Nosso japonês é melhor que os outros

27509_zoom

Para a abertura do 2° Turno do GRILLÃO 2013, coube ao Aimoré a ingrata tarefa de receber o São Paulo, recém ENFAIXADO como campeão do 1° Turno desta QUERELA e sendo o primeiro time a ter seu retorno garantido à Série A do BRIZOLÃO 2014.

Em relação ao time que jogou toda a primeira PERNA deste torneo, não ocorreram maiores mudanças. Apenas uma troca na lateral direita, saiu Gian que foi para o Vila Nova-GO. Em seu lugar ingressou Alex Herter, mais um dos jogadores recomendados e REFERENDADOS por Bem Hur Pereira, o homem da biga.

Quanto ao escrete Caturrita, meio time recebeu um merecido REFRESCO. Após as duas semanas de decisões e a consequente embriaguez MORAL (ns) pela obtenção do passaporte à Divisão Especial desta querência. Dos atletas vindos da Noiva do Mar que tiveram a auspiciosa oportunidade de pisar no gramado do Cristo Rei, destaque para o sapucaiense Saraiva, que antes do jogo comentou que ainda pretende jogar pelo alviazul leopoldense. Sem contar, logicamente, a presença de Aylon. Até esta disputa, o artilheiro do ACESSÃO, veja bem, até aqui.

aimoré 3

Apoiado por quase MIL ENTES que foram ao Monumental do Cristo Rei, o Índio Capilé puxou a prenda para a bailanta e fez uma invernada para agitar a úmida noite na terra de MENGÁLVIO. Em pouco mais de 15 minutos, três chances claras já tinham sido desperdiçadas pelos gurizotes alviazuis. Com destaque para o NIPÔNICO camisa 11, este chutou a MARVADA no travessão e no rebote, Mikael perdeu a chance de abrir o placar para os BARRANQUEANOS.

O único SENÃO deste começo promissor do Cacique da Taba foi o ressurgimento do problema no joelho direito de Rodrigão. Após ser destaque no início da competição, o RODADO centroavante azul não consegue emplacar uma sequência de boas atuações e sai reclamando de dores em todos os jogos.

aimoré 7

A resposta do São Paulo foi VORAZ. Saraiva e Maiquel acertaram uma boa PLANADA pelos flancos e serviram ao leviano y impiedoso Aylon que exigiu grande defesa de Rafael. Era a primeira chance do DESCARACTERIZADO time riograndino que ainda está embebido no doce NÉCTAR do triunfo.

Aos 36’, de tanto os capilés martelarem, chegou um instante em que nem ALÁDIO pode intervir. Após jogada rápida, Maicon Santana driblou o goleiro Souza, substituto do poupado maior goleiro ANÃO Luciano, e a PERONHA sobrou para Japa. O rapaz só empurrou para a meta da cidadela rubro-verde. Dando números iniciais ao placar em SÃO LÉO.

Antes da hora do RECREIO, Aylon e sua volúpia exigiram nova e precisa intervenção do cabeludo e atento goleiro Rafael. Apesar de um e outro FRICOTE Caturrita nos acréscimos, nada mudou e fomos ao recesso MORAL com 1 a 0 de vantagem para o Aimoré.

O segundo TRÊS QUARTOS de hora da peleia começou mais cadenciado do que foi o primeiro, mas o descendente dos sábios da terra do SOL NASCENTE tratou de dar um jeito em tudo e impulsionar o quadro leopoldense.

Aos 10’, Mikael serviu o ESGUIO Alex Herter. O mais novo índio dessa aldeia cruzou e o melhor atacante de descendência japonesa que se tem notícia no momento atuando no MUNDO guardou seu segundo gol nessa CHARLA e o segundo tento aimoresista no jogo. Com isso, o rapaz se isolou na artilharia dessa edição do ROSSETÃO com oito gols.

aimoré 6

Pouco mais foi feito pelos dois times no restante do segundo tempo, sendo a nota mais preocupante da noite, a lesão sofrida por Alexandre do SAMPA. O atleta se machucou pouco antes do intervalo e precisou ser levado ao hospital.

E com a paciência oriental em alta, o Aimoré venceu por 2 a 0. Fazendo um pequeno afago no Leão da Linha do Parque, que em 13 jogos em São Leopoldo na história, só venceu um.

O Aimoré só volta a atuar na quinta-feira, dia 30, novamente em São Leopoldo, dessa vez contra o Santo Ângelo. O jogo que realizar-se-ia no domingo contra o Brasil, em Farroupilha, foi cancelado a pedido da Brigada Militar da cidade serrana.

No próximo domingo, o Aldo Dapuzzo será palco de um confronto AVIÁRIO. Os caturritas receberão o periquito santa mariense. A expectativa é que o rubro-verde entre em campo com os 11 titulares ou o maior número possível deles. O discurso praticado por todos é de manter as tropas nas terras inimigas e assim buscar o segundo turno, também. Resta saber até que ponto os jogadores, direção e comissão técnica estarão dispostos nesta segunda volta do CERTAME. A torcida quer vencer até no ping-pong. Aliás, ping-pong e os inventos nipônicos não são bem vindos na terra naval, até segunda ordem, por motivos óbvios.

Ficha técnica:

Local: Estádio Monumental do Cristo Rei – São Leopoldo/RS

Arbitragem: Luis Carlos Boaro, auxiliado por Alduino Mocelin e Edemar Lacerda.

C.E.Aimoré: Rafael; Alex Herter, Jésum, Luis Henrique e Alex; Luanderson, Evandro, Faísca e Mikael (Jean Paulo); Japa (Rodrigo Galvão) e Rodrigão (Maicon Santana). Técnico: Bem Hur Pereira.

S.C.São Paulo: Souza; Caio, Carlão, Ramos (Guilherme) e Alexandre (Jean); Diego Borges, Dantas, Saraiva e Diniz; Aylon e Maiquel (Michel). Técnico: Rudi Machado.

De olhos puxados de uma BANDA, e boicotando artes marciais na outra,

Natan Dalprá Rodrigues e Matheus Almeida.

Publicado em Aimoré, Divisão de Acesso 2013, São Paulo-RG com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

2 Respostas a Nosso japonês é melhor que os outros

  1. Marcio diz:

    Baita relato, gurizada!

    Só lamento o resultado.

    E um salve a esses nomes geniais do nosso certame. Um de vocês no marketing da FGF de imediato!

  2. baldasso diz:

    essa primeira foto é muito “segundona gaudéria”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *