A maldade que faz bem

TC6

Era uma vez um Lobo. Ele costumava ser mau. Conquistava o respeito dos adversários na marra, com golpes certeiros. Construiu uma estrutura sólida e ganhou admiradores que o seguem até hoje. Mas um dia este Lobo cansou…

Parece que a idade não fez bem ao Lobo. No auge de seus 100 belos anos, tornou-se bondoso. Passou a receber bem aqueles que antes eram presas fáceis. Não mais atacava. Não mais amedrontava. Apenas seguia uivando para a lua para mostrar-se vivo e manter-se em seu lugar, intocável.

É a história recente do Lobo da Avenida Bento Gonçalves. Depois de mal acostumar sua torcida com vitórias e campanhas de brilhar os olhos, passou por um momento de fraqueza. Da alegria do título da Copa Lupi Martins em 2008, passamos ao acesso à primeira divisão já no ano seguinte.

Sem tempo para muita conversa, veio o grande 2010, com o vice-campeonato da Taça Farroupilha, com a ratificação de ídolos e o fortalecimento visível da hinchada. Que baita! Ser Pelotas estava sendo um sonho! Em 2011, no entanto, algum filho da mãe tratou de nos acordar.

Com um time mal montado e goleiros com mãos de alface, o Pelotas passou de três temporadas vorazes para uma outra praticamente irreconhecível. Não havia o que funcionasse. O Lobo virou bobo e foi eliminado na primeira fase nos dois turnos. Em 2012, com o “irmão de Cavani” no time, as coisas poderiam melhorar. Poderiam. Mas ele era adotado. É a única explicação. Guly foi o destaque em um time que não mereceu destaque. Eliminado do 1º turno na primeira fase e eliminado do 2º turno nas quartas (e para o “tradicionalíssimo” Canoas).

A cada começo de ano, temos uma injeção de ânimo. Em 2013, ela parecia estar em falta. Um começo desastroso, mesclado com algumas guinadas completamente enganadoras, deixaram clara a deficiência que o clube acumulava no extra-campo.

TC3

Uma direção omissa, com péssimas escolhas e uma pá de aproveitadores, que se diziam profissionais, quase levaram o Pelotas ao descenso. Só não caímos por causa de nós mesmos. Torcida não entra em campo, mas faz uma diferença bárbara. Quem não concorda é porque nunca teve uma torcida de verdade a seu favor.

A patética bondade do Lobo fez com que abríssemos os olhos. Hoje, vivemos um momento bem diferente. Com uma nova direção, que consegue reunir o apoio de uma maioria absoluta do enorme quórum de insatisfeitos, as coisas parecem mudar aos poucos.

TC8Ítalo Gomes é um dos responsáveis por tal mudança. Áureo-cerúleo proveniente da arquibancada, ele é um dos presidentes mais jovens já eleitos no clube. As sucessivas e imperdoáveis derrotas em batalhas que valem muito mais do que simples três pontos cansaram toda uma nação. Ela clama por triunfos e, agora, tem no novo representante uma nova esperança.

O que era pra ser como um conto de fadas quase virou um pesadelo. O momento financeiro do Pelotas deixou incerto o segundo semestre do clube. Foi o momento em que vimos um novo horizonte. A direção optou por jogar, sim, a Copa Willy Sanvitto. Optou por dar a cara a tapa e por pedir, mais uma vez, a participação de todos. A direção optou pela honra. Optou pelo preenchimento do calendário. Optou pelo planejamento. Optou por nós, torcedores.

A injeção de ânimo foi dada. É hora de enraivecer este Lobo! Que a bondade seja substituída pela atitude de outrora e que as antigas falhas nos tragam a instrução necessária. “Arremanguem” as mangas, encontrem a maldita Chapeuzinho Vermelho e deixem-na vulnerável pela floresta. Chegou, finalmente, a hora de caçar. Precisamos da colaboração de todos para construir um final feliz que nos sirva. Na nossa história, o lenhador não vai chegar a tempo. A vovozinha vai, sim, virar refeição.

O Lobo vai voltar a ser mau.

Pra cima deles. Estamos contigo!

Leandro Lopes

(com fotos de Marcel Streicher e da assessoria de imprensa do E.C. Pelotas)

Publicado em Clubes Gaúchos, Pelotas com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

3 Respostas a A maldade que faz bem

  1. Junior II diz:

    Força Lobo ! O maior de todos !

  2. grenaaaa diz:

    Olha tenho mais respeito por vocês do que os xavantes, porque o que aumentam daquele lado é impressionante.

  3. Chimango diz:

    Respeito muito os times da zona sul. O Lobo é um time tradicional com uma torcida fanática e merece coisa melhor. Que em 2014 com o Bra-Pel de volta à elite, o futebol pelotense creça e apareça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *