A Recuperação Tardou, Mas Chegou!

 

4

No último sábado, Gaúcho e Aimoré adentraram no gramado do Estádio Vermelhão da Serra para reviver o EPÍLOGO da última SEGUNDONA. Só que nessa ocasião, a situação não era nascida de uma decisão de título, mas sim de desespero por parte dos mandantes e de água batendo nos FUNDILHOS por parte dos forasteiros.

Cerca de 80 BÍPEDES estiveram na cancha para prestigiar as estreias do técnico LECO, do INTERMINÁVEL zagueiro BICUDO e do atacante ALAN pelo lado alviverde. Já pela banda alviazul do confronto, chamou a atenção a manutenção do garoto VARZEANO e bom de bola Mikael na equipe comandada por Bem Hur Pereira.

Com a bola rolando, o que se viu na Capital da LITERATURA foi uma batalha daquelas que preenchem o chavão clássico de “jogo de 2ª divisão”. As duas esquadras dispostas a MORRIR em cada bola, GRITEIROS dignos de ACOÇAR o CUSCO, entrega e brios endossados mais uma vez pela dupla de zaga e de PRINCÍPIOS MORAIS composta por Jésum e LH4.

2

Desesperado por sua colocação PORNOGRÁFICA na tablatura de pontos da A2 PAMPEANA, os SOTTILENSES tomaram a iniciativa de povoar a intermediária ofensiva. Comandados pelo PENSANTE Adílson, os verdes empilharam impedimentos logo nos quinze minutos iniciais. Demonstrando claramente sua volúpia em abrir o placar.

Mas o desejo nem sempre consiste na concretização do sentimento, esse tipo de constatação AMOROSA se aplica perfeitamente à IMPERÍCIA demonstrada por Cleiton ao perder um gol incrível aos 15’ do primeiro período.

Aos 27’, Alex aproveitou o COCHILO total da defesa dos GREENS e cobrou lateral na FEIÇÃO para Japa dominar, invadir a banda sinistra da área do DELITO e mandar a querida para o fundo da rede do guapo GAUCHISTA. Estava feita a felicidade dos ALEMÃES no Planalto Médio. Com o adendo de que a primeira vitória fora de casa se encaminhava, fato IMPRESCINDÍVEL para tirar a URUCA da campanha Índia nesta edição do GRILLÃO 2013.

Posteriormente, em trama idealizada por Evandro, o infernal CAVALEIRO DO ZODÍACO aimoresista desferiu um de seus golpes e exigiu bela defesa de Álisson. O Aimoré dominava a partida, transitava FAGUEIRO com a bola. Faísca, Evandro e Mikael ditavam com boa DICÇÃO o andamento da querida na maior camada HERBAL destinada ao futebol da região da grande TIO HUGO.

O clube gerido pelo INCANSÁVEL Gilmar Rosso chegou ao empate ainda antes da ida aos vestiários. Aos 44’, Adílson invadiu a área pelo lado direito e cortou para o meio. Toto derrubou o meia do Periquito e o CARA do apito marcou pênalti. Na cobrança, Alan chutou e Rafael defendeu. No rebote, o avante gauchista empurrou a MOGANGA para dentro, igualando assim o confronto.

3

Na volta dos BALNEÁRIOS, o LASCA TELHA seguiu como havia começado. O Gaúcho se postou em cima do Cacique da Taba e este optou por só sair na boa. Na primeira destas escapadas, Rodrigão exigiu boa intervenção do arqueiro alviverde. É digna de nota, infelizmente, a parca atuação do centroavante capilé nessa partida.

Não demorou muito para ele, sempre ele, Adilson responder. O 10 do SCG soltou a bota e Rafael operou milagre. Só que este erro acabou sendo punido rapidamente. Pouco mais de cento e vinte segundos após a defesa do BOM CABELO leopoldense, o zagueiro alviverde GAMARRA cometeu falta em Mikael dentro da área e o tiro livre da marca da CAL foi assinalado.

Na cobrança, Japa mandou a esfera no canto esquerdo de Álisson, recolocando os indígenas em vantagem e ainda por cima assumindo a artilharia do campeonato com seis gols marcados. A partir disso, o Aimoré controlou novamente a partida, sem maiores sobressaltos.

O time de Leco só voltou a ameaçar por volta dos 36’, quando o MAESTRO Adílson mais uma vez soltou sua perna esquerda com GANA e exigiu nova intervenção do guapo alviazul. Todavia o placar final foi mesmo de 2 a 1 para os leopoldenses e depois de um início de turno nebuloso, finalmente LOS AZULES se reabilitam no certame.

1

As equipes agora enfrentam um hiato de pouco mais de duas semanas. Para o Gaúcho, resta mobilizar a BOLEIRAGEM para tentar um milagre no segundo turno e se safar do descenso. Já para os capilés, é tempo de Ben Hur colocar na prática sua filosofia de trabalho e com isso poder honrar todo o ALARDE feito em torno desse grupo que ainda não fez um papel condizente com o que se espera do mesmo.

Ficha Técnica:

Local: Estádio Vermelhão da Serra – Passo Fundo/RS

Árbitro: Peterson Regert, auxiliado por Haury Temp e Pablo de Melo.

S.C.Gaúcho: Álisson; Guilherme, Gamarra, Bicudo(Roan) e Vagno; Marcelo, Gustavo, Dênio(Danilo Conceição) e Adílson; Alan e Cleiton(Léo). Técnico: Leco.

C.E.Aimoré: Rafael; Marquinhos(Rogério), Jésum, Luis Henrique e Alex; Toto, Evandro, Faísca e Mikael; Japa(Rodrigo Galvão) e Rodrigão(Jean Paulo). Técnico: Ben Hur Pereira.

Comendo uma bergamota e esperando o segundo turno,

Natan Dalprá Rodrigues

(As fotos são do SÍTIO indiocapile.com.br)

 

Publicado em Aimoré, Divisão de Acesso 2013, Gaúcho de Passo Fundo com as tags , , , , , , . ligação permanente.

Um comentário em A Recuperação Tardou, Mas Chegou!

  1. Kaminski diz:

    Aquela mancha negra na arquibancada na última foto são eu, a minha prenda e outros dois amigos… Incansáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *