“Estou a dois passos, do paraíso…”

  943481_462772760473974_19470496_n

Sou novo, eu sei. Espero que muitos anos de vida ainda me restem. Mas se meu coração falasse, hoje ele diria que vai MORRER.

Morrer de angústia, por saber que ainda temos que esperar uma semana para – quem sabe – sairmos deste INFERNO, mais conhecido como Série A2.

Falando nele, conheces alguém que queira conhecer o INFERNO? Eu sim. Aqui na minha cidade há aos montes. E eles andam
fardados de camisa tricolor.

Há umas três semanas atrás escrevi: “Está provado. Para estarmos na elite do futebol gaúcho precisamos apenas do ÓBVIO.”

E atrás do óbvio, o Leão viajou até Vacaria.

Quando o AMANTE do D’Alessandro apitou o inicio da partida, o que todo torcedor do Leão queria era que ele apitasse o fim. Afinal, iniciar o jogo com dois tentos á zero deixava tudo mais fácil, mas não menos angustiante.

Para aumentar ainda mais a euforia do torcedor, o Rubro-Verde chegava bem ao ataque com Alê Menezes e Saraiva. A equipe se mostrava concentrada e compacta, CEIFANDO as tentativas da equipe de Vacaria.

Ah, destaque para o goleiro Rodrigo – do Glória – que pelo jeito ficou em Rio Grande, arrumando a barreira. Gil tomou o lugar do TAURA na meta Vacariana.

Enquanto isso – Aylon – o DIABO LOIRO mais querido do Brasil partia pra cima dos zagueiros adversários e – pra variar – APANHAVA. De todas as formas possíveis e impossíveis.

Então aos 28’ em cobrança de CANTO, o centroavante Edivaldo não perdoou e FINCOU a pelota nas redes do “Homem da Arruda”. O Leão perdia a metade de sua vantagem e aquilo que era tranquilo, começava a ficar perigoso. Ou não…

A festa já estava escrita. Os colonos não poderiam comemorar. A alegria era Rubro-Verde e isso todos nós sabíamos. Tanto que um minuto depois, Saraiva cobrou escanteio MAGISTRAL, no PORONGO do recém-chegado e tão bem adaptado volante Diego Borges.

27219_zoom

O placar mostrava a igualdade. O Leão marcava um gol fora de casa e os mais de 50 torcedores que cruzaram o estado para ver o SAMPA jogar comemoravam.

Para o Glória nada mais adiantava além de tentar marcar três gols. Mas a tarefa era complicada. Perdemos apenas um jogo no CERTAME e esse podemos dizer que não conta.

Em Santa Maria, o Periquito se preparava para cobrar uma penalidade. Thiago Corrêa pegou a bola, cobrou e Luiz Muller agarrou o passaporte Xavante para a final.

Nos Altos da Glória, ainda houve tempo para Aylon passar por DEUS E TODO MUNDO e sair “de cara” com o goleiro Gil, chutar e assistir a um milagre do guarda-redes adversário.

Fim da primeira etapa. Nada de sorteios. As ovelhas tiraram férias no COSTELÃO 2013.

Faltavam 45 minutos. Mais um objetivo estava sendo alcançado. Os corações pediam espaço, queriam explodir. Mais uma batalha estava chegando ao fim e os DEUSES DO FUTEBOL anunciavam, RIO GRANDE VAI PEGAR FOGO.

Com a MORANGA rolando o Leão foi pra cima. Teko – aquele mesmo que marcou duas vezes no jogo de ida – cobrou falta, a bola TRISCOU na barreira e explodiu no POSTE.

O Glória não deixou barato e se AFRESCALHOU no ataque. Chegou ao seu gol. Mas o mesmo foi anulado. A confusão se formou, os HÔMI tomaram frente e logo tudo estava no seu devido lugar.

Então Rudi, com toda sua competência promoveu sua primeira substituição. Tirou Aylon e colocou Robert. Poupando o destaque da equipe e dando ritmo de jogo ao EL TANQUE.

Mesmo com toda a tranquilidade no placar, a equipe mantinha um IMPRESSIONANTE ritmo de jogo. E em uma bola alçada para a área, Robert bateu, o goleiro fez boa defesa e no rebote Alê Menezes – o CAVANHA MEN do Leão – estufou as redes. Com 21’ da etapa complementar o SAMPA marcava seu segundo gol e decretava sua vaga na final do primeiro turno.

27220_slider_home

Enquanto isso – na terra do Leão – as ruas tomavam cor. Sim, agora podemos comemorar. Rubro-Verdes que há anos 28 anos sonham em ver seu time jogar uma final se encontraram em cada esquina. Rio Grande não é mais a mesma. ESTAMOS A DOIS JOGOS DO NOSSO MAIOR SONHO.

485408_503302999722828_1159069277_n

Deve ser difícil ouvir críticas, suportar eliminações e trabalhar com tantas dificuldades. Rudi, Aládio, Ricardo, Recife, Bicudo, João, Paulo, Jair e tantos outros. Competência é pouco para descrever o que a união de profissionais sérios e dedicados pode fazer por um clube. Um clube que há pouco tempo estava no fundo do poço. E agora está a dois passos de sair do INFERNO.

FICHA TÉCNICA:

GLÓRIA (1) – Gil; Dagoberto, Tomas, Douglas e Esquerdinha (Ivan Lima); Fred, Donavan (Germano), Agnaldo e Ivan (Josifer); Fusca e Edivaldo.

Técnico: Fabiano Daitx.

SÃO PAULO (2) – Luciano; Teko, Rodrigo Ramos, Carlão e Locatelli; Carlos Alberto, Diego Borges, Dantas e Saraiva (Diego Sapata); Aylon (Robert) e Alê Menezes (Michel).

Técnico: Rudi Machado.

ARBITRAGEM – Fabrício Neves Corrêa, auxiliado por Marcelo Oliveira e Alexandre Niechit.

LOCAL – Estádio Altos da Glória, em Vacaria.

“A vida me fez São Paulo, eu fiz do São Paulo a minha vida”.

Guilherme Rajão.

As fotos são de Fábio Dutra e Papareia News.

Publicado em Divisão de Acesso 2013, Glória, São Paulo-RG com as tags , , , , , , , , , , . ligação permanente.

4 Respostas a “Estou a dois passos, do paraíso…”

  1. JULIANO diz:

    Olha, quanta bobagem … Esse time de véio .. só está sendo favorecido pelo regulamento, times que não investiram, times que só fazem confusão e anti-jogo acabam sendo previlegiados … bom para o pior andamento do futebol, é uma pena que um time feito a facão possa ser guindado a primeira divisão. Ainda resta a possibilidade do Brasil-Pel voltar para onde merece estar.

  2. Matheus Almeida diz:

    Opa, pelo jeito apareceu um dos que foram capados pelo facão e ainda não se recuperou!

  3. juliano diz:

    DA´LHE SAMPAAAA….ESTE REALMENTE MERECE….XAVANTES MONTARAM SUA TRIBO NO TERRENO DE BAIXO E NÃO PODEM MAIS SUBIR…..MAS O CACIQUE DA OUTRA TRIBO , O NOVELETON DISSE QUE VAI DAR UM JEITINHO..

  4. Na torcida pelo São Paulo nessa final do turno e, consequentemente, pelo acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *