Chuva, frio e um empate amargo para o Marau

11 (1)

Com pênalti polêmico, Marau cede o empate ao 15 de Novembro aos 47 minutos do segundo tempo. 

Em uma tarde de domingo digna de ficar em casa tomando chimarrão e comendo bolinho de chuva, com muita chuva e frio em Marau, o FC Marau ficou no empate em 1 a 1 com o 15 de Novembro, jogando no encharcado e embarrado Estádio Carlos Renato Bebber, em partida válida pela quinta rodada do primeiro turno da Segunda Divisão do Gauchão.

Da forma que estava o campo, cheio de poças d’água, os jogadores de ambos os times nada puderam fazer se tratando de boas jogadas com bola no chão. No primeiro tempo, as chances de gols foram mínimas para os dois times, que investiram grande parte dos ataques em jogadas aéreas, já que pelo chão era praticamente impossível armar alguma boa jogada.

4

Na segunda etapa, ainda com chuva no Carlos Renato Bebber, a partida não mudou muito no sentido de jogar futebol. Não se pode dizer o mesmo no sentido emoção. Aos 28 minutos, após cruzamento na área e desvio do ETERNO Sandro Sotilli, Giso, balançou as redes colocando o Marau na frente do placar. Giso, que finalmente se adaptou a cultura local, onde NÃO EXISTE FRESCURA, tirou seu moicano loiro da cabeça e agora usa um cabelo mais adequando ao pago que está vivendo.

8 (1)

Após, o Marau se preocupou em administrar o placar enquanto o 15 de Novembro se preocupava apenas em atacar, até o guapo do time do 15 de Campo Bom dava umas investidas na área do time da casa.

O momento polêmico do jogo foi nos minutos finais. Aos 47 minutos, quando praticamente todo o time do 15 de Novembro estava na área do Marau, o árbitro marcou um discutível pênalti, alegando que o goleiro Grahl teria segurado e derrubado o jogador do 15 de Novembro. O jogador Jarder, bateu e converteu, deixando tudo igual no Carlos Renato Bebber. Após o gol, a confusão foi generalizada. Jogadores e direção dos dois times entraram em campo em uma peleia que seguiu até todo o time do 15 de Novembro se fechar no vestiário.
3 (1)
Ricardo Atolini iniciou o encharcado jogo com Grahl, Leandro, Marlon, Glauber, Vagno, Bergamin, Danilo, Marquinhos, Da Silva, Giso e Sandro Sotilli. Na segunda etapa entraram Joãozinho, Ronaldo Inácio e Dani, que substituiu o zagueiro Marlon, que sentiu uma lesão na coxa e preocupa o time para a próxima rodada. Com o empate, o Marau está em terceiro lugar com 8 pontos na chave A do BARRÃO 2013.

Guilherme de Abreu

Publicado em 15 de Novembro, Futebol Clube Marau, Segunda Divisão 2013, Toda Cancha com as tags , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *