sim foi pênalti, e não foi assinalado.

  39. Franco Garibaldi diz:

    #38

    Isso da súmula não vai dar em nada. Mesmo não havendo qualquer traço de assinatura na súmula escaneada, o Chagas diz que, na original, está lá a assinatura (deve ter pego a mesma depois do rolo, ou vai providenciar junto ao jogador). No máximo configuraria a falta de caráter do árbitro, mais que isso não vai acontecer.

  40. Vitor VEC diz:

    #36
    Bom, Franco. De algum elo tem que se romper. Por exemplo, qdo aparece um multimiLHonário na Europa, ou mesmo a injeção de ANIMO da Parmalat de anos atrás. Nestes casos, o ciclo foi quebrado a partir do dinheiro. Que trouxe titulo, que chamou torcida, que realimentou tudo de novo por uns 15 anos.

  41. Eduardo diz:

    ahahaha , esse imavel do #13 é o retrato da comédia que é essa torcida de sofá e foi ele mesmo que falou que tava no sofá… tá com vergonha de ter ganho mais um titulo roubado né mané? nos queremos que vcs completem 35 anos sem titulo brasileiro em 2013 aí vamos cantar parabéns pra vc.
    E vamos subir sim para C, pode escrever !!! Juventude contra tudo e contra todos. Nossa torcida é bastante guerreira e esclarecida e não é trouxa de acreditar em veículos de comunicação da capital que fazem a lavagem cerebral do fracos como vc. Cada vez crescemos mais na adversidade , este é o Esporte Clube JUVENTUDE, dono dos maiores títulos que um clube do interior do Brasil possui em sua galeria.
    vec , ahahahahaha… vai dormir timinho de temporada.

  42. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    #42
    és muito sem noção filho, como a maioria aqui alias, parecem gremistas, alias ganharam deles num jogo cheio de lances duvidosos mais ia não fala nada né?
    e dai se o cara tava no sofá? só por causa disso o cara é fraco?nunca assistiu um jogo num sofá? ainda chama o maior quadro social da americas de comédia?
    te enxerga tchê!
    comédia é você!
    quantos sócios tem teu clube?
    vão subir pra C? nossa, que máximo!

    não precisas de lavagem cerebral pois não tens um.

  43. Papada diz:

    #43:
    Mais um abobado que acha que todo mundo que não é colorado, é gremista, e vice-versa.

  44. Bassa diz:

    Coloradinho falando de número de sócios. Deve ter começado a ir ao estádio em 2006 mesmo. O Juventude por muito tempo teve mais sócios que vocês, mané.

  45. Bassa diz:

    E colorado de passo fundo: deixe de ser um colono otário pagando pau para os times de outra cidade! Apoie as cores que te representam, e não dos porto alegrenses!

  46. Papada diz:

    Enquanto isso nos “melhores do gauchão”:
    Melhor árbitro: Márcio Chagas (Inter)

  47. Eduardo diz:

    # 43 passo fundo. já diz tudo no nome, não precisa falar mais nada. tu é fraquinho filho.

  48. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    #48
    vou a todos os jogos do Passo Fundo(QUANDO O CLUBE TÁ ABERTO, POIS DE VEZ EM QUANDO FECHA AS PORTAS) seja na primeirona ou na segundona, ia no vermelhão da serra desde quando era 14 de Julho pela mão de meu falecido pai ainda menino… hoje meu filho é aluno na escolinha o que muito me orgulha. já fui sócio mas depois o clube fechou as portas, gazeava aula pra ir nos jogos. Meu avo natural de canoas era colorado, meu pai natural de canoas era colorado, eu natural de passo fundo sou colorado mas AJUDO E TORÇO PRO TIME DA MINHA CIDADE SIM, já fui muito mais vezes no vermelhão do que no beira, muito! , tenho camisa oficial do Passo Fundo também, aliás esse ano comprei o pacote e ganhei a camisa. Portanto faço também minha parte pelo clube da minha cidade natal.

    #45 # 46

    o 14 fechou as portas no final dos anos 70 e foi reaberto como Passo Fundo em 86… ganhou a segundona mas logo fechou de novo, reabrindo agora tempinho atrás.

    então quer dizer que se o passo fundo fechar as portas de novo terei que morrer sem ter um time pra torcer?

    e tem mais,quando pia sempre ia a poa visitar parentes alguns Bremistas e ai a rixa se estabeleceu, entendeu colono?

    ser colorado é uma coisa que se passa de pai pra filho, e já sofri muita chacota de Bremista na vida otário, mas dei a volta e hoje é eles que tem que me aturar.

    assim é a vida mané, e hoje meu time tem milhares de sócios, e o teu?

  49. Papada diz:

    Nossa, que legal. Nosso amiguinho Adriano torce para um time de milhares de sócios, e também apoia o clube de sua cidade. Não, pera…
    Desculpa, Adriano. Tu fala em dois times no comentário. A última frase fica difícil de entender… De qual deles tu tá falando? Mesmo que a gente chute, a chance de acertar é só de 50%. Melhor tu esclarecer.

    Cara, acho que, futebolisticamente falando, a dupla militância é a coisa mais vergonhosa que existe. Muito mais do que cair mil vezes de divisão como o meu Juventude. Mais até do que o que o próprio Inter fez, quando apagou os refletores. Essa é dura, mas lá vai: acho que mais até do que fazer cai-cai para não tomar goleada.

  50. Papada diz:

    Não, desculpem. Cai-cai continua sendo a maior vergonha de todas.

  51. Turma, só pra esclarecer: o Vitor VEC não é torcedor do VEC clube, embora a confusão seja compreensível :D

    Dito isso, e repondendo ao próprio Vitor no #41: tu vê, os únicos exemplos de quebra de ciclo são justo no elo aporte de dinheiro. Que, ao menos no momento, parece ser o menos crível que aconteça num curto espaço de tempo, até pelo andar da economia mundial.

  52. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    # 51

    acho que é preciso desenhar né ô esperto?

    aqui em Passo Fundo todo mundo torce pra dupla e tem o Passo Fundo ou o Gaúcho como segundo time.Na minha adolescência o 14 que virou -Passo fundo- nem existia mais, por aqui só se houvia falar de Inter e Bremio, cresci numa época difícil de ser colorado, tinha que aturar muita flauta quando o Inter perdia os ruralito, neguinho levava gravador e ficava o dia inteiro soltando gravação de gol em freNAL., mas hoje ruralito não vale nada.

    mas deixa pra lá, não vou mais discutir com gente que se acha superior só por que torce pro time de sua cidade.

  53. Franco Garibaldi diz:

    #53

    Convenhamos, velho: torcer pra mais de um clube é uma teta. Afinal, tu sempre pode te agarrar no sucesso, mesmo que momentâneo, de um, caso o outro esteja fechado ou em má-fase.

    Como se tudo na vida se resumisse a futebol, como se a pessoa precisasse ver “um de seus” clubes bem pra se realizar.

  54. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    #53

    Me admira você, com toda a sua personalidade idônea de misto, vir até um blog onde prezamos pela visão interiorana por sobre a visão da capital. E ainda trazendo um ranço PORTOALEGRENSE que não condiz com um habitante do Planalto Médio. Enfim, cada um sabe de si né.

  55. Papada diz:

    Caro Adriano,
    A questão é que desmereces o futebol do Interior, comparando-o com a dupla maldita (se precisas de exemplos, segue: “quantos sócios tem teu clube?”, “vão subir pra C? nossa, que máximo!”, dentre outros) em um blog sobre o FUTEBOL DO INTERIOR. Cara, acho que tem bastante espaço nos blogs do Hiltor Mombach, do Saraiva, e de outros corneteiros de plantão para discutires a dupla gre-nal.
    Não sei quanto aos outros, mas eu não me acho superior por valorizar minhas raízes, defender, ajudar e apoiar com unhas e dentes o time de minha cidade. Eu faço isso porque gosto, e não porque “acho mais legal”. O que sinto por duplos é desprezo, só isso. Eles envergonham o interior e ajudam, cada vez mais, a afundar os clubes do interior. Mas não os julgo inferiores a ninguém.

  56. Papada diz:

    #55
    Ranço este que ficou bem visível no comentário #49: “colono”?

  57. Bassa diz:

    Cara de Passo Fundo chamando os outros de colono… tenho que rir mesmo. Te muda para Porto Alegre logo, otário.

  58. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    #45
    Coloradinho falando de número de sócios. Deve ter começado a ir ao estádio em 2006 mesmo. O Juventude por muito tempo teve mais sócios que vocês, mané.
    #46
    E colorado de passo fundo: deixe de ser um colono otário pagando pau para os times de outra cidade! Apoie as cores que te representam, e não dos porto alegrenses!

    quem é que chamou alguém de colono aqui primeiro? e tu é o que!?
    atá, tu é um colono que torce prum time da colonia, então tu é o maioral né?
    outro ali dizendo que desmereço o futebol do interior, tenha dó!
    o que ficou evidente aqui é que vocês colocam a culpa pela pindaíba que é o futebol do
    interior somente na dupla e de quem torce por ela, na mídia da capital e bla.

    tu mesmo disse que o ju tinha mais sócios que o Inter, então o que houve? me explique alguma coisa ao invés de ficar me ofendendo.

    então quer dizer que quem é natural de Ernestina não tem o direito de torcer por algum time de futebol na vida afinal lá não tem nenhum time que represente suas cores?

    de certo vocês gostariam que os de Ernestina fossem como os catarina por exemplo, como os paranaenses, ou como os nordestinos, que torcem pros urubu e gamba.

    me perdoem mas esse pensamento é errado.

  59. Juliano diz:

    Bem, o que a gente lê dos torcedores de Gremio e Inter, é que ambos só se apegam a titulos, a participações na libertadores, aparecer no grenal esporte com “reportagens” até sobre os peidos dos caras, fazendo gracinhas…
    É claro, quero ver meu time ganhar, estar no topo, ser campeão, isso é padrão é o que qq um quer pro seu time……mas independente disso, estando na 4ª, nunca deixarei de estar lá apoiando…
    O que o torcedor de dupla militância, ou o “colono”, que pra mim é colono na 40ª potencia, não entende é que quem torce por um time do interior, unicamente, ama o manto, o distintivo, a cor, e está lá por amor ao clube, independente do pangaré que esteja em campo, se está na mídia ou não, se ganha titulo ou não, está lá por querer dar o sangue pelo clube…
    A crescimento do sócios do inter, muito se faz em virtude de 2006 e tb pela mídia da venus prateada do RS, que adora fazer a briguinha quem tem mais….ainda mais qdo valoriza os seus dois maiores produtos….
    só pra constar, e pra um clube do interior, na época a cidade tinha segundo censos, 300 mil habitantes, o ju tinha 15 mil sócios em 1999. 15 mil …. nem sei se o colorado sabia o que era ter sócio nessa época… o flamengo que é flamengo, dizem que não chega a 5 mil

    E outra, quem acredita que os 8 x 1 foi obra do fernandão que jogou demais, deve acreditar em mula sem cabeça…pra um time que jogou 4 vezes e perdeu 3… aquilo lá um dia a verdade vem à tona…e claro, não tirando o mérito, o inter fez a sua e aproveitou a “raça” do adversário que j”jogou demais”….
    e tb não perdoo o Lauro por simplesmente se calar.

    Pense na D, como uma copa do mundo. Quantas vezes grandes seleções foram eliminados no inicio, ou no primeiro ou segundo ata…?
    isso é do jogo, e nesse tipo de competição, um mau dia, pode significar um adeus…

    e sobre duas militancias eu digo:
    Ninguem tem dois deuses, ninguem serve a dois mestres… defina por um…

  60. Juliano diz:

    Só pra complementar:
    é muito facil torcer qdo o time está bem, eu quero ver dar as caras qdo está na merda, eu quero ver qtos mil sócios o inter teria se por ventura for mal, descer uma divisão ( sim, isso é possivel, ninguem está livre por decreto )…. ai eu quero ver os fortes, pq os de momento caem fora na primeira…. e o que tem desses de momento….

  61. Papada diz:

    #60, #61. Perfeito. Sem mais.
    #59:
    “os catarina por exemplo, como os paranaenses, ou como os nordestinos, que torcem pros urubu e gamba.”
    Pra mim, é a mesma coisa. É um otário torcendo pra um time de longe, assim como vocês fazem aí em Passo Fundo.

  62. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    #60

    não tenho dois deuses, meu primeiro contato com futebol foi aos 6 anos, em 74, perguntando para o meu pai o que era aquilo que ele estava escutando no rádio… jogo do Inter disse, estamos com chances de ser campeões do brasil!, mais algumas perguntas e respostas e no final: o pai é colorado e tu tens que ser também hein, disse sorrindo. pois bem, é o que sou porra!

    fomos morar perto do vermelhão numa casa alugada tempinho depois e foi ali que conheci o 14 e sua camisa igual a do Inter, só que com distintivo diferente. meu pai me explicou a diferença entre os dois times e tal e coza, vez em quando iamos nos jogos aos domingos, mas logo o clube fechou as portas e ficou abandonado, lembro de pedir pra ir conhecer o beira que ele tanto me falava ser enorme,mas nunca fomos. o tempo passou e criaram o passo Fundo, fui nas campanhas e de novo o clube fechou as portas, reabriu muito tempo depois e vai se saber até quando ficara aberto, mas a gente acompanha e ajuda como pode.

    essa é a minha história como o ludupédio.

  63. Bassa diz:

    Torcer para “urubu e gambá” é mesma coisa que torcer para a duplinha de porto alegre.

  64. Lucas diz:

    Assim fica fácil, quando o time do interior ganha de um clube da Capital é heróico, valente, histórico, etc. (não nego que o seja), mas quando leva uma goleada de 8 x 1 é conspiração, o capitão do time se vendeu, etc. O Lauro é um cara respeitado por todos no mundo do futebol, com uma história linda no Juventude. Porque ele e os outros jogadores estariam envolvidos nessa conspiração? Todos ficaram milionários de uma hora para outra? Já é difícil manter o segredo entre duas pessoas, esse “segredo” do que houve naquele 8×1 não veio à tona mesmo depois de 5 anos?
    E é muito chato torcedor que quer “impor regra como torcer e para quem torcer”. Quem quer torcer apenas para um time faça isso, mas sem esse papo quase fascista de que é fraco quem torce para um time da capital ou é um traidor de sua cidade. Esse “ranço” de vocês é muto, muito chato. Parece dos vegetarianos contra quem come carne vermelha. Demonstrem o amor pelos seus clubes, não tentem impor a sua visão como a única e correta. Futebol é maravilhoso sempre, é o esporte que me emociona, seja em Garibaldi, Camaquã, Porto Alegre, Milão, Tóquio, Sidney ou Bangcoc.

  65. Lucas diz:

    Por favor, Juliano, não escreva besteiras como essa:

    “A crescimento do sócios do inter, muito se faz em virtude de 2006 e tb pela mídia da venus prateada do RS, que adora fazer a briguinha quem tem mais….ainda mais qdo valoriza os seus dois maiores produtos….
    só pra constar, e pra um clube do interior, na época a cidade tinha segundo censos, 300 mil habitantes, o ju tinha 15 mil sócios em 1999. 15 mil …. nem sei se o colorado sabia o que era ter sócio nessa época… o flamengo que é flamengo, dizem que não chega a 5 mil.”

    Antes de conquistar a Libertadores, no começo de 2006, o Inter já possuía praticamente 40 mil sócios pagantes.

  66. Papada diz:

    #66
    O crescimento do número de sócios do Inter se iniciou depois do Grêmio, que se iniciou com a mais recente queda à Série B. Antes, ali por 2003, ambos tinham menos sócios do que o Juventude. O comentário do Juliano não é mentiroso, talvez ele tenha apenas se enganado quanto ao ano, mas acho que não, pois 2006 ajudou ainda mais a alavancar esse crescimento.

  67. Bassa diz:

    Até ser moda ir ao olímpico e beira-rio, ali por 2004 e 2005, ambos estádios viviam às moscas. O próprio Juventude tinha média maior no brasileiro.

  68. Franco Garibaldi diz:

    Para os “gestores de futebol” que nos tem brindado com suas pérolas sobre como alavancar o futebol do interior, seguem mais algumas infos abaixo:

    franciscoluz 14:53
    mais informações aqui, a medida que formos falando com as partes: http://is.gd/1sVTds
    from Silver Bird

    franciscoluz 14:52
    e quem faz futebol o ano inteiro precisa adequar essa equação, o que é impossível. Parabéns, FGF, por matar um pouco mais o futebol gaúcho
    from Silver Bird retweeted once

    franciscoluz 14:51
    a FGF paga 900 mil para o Gauchão, só que esse dinheiro é o único que entra para os clubes em todo o ano. A Copinha é uma merda deficitária
    from Silver Bird retweeted once

    franciscoluz 14:51
    e aí, infelizmente mas coberto de razão, o Novo Hamburgo anuncia que não vai jogar a Copa FGF. Porque gastar dinheiro pra nada tem limite
    from Silver Bird

    franciscoluz 14:50
    isso é o Noveletto, isso é a FGF. Nunca se pode fazer milagre, lutar pelo futebol do estado. O papel da FGF é apenas ajudar a dupla Gre-Nal.
    from Silver Bird retweeted twice

    RodrigoGiacomet 14:39
    Pres. Noveletto falou agora com repórter @jpgusmao14. Diz que nao pode fazer milagre e que a Serie D tem apenas uma vaga para o RS. @abc900
    from Twitter for iPhone retweeted 3 times
    retweeted by franciscoluz

    demiandiniz 14:32
    Copinha, sem vaga à Serie D, fará com que clubes fechem o futebol no segundo semestre. Parabéns, Noveletto!!!!

  69. Lucas diz:

    Tenho todo o respeito pelo Juventude, mas vocês #67 e #68, querem subverter a lógica, ao dizer que a média de público do Inter e do Grêmio era menor do que a do Juventude. O # 68 escreveu:
    “Até ser moda ir ao olímpico e beira-rio, ali por 2004 e 2005, ambos estádios viviam às moscas. O próprio Juventude tinha média maior no brasileiro.”

    Isso é uma mentira gigantesca. A média de público da Dupla Gre-Nal em 2001, 2002 e 2003 SEMPRE foi amplamente superior à média do Juventude. Basta olhar os dados (de um blog de um torcedor do Coritiba, ou seja, totalmente imparcial à rivalidade gaúcha):
    http://tuacamisaalviverde.blogspot.com.br/2012/06/verdade-sobre-as-medias-de-publico.html

    Uma afirmação duvidosa:
    “O crescimento do número de sócios do Inter se iniciou depois do Grêmio, que se iniciou com a mais recente queda à Série B. Antes, ali por 2003, ambos tinham menos sócios do que o Juventude. O comentário do Juliano não é mentiroso, talvez ele tenha apenas se enganado quanto ao ano, mas acho que não, pois 2006 ajudou ainda mais a alavancar esse crescimento.”

    Em 2003, o Inter possuía mais de 9 mil sócios (apenas “sócios-torcedores”, os sócios do Parque Gigante não estão nos dados) em dia, gostaria de ver os dados de quantos sócios em dia o Juventude possuía em 2003, mas não acredito que seja superior. Nessa época, os clubes brasileiros não valorizam seus sócios, o que felizmente mudou com o passar do tempo. Os dados abaixo referem-se aos sócios-torcedores em dia e fazem parte do planejamento estratégico do Inter até 2009:
    http://www.slideshare.net/cartolaconteudo/inter-cpia

    Todo clube é grande, não qualifico clubes em grandes e pequenos, mas em matéria de número de torcedores, a Dupla Gre-Nal sempre teve e sempre terá mais torcida do que o Juventude, em razão da cidade sede de cada clube. Vocês não precisam inventar números, o Juventude ter uma torcida menor não o desmerece. O mesmo vale para a Dupla em relação ao Corinthians e Flamengo, por exemplo.

  70. Papada diz:

    #70
    Lamento que o post, tão interessante, tenha descambado para isso, mas…
    Durante os anos de série A, o Juventude manteve, por um bom tempo, mais de 10 mil sócios em dia. Superior à dupla Gre-Nal, portanto. Mais ainda se considerares o tamanho das cidades e das torcidas.
    Sobre o público: em 2002 o Juventude teve uma média de pouco mais de 7 mil torcedores, enquanto que a dupla Gre-Nal teve em torno de 12 mil torcedores em média. Se pensasses um pouco a respeito, é um orgulho para o Juventude. Ora, nosso estádio tem capacidade para 20 e poucas mil pessoas, contra os “gigantes” >50mil da Capital. População: Caxias do Sul ~400 mil pessoas, muitos torcedores de times de fora. Porto Alegre: 1.500 mil pessoas, pouca gente torcendo para times de fora. Número de torcedores: Dupla Gre-Nal: ~5 milhões cada. Juventude: ~200 mil (ambos os números segundo pesquisas país afora). Me desculpe, mas sim, Beira-Rio e Olímpico, dados estes números, estavam às traças, mesmo com médias maiores.

    Em 2003, o Juventude baixou a média para um pouco mais de 4 mil pessoas por jogo. O Inter manteve e o Grêmio baixou para uns 9 mil. Mesmo assim, proporcionalmente é um baile.

  71. Juliano diz:

    Bem, posso ter me enganado no anos, mas não na essencia …
    é logico que a dupla tem mais torcida e mais força… isso todos aqui sabem, e ninguem questiona isso…
    o que se questiona sempre é a ajuda divina que os clubes tem, sendo que não precisam.
    e aqui a gente expoe a realidade dos clubes, por estar próximo e no dia a dia;

    enfim…
    vejo o novelleto falando, que foi campeao mundial, da libertadores, na gestão dele… mas e aí? e o resto do estado, e os outros clubes…?
    A FGF não aprendeu que está cortando na propria carne matando o interior, e quem pensa que gremio e inter nao vao ser afetados, está enganado…

  72. Lucas diz:

    #70
    Gostaria de ver dados sobre o número de sócios do Juventude, já que vocês soltaram números incorretos anteriormente.

    Ora, nosso estádio tem capacidade para 20 e poucas mil pessoas, contra os “gigantes” >50mil da Capital. População: Caxias do Sul ~400 mil pessoas, muitos torcedores de times de fora. Porto Alegre: 1.500 mil pessoas, pouca gente torcendo para times de fora. Número de torcedores: Dupla Gre-Nal: ~5 milhões cada. Juventude: ~200 mil (ambos os números segundo pesquisas país afora). Me desculpe, mas sim, Beira-Rio e Olímpico, dados estes números, estavam às traças, mesmo com médias maiores.

    Se formos fazer esse malabarismo com os números, então, a Dupla Gre-Nal tem a melhor média de público do país, pois POA é entre 9 e 10 vezes menor do que SP em número de habitantes, entretanto, a média de público da dupla Gre-Nal nunca foi 9 ou 10 vezes menor do que a do Corinthians. Em alguns anos, inclusive, foi superior à média corintiana.

    #69
    Todos os presidentes de federações locais são iguais, farinha do mesmo saco, que elegeu durante muito tempo o Teixeira e agora puxa o saco do Marin. Para ficar aqui do lado, o Delfim, presidente da Federação Catarinense está no poder desde 1985, há VINTE E TRÊS ANOS. E é uma figura adorável, olha só:
    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/esportes/noticia/2012/04/delfim-peixoto-afirma-eu-nunca-renuncio-a-nada-3725132.html
    Ele recebe R$ 24 mil da Assembléia de SC sem (praticamente) trabalhar:
    http://www.clickcamboriu.com.br/blogs-e-colunas/olho-critico/2011/05/ate-delfim-padua-peixoto-filho-esta-mamando-nas-tetas-da-alesc-19139.html
    E no tempo do Ricardo Teixeira, proibiu qualquer cartaz nos estádios contra o seu amiguinho:
    http://mariomedaglia.blogspot.com.br/2011/08/fora-delfim-cia.html

    Parte da minha família é de Criciúma, as mesmas críticas feitas ao Novelletto são feitas ao Delfim. Ao menos o Novelleto tem empresas próprias, não é um “marajá” do serviço público como o Delfim.

  73. Vitor VEC diz:

    #52 POURRA, FRANCO!!!! REVELOU MINHA IDENTIDADE!~~ns~~
    Deixa os caras me xingarem, nem me importo. Só acho triste o cara partir direto pro lado dos xingamentos e nem ler minhas palavras. Mas não sou de mimimi, voltemos à vaca fria:

    Defendo muito o meu xará, o VEC veranopolitano justamente por isso que tu nos trouxe via chicoluz.
    O Veranópolis tem um POTENCIAL – chamemos assim – de, no máximo, uns 50mil torcedores (superexagerado, eu sei). Desde que juntaram Veranense e Dalban, a cidade aparece até no roteiro turístico da Serra, junto com o rótulo de “terra da longevidade”. A cidade acaba por se beneficiar com o futebol, mesmo que pouco. Novella já dificulta demais o trabalho dos nossos abnegados (uns nem tanto) que impulsionam os clubes do estado.

    E a Serra é recheada de clubes bons/razoáveis. Vcs lembram do Esportivo 2007? Acreditei mesmo que poderia chegar à B, como o Noia bateu na trave em 05. E tem os caxienses a menos de 100km pra atrair atenção do seu público futbolero. Assim, o VEC já é naturalmente espremido pelas POTENCIAS regionais, não precisa de pressão adicional querendo jogar o ano todo pra colocar mais de 20 anos de PRIMERA contínuo por água abaixo.

    Lamentável mesmo que eu tenha lembrado apenas dos exemplos financeiros; acho que isso se deve ao fato de eu mesmo ser um cara meio autista que só vê números pela frente, sabe como é, Franco. Mas olha que triste o “vício” pelotense, que mantém boas torcidas sem muito investimento. Disputava bem o estadual, chegava eventualmente no Nacional, só lembram de 85, mas a Série B foi chão pelotense muito tempo. Lembra quando o nosso interior eliminava os catarina sempre nas fases iniciais lá pelos 80/90? Pois é, cade Pelotas no cenário do séc. XXI (21)?

    Vcs falam do absurdo de torcer pra capital morando no interior, pois bem, tb acho isso qdo vejo um veranopolitano ou um florense se dirigir a um estádio de Caxias só pq O PIONEIRO assim manda. Flores merece mais do que ser a cidade-dormitório de Caxias. Vejam, existe uma hierarquia geográfica das urbanizações em qualquer lugar do mundo, não estamos alheios a isto. E sempre tem alguém acima e outros abaixo de ti, sempre. No futebol, isto é apenas reproduzido de forma semelhante.
    O CRUZEIRO DE SÃO GOTARDO tb seria maior se não fosse o ESTRELA DA SAÚDE a barrar seu crescimento nos interiores de Flores e Caxias; pensem nisso.

    No mais, cade o NÉSTOR (NATTO, Símeo) numa hora dessas?

  74. Régis diz:

    Simionatto tá no Panambi, onde montou o maior FERROLHO da Divisão de Acesso!

  75. # 74

    Mas, velho… por mais que o Pioneiro ‘mande’ os demais leitores da serra apoiarem a dupla CaJu, iso não acontece. Quem o faz, faz porque já é torcedor, seja dos clubes, sendo até mesmo sócio, ou mesmo simpatizante, torcendo por um da capital. Não rola a integração do tipo “ah, somos serranos, vamos apoiar os maiores clubes da região”. Acho até que em região alguma ocorre isso, porque a grenalização é disseminada de tal forma que não sobra nada pra isso.

    Em qualquer buraco pega a RBS, com seu noticiário esportivo regional – quando há – resumido a cobertura de partidas de truco, sem espaço pro futebol local ou meras notas – com tudo ficando pra parte geral do JA e RBS “Esporte”, onde só se vê futebol e, dentro disso, só dupla Grenal.

    É um status já estabelecido por décadas de um mesmo agir, que não mudará por força dos clubes. O espaço pra eles precisa ser criado, eles não conseguirão cavar um espaço, nem mesmo que todos se juntem e chutem a bunda da FGF. Claro, isso deve ser feito se houver interesse em salvar o futebol do interior. Mas como até os clubes, cabrestreados por dívidas com a própria federação, se vêem obrigados a ficarem na sua, se algo acontecer talvez já seja muito tarde. Aí, paciência.

  76. Franco Garibaldi diz:

    # 73

    É complicado, Lucas, tu força a barra demais. Na questão de SC, tu insiste na tecla de que o presidente de lá também é uma merda. Acho que nisso ninguém discorda: todos que se metem em federações são filhos da puta que tão lá pra mamar, pra atravessar negócios entre clubes e emissoras e levar o seu, fora as negociatas elegendo o presidente da CBF.

    O que tu não compreende, ou não quer, é que existe uma diferença estrutural entre RS e SC. Aqui, dois clubes atraem tudo para si, desde verbas, atenção, mídia, tudo. O resto morre à míngua. Em SC, nunca houve essa preponderância absurda dos times da capital sobre os do interior e vice-versa. Não havendo esse abismo, fica muito mais fácil – através da tão batida boa gestão dos clubes – conseguir obter sucesso. Sei lá, isso parece tão claro pra mim que estranho tu não aceitar isso. E veja bem: o ‘sucesso’ catarinense é algo relativo ao seu tamanho no futebol. O que acontece lá, aqui seria tratado como normal, obrigatório, em contraposição ao horror que todos expressam ao se ligarem que o RS não tem ninguém na B e um apenas na C.

    Sobre número de sócios, acho que o Ju hoje não chega a 5 mil. O que, pro estilo brasileiro de só se engajar quando tá ganhando, e pra realidade do Ju, tanto do tamanho da cidade como da situação, não chega a ser um número ruim, embora pudesse e devesse ser maior.

    Quanto à médias de público, a comparação sempre tem que ser feita em relação aos times/população da capital e interior de cada estado, quando notadamente os maiores estão nas capitais. Comparar entre estados não funciona, pois a média da dupla daqui pode ser maior que de SP, mas é mais baixa do que de Pernambuco, por exemplo, onde o Santa Cruz arrasta mais gente que os outros em melhor situação. Ou então vamos pegar o exemplo do Green Bay Packers, no futebol americano, localizado no cu do mundo e com casa sempre cheia, muito mais que times localizados em centros maiores.

  77. Vitor VEC diz:

    #76
    Legal, Franco, este resgate da submissao geral ao Novella. Em entrevistas ao longo do campeonato, muitos reclamam, mas na hora da eleiçao, dá unanimidade pro POJETO.
    No mais, o Ju sofre de mata-matite na série D, tem que resolver isso. Aquele 3-0 do Cianorte foi duro de engolir.

  78. Franco Garibaldi diz:

    #78

    Nem me lembra daquilo :/

  79. Colorado e portoalegrense diz:

    os anti-grenal tem que ter mais respeito com os torcedores da dupla do interior. Em primeiro lugar, porque ninguém é obrigado a torcer para o time local, isso vem naturalmente.

    Em segundo lugar, porque em jogos grandes, boa parte dos estádios é excursão desse povo que vem lá de uruguaiana, paraná e a putaquepariu pra ver Inter e Grêmio.

    Inter e Grêmio carregam valores gaúchos, e há muito deixaram de ser clubes de POA para serem clubes do Rio Grande do Sul. Só são grandes assim e batem de frente com outros grandes da américa por causa do apoio de mais de 10 milhões de gaúchos.

    Essa sinergia entre o torcedor do interior e os clubes da capital existe e é muito forte. Não confundam a fidelidade e o sentimento do torcedor interiorano da dupla com um torcedor brasileiro do chelsea.

  80. Adriano Colorado de Passo Fundo diz:

    #80

    se não fosse o apoio do pessoal do interior a dupla nunca seria o que é a nível nacional e internacional.

    o povo gaúcho é diferente do povo paranaense por exemplo, onde os times da capital perdem torcida pra times dos eixo, ninguém do interior do parana torce pro atlético por exemplo, torcem pros gambas etc… isso é terrível pro futebol do estado, assim é em sta catarina, assim é no nordeste – que tem uma força descomunal só que não sabem usar e se deixam levar pela mídia do eixo.

    qualquer cidade que não tenha time local aqui no rs é dupla 100%, ainda bem!

    passo fundo que já teve 2 clubes, 14 e gaúcho, os 2 quebraram, criaram o passo fundo , também fechou, voltou, fechou de novo, reabriu, gaúcho perdeu até o campo, perdeu tudo!… nossa senhora! como é que a gente vai criar orgulho duns clubes desses? quando tá aberto e participando a gente vai no campo, prestigia e tal, mas dali uns anos fecha e ponto.
    a culpa é do torcedor passo fundense? tomanocú.

  81. Natan Dalprá Rodrigues diz:

    Eu tenho muito orgulho do simples fato do meu Aimoré existir e representar a minha comunidade, os valores dos gaúchos de São Leopoldo.

    E pela última frase do comentário acima, está mais do que evidenciado que esse tipo de debate é impossível quando se acompanha o time da cidade por “pena” e não por bem querer, enfim.

    Quanto ao #80, cara não há problema nenhum, falando individualmente. Sempre tento arrastar vermelhos e azuis pro Cristo Rei, o maior problema é quando os teus patrícios citadinos estão mais preocupados com o que ocorre nos bairros de Poa do que com da tua própria cidade e consequentemente debocham do clube que carrega o município de origem da gente no nome.

    E voltando lá ao início do papo, vocês (colorados e gremistas) não acham que a mídia SUGESTIONA um tanto quanto demais TODAS as pessoas a ser azuis ou vermelhas? Ou vão me dizer que há um bloco do interior diário no BOBO ESPORTE local?

    Continuemos.

  82. Papada diz:

    #82
    Natan, concordo plenamente contigo. Quando leio comentários tipo o #80 e #81, não dá mais nem vontade de debater. Para mim, é a inversão das coisas.
    Saí de Caxias do Sul há muito tempo, mas ainda me orgulha o fato do Juventude carregar o nome da minha cidade e representá-la. Nasci lá dentro do clube, e lá me criei. Tenho orgulho disso, e não pena. Acompanho o Juventude porque o amo, porque é parte da minha vida. “Tá, e se o Juventude fechasse?” O futebol para mim perderia a graça. Sem dúvida alguma.

    “Não confundam a fidelidade e o sentimento do torcedor interiorano da dupla com um torcedor brasileiro do chelsea.” -> Pra mim é a mesma coisa. Um torcedor daqui do Chelsea pode ser até mais apaixonado do que os sofazeiros. Ainda mais se tiver um torcedor rival por perto :)
    “o povo gaúcho é diferente do povo paranaense por exemplo, onde os times da capital perdem torcida pra times dos eixo, ninguém do interior do parana torce pro atlético por exemplo, torcem pros gambas etc… isso é terrível pro futebol do estado” -> É a mesma coisa, cara! É justamente este o debate. Isto é tão terrível para o futebol do Paraná quanto a divisão do RS em dois é terrível para o futebol do nosso interior. Eu não consigo entender como as pessoas não percebem uma coisa tão óbvia. Ou melhor, consigo. Basta assistir à RBS todos os dias.

  83. Régis diz:

    #81

    Terrível para o futebol do estado é não termos nenhum clube na Série B e apenas um respirando por aparelhos na C.

  84. Juventude diz:

    Vejam como o Juventude mobiliza multidões? Viram o número de fãs que vieram comentar o nosso post de campeão moral , dentro das 4 linhas? É meus caros, o Juventude, na quarta divisão nacional apaixona e incomoda. Dá-lhe Verdão, o maior clube do interior do RS, com a mais vasta galeria de troféus do interior do estado e a maior e mais fanática torcida do RS. O resto é o resto. Vão procurar a turma de vocês em outros blogs e posts. Ah, mas esqueci, no fundo no fundo – ou seria passo fundo – vocês são nosso fãs, então deixa pra lá.

  85. Juliano diz:

    Terrivel por estado e pro futebol gaucho é essa militancia cega em prol de dois times …sendo que 95% dessa torcida, garanto que nunca viu um jogo ao vivo, nao sabe o que é um estadio de futebol.

    Uma vez, eu achava que por ser gaucho, tinha que torcer pelo sucesso dos dois clubes, nas competições..mas depois, um dia que foi a POA, e de ser tratado simplesmente como animal, tamanha a violencia do povo de lá, pedras na ida, confusão na saida do estádio, tiros na volta, e ofensas contra os “polenteiro, gringo, colono, volta pra cacia loco”!!!, nunca mais, peguei um nojo desse povo, que por ser da capital se acha superior. quero mais é que se danem os dois clubes.
    Se as pessoas acordassem e soubessem o que os portoalegrense pensam do interior, nunca mais torceriam pra os clubes….pra eles somos nada e pros clubes apenas $$$, os burro quem vem aqui nos dar dinheiro…
    em nenhum lugar que fui no RS e fora do RS passei por tantos apuros como POA… isso as pessoas não sabem…acham lindo o “fervor” da torcida… ( quero ver esse fervor na ruim )
    mas bota uma camisa de juventude e caxias…pra ti ver como te olham de cima a baixo…

  86. Vitor VEC diz:

    #86
    Pra cada relato deste, tem outro de fatos semelhantes ocorridos em Caxias.
    Na final de 2007, a Brigada teve que resgatar um casal que estava sendo ACOSSADO pela violencia dos locais. Mas, enfim, esta não é a questão. Até porque um percentual significativo dos que te ofenderam eram do interior. Alguns da Serra, inclusive, a estatística comprova isto.
    Mas o que eu queria mesmo era resgatar a falta de sentido da beligerância em prol duma atitude positiva, que é como costumo encarar a militância todacanchense.
    Eu não entendo porque tenho visto alta condescendencia com dirigentes de clubes do interior. Ora, como nao exigir e condená-los por situações absurdas que surgem das suas decisoes?
    O que é o CASO ABYARA senão dilapidação de patrimonio social do E.C.Juventude???
    Mas vcs não querem recuperar o clube? Então como é que se calam a respeito?
    O que importa é ser ‘o maior do interior’ mesmo na Série D???
    Estranho, pra dizer o mínimo.
    Franco, conta comigo pra subir a Serra e tomar as rédeas do teu time!

  87. Corneteiro diz:

    #87
    Bá. Logo quem. Franco, o corneteiro-mor assumindo algo?
    Só se for em dia de São Nunca. Daí só sai crítica…

  88. #88 Se tem nego que se acovarda até pra assumir uma opinião em blog, que dirá fazer alguma coisa pelo clube. E ainda se achando no direito de criticar alguém por isso. Te recomendo um psicólogo. Ou uma tunda de laço mesmo. Algo há de te dar jeito.

    #87 O caso Abyara é algo que até hoje não foi bem explicado. Simplesmente ejetaram o Florian da direção do clube (que também não fez força alguma pra ficar) e não se foi atrás, típico de clubes de futebol, grandes ou pequenos, onde tudo é econimia interna, acobertando algumas falcatruas só pra não terem que cortar na carne e limar um dos seus (prova disso são as contas de clubes, todos eles, estranhamente sempre aprovadas pelos conselhos, por mais que o rombo só aumente…).
    Já briguei pra abrir mais o conselho (que sempre foi na base da indicação e do aceite do nome pelo conselho, que até tem claúsula no estatuto prevendo eleições, mas apenas quando o número atual passar de 300 nomes, número nunca alcançado…), embora já nem saiba mais se isso é positivo ou não (vide aberturas da dupla grenal, que acabou transformando os conselhos em colchas de retalho assemelhadas à política partidária, com muito jogo de interesse em troca de cargos).
    Sinceramente, dentro do modelo atual de futebol que se tem, que cada vez mais visa lucro, exposição, mídia, já nem duvido mais que o melhor modelo seja o de donos de clubes realmente. Na real, não vejo muito caminho mais pra salvação como é hoje, com dirigentes muitas vezes se aproveitando dos clubes, federações que não fazem nada por eles a não ser intermediar negócios e público cada vez mais se importando apenas com o que passa na ESPN…

  89. Juliano diz:

    Na minha opinião, como fazer, se o conselho não se “abre”, parece um feudo..

    e isso eu sei que já foi motivo de brigas acaloradas no conselho, resultando em expulsões…
    houve uma epoca, nao sei mais como está…que um numero de nao sei qtos sócios estava buscando $$$ pra atingir o numero fatal do conselho, 300, que o forçaria à renovação..nao sei mais como está isso…

    e da abyara, na minha opinião foi a maior cagada, eu tinha que escutar no bar do ju que a sede tinha sido feita praquilo mesmo, pra momentos de aperto, que o ju era futebol e não social… resultado está ai…

    sempre falei e disse uma vez na cara do falecido Padilha, que engoliu o que falei, pois era um dos defensores da venda do “elefante branco”, ( que tinha ct pronto, e sede social em local nobre ), que tinham feito a maior burrada, mexendo no estatuto na surdina.. e ao inves de vender lá, pegar o jaconi e fazer uma permuta, o terreno todo por um estadio onde tem a sede…
    pronto, um estádio novo, com a sede social, ct, , num dos maiores parques do brasil (300 mil metros quadrados… ), mas o genios pensam apenas no bolso

    e nao pensem que isso é exclusividade do juventude… tem time que nao se lasca pq tem muita gente envolvida tirando do bolso…

  90. #90
    Uma baita oportunidade que passou em branco. Manteria o clube próximo do centro e ainda teria a sede campestre. Agora tem um CT lá na pqp e ainda, com o tempo, se verá obrigado a passar adiante o terreno onde fica o Jaconi quando o calo apertar ainda mais…

  91. Francisco diz:

    Pessoal, como tem profeta do acontecido por aqui. Agora é muito fácil criticar decisões erradas do passado. Por que vocês não entram para o Conselho Deliberativo e, com essas brilhantes idéias, ajudam a resolver o futuro, ao invés de ficar falando “ah, mas eu já sabia…”.
    O Conselho Deliberativo do Juventude não é nada fechado como vocês insistem em proclamar. Basta ser indicado por outro conselheiro. Não participa quem não quer. Ou quem acha mais cômodo reclamar do lado de fora.

  92. # 93

    Chico, façamos o seguinte: tu me indica e paga minha mensalidade de conselheiro então, beleza? Aproveita e divulga aí quanto é a mensalidade de conselheiro pra audiência.

    Só me responde mais uma: como não se chegou nos 300 conselheiros até hoje, como reza o estatuto para que haja renovação através de eleição? Deve ser pra manter, mesmo que poucos, os juventudistas mais abastados que (se ainda o fazem) podem contribuir na hora do aperto, em vez de pelados como eu que “só fazem reclamar” ou coisa que o valha.

    Na real, entendo a situação e até compreendo que seja assim. Só não dá pra pagar de democrático e dizer que “o conselho está aberto a quem quiser participar”. Se a mensalidade fosse a mesma de sócio comum, sem chamadas extras e coisas do tipo, já tava lá, amigo.

  93. Francisco diz:

    Oi Franco.
    Continuo afirmando que o Conselho é aberto. Se tu não tem condições de pagar a mensalidade, é outro problema. Mas não impute ao clube uma culpa que ele não tem. A mensalidade ficou por muitos anos sem reajuste (era cerca de metade do valor atual). Por que não te candidatou neste período?

    Quanto a te indicar: não sou conselheiro. Agora, se eu fosse: eu não te conheço, mas vendo tua conduta nos blogs, certamente não indicaria. Sobre o pedido de pagar tua mensalidade: desculpe, mas não tenho filho dessa idade.

    Chico.

  94. Juliano diz:

    Chico, se o conselho é tão aberto..pq não são feitas reuniões de “assuntos gerais” como dizem nos editais, abertas aos sócios em dia?
    pq o sócio não pode votar pra presidente, e sim só o conselho…?

    Essas eu queria ver…

    a percepção de quem olha de fora é que o conselhos ( consultivo, deliberativo) são um feudo… sempre os mesmos…e fechados… agora se tu diz que é aberto… então devemos estar falando de outro clube…a nao ser que me diga o contrário, ai fico quieto.
    sei de conhecidos que tentaram entrar e não conseguiram … o motivo ninguem sabe…
    enfim…fica a dica, já que nao é do conselho, mas aparenta conhecer alguem…

    o maior inimigo juventude é ele mesmo.

  95. Responde essas do #95, Chico, de preferência com dados mais completos do que “ficou por muitos anos sem reajuste”. Quantos, em que período?

    Ademais, não estou “imputando ao clube” culpa alguma. Apenas questionando se é melhor cobrar uma mensalidade diferenciada ou não – e que tu ainda não revelou aqui o valor -, fato este que até considerei uma opção do clube, é escolha dele. Só não posso ser obrigado a ser conselheiro por ti se não tenho como arcar com esse custo.

    E grato pela não indicação. Se tu aceitasse me indicar, isso seria um indicativo de que eu seria um ‘concordino’, coisa que nunca fui. E espero que esse não seja um quesito obrigatório para ser conselheiro do clube.

  96. Juliano diz:

    Uma outra que trinca até hoje, alteraram o estatuto do clube, tirando os sócios proprietários na surdina pra vender a sede…
    algo até hoje não explicado direito, meu pai sendo sócio proprietário desde 71, senao me engano, nao foi consultado…e ficou por isso mesmo…venderam e acabou…

    Chico, por essas e outras eu, o Franco e muitos outros, afirmamos que algo não está muito certo no conselho…e ele aparenta ser tão “caixa preta”…
    e outra coisa que parece é que nao pode haver discordancia…haja vista que o clube tem duas correntes, quando uma assume, a outra some……não há união dessas duas correntes… não irei citar nomes, mas essa é a verdade…
    tem bastante gente que tem o $$ pra pagar a mensalidade, e quem nao tem o $$$$$ pra ajudar “naqueles” momentos, mas tem vontade de ajudar de outra maneira…seja vendendo rifa, pintando arquibancada, ( são meros exemplos )…

  97. Pingback: Um novo tempo, apesar dos perigos | Toda Cancha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *