100% de aproveitamento sob nova direção!

avenida_e_farroupilha

Beto Campos, o nome do primeiro título ALVIVERDE da Segundona em 2011, depois de um ano longe, voltou e foi o estopim para o AVENIDA finalmente mostrar porque era considerado um dos favoritos ao acesso no início do GRILÃO 2013. Depois de três partidas o COMANDANTE conquistou a terceira vitória em três batalhas disputadas, chegando a vice liderança do grupo com 9 pontos conquistados e deixando o Fantasma tentando fugir do Fantasma do Rebaixamento!

Depois de duas vitórias, sobre Panambi e Aimoré, o PERIQUITO tinha o TRICOLOR DO FRAGATA pela frente, na noite gelada da quarta-feira dos namorados. Time definido por Beto Campos, a única alteração em relação ao time que venceu o Índio Capilé era a volta do CANHOTINHO MÁGICO Alexandre que reaprendeu seus truques com a volta do comandante.

O jogo demorou a esquentar, com o FARRAPO encolhido e com trincheiras bem montadas, não dava espaço para Gavião e sua turma fazerem o GOLO verde-e-branco. Essa era realmente era a tônica do jogo, como devem ser as peleias da Divisão de Acesso, com mais raça e vontade do que técnica, por parte das duas equipes. Primeiras chances da partida vieram do time visitante, o time pelotense foi pra cima do PERIQUITO e criou duas situações, mas mal finalizadas por Boiadeiro e Jabá que foram parar com facilidade nas mãos do guarda-redes Vanderlei.

O dono do ninho resolveu acordar depois de uma conversar de Beto Campos ao pé do ouvido com Deivid, que trocou de posição com Fábio Pinho e fez o time crescer na partida. Alexandre e Deivid começaram a se movimentar e dar mais criatividade ao meio-campo e assim começaram a aparecer as chances de gol na partida. Com Gavião aparecendo e recebendo bola para fazer a TABELINHA com os meias, as tramas deram certo e proporcionaram três faltas em cima do CANHOTINHO , nenhuma foi efetiva ao gol, mas uma delas quase que pintou um gol contra de Pedro Jr. Mas aos 34, aí sim, os pouco mais de 200 torcedores que encararam a programação futebolística da cidade quase derramaram seus copos de refrigerante e perderam seus cachorros-quentes com o UHHH que a jogada e o quase gol de NUNES mereceram. Jogada essa que começou depois do lançamento de Alexandre para Gavião livrar-se do marcador rolar para Fábio Pinho que ajeitou para a batida de Nunes da intermediária. Um PETARDO rente a trave esquerda da baliza do goleiro Diego. A partir daí, um perde e ganha sem chances de gol para nenhum lado.

Na segunda etapa a qualidade ainda não era o forte da partida no entanto o gás do AVENIDA estava renovado com a entrada de Podadeiro e Fábio Buda nos lugares de Fábio  Pinho e Gavião. Tanto que logo aos 10, Podadeiro chamou a marcação, liberando Teda para o cruzamento, que mandou para a área, mas Deivid mesmo se esticando não alcançou por pouco, mostrando que o segundo tempo seria bom para o time da CAPITAL NACIONAL DO FUMO.

Um minuto depois do QUASE gol, enfim, o lance do GOLO que abriu o placar nos Eucaliptos. Dessa vez TEDA sofreu falta na direita, cobrou rápido e passou para Carlos Alberto. O CÃO DE GUARDA avenidense ARREMATOU e obrigou Diego a fazer boa defesa, mandando para escanteio. No tiro de canto a MAGIA de Alexandre se fez presente, e como se fosse com as mãos, mandou a peronha para o TESTAÇO de Carlos Alberto que foi quase como um chute estufar as redes do FANTASMA.

8 minutos decorridos após primeiro gol, o TENTO derradeiro. Depois de bate-rebate dentro da área pelotense, Fábio Buda bateu mascado e o zagueirão Carlão, atrapalhado pelo PAREDÃO Anderson Seffrin, cabeceou contra o patrimônio, alterando o placar MEIO eletrônico do estádio, AVENIDA 2 x 0 VISITANTES.

A partir daí foi a afobação e o desespero farrapos com a clamaria e a troca de passes dos donos da casa. O treinador fragatense ainda colocou atacantes no lugar dos volantes, mas a pressão não foi suficiente para o gol, apenas para dar mais um scout de defesa difícil ao ARQUEIRO avenidense. Depois de uma boa jogada de Pelezinho, Boiadeiro mandou de cabeça e obrigou VANDERLEI, O MILAGROSO, a fazer das suas, e operar mais uma grande defesa para fechar com chave de ouro a vitória do PERIQUITO.

Agora o AVENIDA foca a sua atenção no Brasil de Farroupilha, enfrentamento que acontecerá nas Castanheiras no domingo às 15:30,  jogo que pode dar a classificação antecipada ao time santacruzense, dependendo dos jogos da Panambi e do São Paulo. Já o escrete pelotense vai até o Cristo Rei em São Léo para tentar bater o índio líder do grupo A, e fugir do rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
DIVISÃO DE ACESSO 2013 – 2° TURNO – 2ª RODADA (ATRASADO)
AVENIDA x FARROUPILHA

AVENIDA
Vanderlei; Teda, Marcelo Oliveira, Anderson Seffrin e Marciel; Nunes, Carlos Alberto, Fábio Pinho (Lucas Podadeiro) e Deivid (Pierre); Alexandre e Gavião (Fábio Buda)
Técnico: Beto Campos

FARROUPILHA 
Diego; Pedro Jr., Uilian Nicoletti, Vagner Garibaldi e Jonata (Fabiano Weege); Carlão, Max (Márcio), Rafael Pelezinho e Roger Bastos; Tiago Boiadeiro e Jabá (Mateus Guerreiro)
Técnico: André Basques

GOLS
AVENIDA: Carlos Alberto (11min/2°T), Carlão [CONTRA] (19min/2°T)

AMARELOS
AVENIDA: Nunes, Gavião, Buda
FARROUPILHA: Max, Carlão, Jonata

ARBITRAGEM
Anderson da Silveira Farias, auxiliado por Edemar Lacerda Palmeira e Julio Cesar Barcelos Rodrigues

LOCAL E DATA
Dia 12 de junho de 2013, no Estádio dos Eucaliptos, em Santa Cruz do Sul (RS)

Com a esperança renovada, e mais facero que piá de bombacha nova,

Gustavo Werner.

 

Foto: Portal Gaz

Publicado em Avenida, Divisão de Acesso 2013, Farroupilha, Sem categoria, Série A2 2013 com as tags , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *