Gol pra tirar o sono e dar esperança

avexbra

E na noite fria de quarta-feira, o que fazer para esquentar? Para os alviverdes a melhor opção foi ir até a GELADEIRA dos Eucaliptos e apoiar o clube do povo. Depois de dois resultados negativos eis que o Avenida conseguiu chegar ao mata-ou-morre do segundo turno, e pela frente recebeu o Xavante. O frio, o campo com grama alta e EMBARRADO prometia mais uma peleia tensa e pegada entre os rivais, mas o que aconteceu, foi um jogo sonolento dentro de campo e tenso para o povo Avenidense.

A primeira coisa que se via ao olhar para o gramado era o calção MARCA TEXTO dos homens que eram pra estar de preto, e no seu melhor estilo vagalume chegavam a ofuscar a visão dos jogadores que estavam por perto. Dados os fatos, equipes em campo e a bola foi autorizada a rolar.

Quem deu início as subidas ao ataque foram os visitantes, principalmente com o baixinho e bem conhecido nos Eucaliptos, Alex Amado. Iniciaram também a SESSÃO NEYMAR do jogo, que teve Marcio Hahn como protagonista, se jogando de cinco em cinco minutos em campo e dando trabalho ao saudoso MULITA que o buscava de maca toda vez.

tc

Aos onze minutos de bola rolando, o também conhecido em solo Santacruzense Maicom Sapucaia obrigou o arqueiro alviverde a fazer a grande primeira defesa do jogo. Em resposta, Mano (que juntamente com Nunes, finalmente parece ter estreado no time) cruzou e Lucas PODADEIRO meteu o pé na redonda, pra defesa de Luis Muller.

Assim seguiu o baile, ambos os times indo ao ataque, com a parte defensiva das equipes esbanjando superioridade. Jogadores do Xavante caindo a todo momento, Francisco Neto contestado por ambos os lados, Rogério Zimmermann dando PITI e ainda sem saber o que é uma área técnica e GAVIÃO tropeçando sozinho com a bola. Hora do descanso, Gavião reclamando e mostrando a perna para o homem do apito e o placar seguia zerado.

tc1

Assim que o homem de preto(e calções verde afrescalhado!) liberou a PERONHA para rolar na segunda etapa, o que se viu foi novamente os visitantes indo pra cima. Depois de um primeiro tempo em que os goleiros fizeram seus nomes, no segundo a tribo de pelotas e os periquitos santa-cruzenses cansaram e as chances de gol foram escassas. Na primeira delas, Éder EL LOCO Machado na meia-lua da grande área, recebeu cruzamento da esquerda, de Rafael Forster, mas maltratou a REDONDINHA e a mandou pela linha de fundo dando tiro de meta para Vanderlei.

Depois disso o jogo ESFRIOU, nada mais normal para uma noite que apresentava o inverno à TERRA DO FUMO. Mesmo com maior posse de bola os visitantes não traziam perigo à meta do SANTO alviverde, já o Periquito não conseguia criar chances para o gol, sem velocidade e criatividade, os meias não conseguiam chegar a meta do goleiro adversário, além de BICOS inúteis para a área do VOVÔ GIGANTE Luiz Muller e dos grandalhões, Cirilo (não é o do carrossel!) e Fernando Cardozo, que cortavam todos os cruzamentos.

Como as chances tinham que sair na bola por cima, foi em mais um cruzamento que saiu o TENTO glorioso. Aos 40 minutos, o canhotinho mágico Alexandre, tentou a jogada pela ponta esquerda e arrumou um escanteio, ele mesmo cruzou e o novo VOLANTE ARTILHEIRO do Nida, Carlos Alberto, testou para o fundo da rede, deixando o goleirão só olhando a bola entrar, e indo comemorar no estilo “JACARÉ” pelo gramado e depois comemorando com a massa que vibrava alucinada nas bancadas dos Eucaliptos. Com o gol o Periquito montou um trincheira, em frente a grande área, e com atuação sensacional dos defensores Seffrin e Marcelo Oliveira não deu chances dos pelotenses se quer tentarem igualar o marcador, fechando o jogo em 1 x 0 e dando ao Avenida a vantagem para o jogo de volta.

DSC07713

O jogo da volta será no domingo às 15:30hrs na oca Xavante, Bento Freitas. O time alviverde vai completo encarar a peleia derradeira, para o ano e o sonho do acesso do Avenida. Esperemos por novos e não último capítulo dessa trajetória.

FICHA TÉCNICA
AVENIDA 1X0 BRASIL DE PELOTAS
QUARTAS DE FINAL – DIVISÃO DE ACESSO

AVENIDA
Vanderlei; Teda (Luís Fernando), Marcelo Oliveira, Anderson Seffrin e Marciel; Nunes, Carlos Alberto, Fábio Pinho (Pierre) e Alexandre; Lucas Podadeiro (Fábio Buda) e Gavião.
Técnico: Beto Campos.

BRASIL 

Luiz Müller; Wender, Cirilo, Fernando Cardozo e Rafael Forster; Leandro Leite, Washington, Márcio Hahn (Tiago Rannow) e Maicon Sapucaia (William); Alex Amado e Éder Machado (Brasão).
Técnico: Rogério Zimmermann.

GOL
AVENIDA: Carlos Alberto(40/2ºT)

CARTÕES AMARELOS
AVENIDA: Marciel, Teda, Fábio Pinho, Marcelo Oliveira.
BRASIL: Márcio Hahn, Rafael Forster, Wender, William.

ARBITRAGEM
Francisco Silva Neto, auxiliado por Alexandre Antônio Kleiniche e Alessandro Vanni Mocelin.

LOCAL E DATA
Quarta-feira, 26 de junho de 2013 – Estádio dos Eucaliptos, Santa Cruz do Sul.

(A primeira imagem é do blog “Futebol de Pelotas” e as demais da cancheira Sabrina Heming)

Rumando a Pelotas,

Sabrina Heming e Gustavo Werner.

Publicado em Avenida, Brasil de Pelotas, Divisão de Acesso 2013 com as tags , , , , , . ligação permanente.

Um comentário em Gol pra tirar o sono e dar esperança

  1. Chimango diz:

    Em 2011 torci muito pelo Avenida, indo inclusive a alguns jogos. Este ano não será diferente. Que o Periquito consiga subir de divisão, para alegria da torcida alviverde e a maioria dos santacruzenses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *