Mais dois pontos escapando entre os dedos – Caxias 0x0 Madureira

cxs madureira juan barbosa RBS 03

Na trave. Esse foi o Caxias que atuou contra o Madureira, no estádio Centenário. O embalo de uma vitória fora de casa, o domingo de sol e o bom público presente pereceram à falta de gols do ataque grená, que não saiu do 0x0 e, apesar de manter a liderança, vê os adversários encostarem na tabela.

O domingo de sol  após a gelada semana convidava o torcedor a comparecer no Centenário. Os preços populares criaram filas bem maiores das que estamos acostumados a ver, seja para a aquisição de ingressos, seja para o acesso ao campo. O Caxias líder vinha completo. Óbvio que tudo isso não poderia acabar muito bem.

cxs madureira juan barbosa RBS 01

No primeiro tempo um jogo equilibrado, fruto da disputa de duas boas equipes do grupo B. A implacável marcação do Madureira tomava todos os espaços do campo e fazia o time apostar no contra ataque – a primeira jogada de perigo foi de Bruno Thiago, em um chute de fora da área que levou perigo mas foi defendido pelo goleiro Douglas, do Caxias. O equilíbrio começou a desaparecer na metade da primeira etapa, conforme o volume de jogo grená aumentava. Aos 20 minutos, a melhor bola do jogo: Zé Mario cobrou falta pela direita, a bola passou pelo goleira Jonathan e Léozão tirou de cima da linha. A partir daí as chances de gol apareceram mas foram desperdiçadas, seja com Dick, Charles Chad ou Zambi.

cxs madureira juan barbosa RBS 04

A segunda etapa começou com o Caxias pressionando, porém não colocando a bola  na rede. Zambi desperdiçou primeiro e Chad desperdiçou depois. Aos 10 minutos, Dick recebeu livre de Zambi, mas chutou por cima do gol. Não era o dia (não tem sido o campeonato, alias) do ataque grená.

A pressão do Caxias aumentou a partir dos 20 minutos, quando Ramon, do Madureira, foi expulso. O jogo se tornou um ataque contra defesa. Porém, como o que vale é bola na rede, a pressão não garantiu os três pontos em casa. Fim de jogo, 0x0, e a sensação de que desperdiçamos uma ótima oportunidade de acumular uma providencial gordurinha.

Com o ponto conquistado no fim de semana o Caxias segue como líder isolado do Grupo B da série C, mas vê sua distância diminuir. Com 14 pontos, está apenas 2 à frente do Mogi Mirim e Guarani, e 3 do Vila Nova, próximo adversário. O Macaé, 5° colocada e primeiro a ficar de fora do grupo dos classificados, tem 9 pontos.

Na semana que vem, em Goiás contra o Vila Nova, o técnico Picoli terá a disposição todo o elenco (a menos que alguém se machuque até lá). O ataque, que vem cumprindo sua função tática mas não fez gol ainda, começa a ser questionado pela torcida. Ontem, mesmo com a força ofensiva do Caxias em campo (Wangler, Tripodi e Tatalotelli entraram durante a segunda etapa) os três preciosos pontos em casa não vieram. Acredito que esse seja o principal ponto a ser trabalhado durante a semana.

O Caxias agora parte para dois jogos fora – Vila Nova e Barueri – com a missão de retornar a Caxias do Sul líder. O ideal, claro, seriam duas vitórias, mas 4 pontos seriam excelentes. Uma vitória e uma derrota não seria um desastre também, mas pelo equilíbrio dos clubes da ponta de cima do grupo B, qualquer coisa menos que 3 pontos dos 6 a serem disputados seria um mau negócio.

Fica novamente o parabéns à direção, que não tem medido esforços na busca do acesso. Os preços populares estão sendo mantidos e começam a surtir efeito, aumentando gradativamente o público dos jogos (ontem, no visual, mais de 9.000 pessoas). Todos que querem ajudar estão sendo bem recepcionados. O Caxias sempre foi isso, o coletivo, nunca o indivíduo, e por isso e pelas atitudes dos que hoje comandam o Caxias, a confiança segue intacta.

Caxias 0x0 Madureira

Caxias: Douglas, Dick, Tiago, Jean, Dener e Jonatan; Alisson (Tatá, 25/2º), Zé Mário (Wangler, 15/2º), Wallacer e Zambi (Trípodi, 33/2º); Charles Chad. Técnico: Picoli

Madureira: Jonathan, Diego Renan, Leozão, Daniel, Luiz Paulo, Guaraci, Ramon, Tiago Azulão (Uira, 29/2º), Bruno Tiago, Waldir (Ryan, 19/2º), Daniel Amorim (Jairo, 39/2º). Técnico: Alexandre Gama

Árbitro: Fabio Filipus (PR), auxiliado por Josué Gilberto Lamim (SC) e Fernanda Espetáculo Colombo Uliana (SC).

Cartão Vermelho: Ramon (Madureira), aos 23 minutos do segundo tempo.

Estádio Centenário

Até mais!

Tiago Zilli

Fotos: Juan Barbosa, Agência RBS.

Publicado em Caxias, Série C. ligação permanente.

4 Respostas a Mais dois pontos escapando entre os dedos – Caxias 0x0 Madureira

  1. Grená diz:

    RUMO À SÉRIE B!! VAMOS GRANATAS!!!

  2. Gustavo diz:

    A guerra vêm de inúmera batalhas e não ter perdido nenhuma sem dúvida eleva a confiança geral. Vamos para cima do Vila, sem medo, rumo à série B!

  3. claurio diz:

    Tomara que tanto Caxias quanto o Madureira consigam o Acesso. São duas equipes tradicionalissimas de nosso futebol. O duro é aguentar esses timecos de empresarios, tipo Barueri, Guara, Betim, Boa,Macaé, Duque que não tem história nem identidade e mudam de cidade que nem Ricaça muda de Vestido.Alias acho que deveriam criar uma regra estabelecendo que o clube que mudar de cidade deve ser rebaixado para a ultima divisão profissional de seu estado, para desestimular essa aberração

  4. Grená diz:

    Perfeito Claurio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *