Geração Acesso: 10 anos em busca de um sonho

top

Os primeiros contatos com o clube de coração são sempre marcantes. Nelas, a gente descobre uma INSANIDADE que vai nos acompanhar até o fim dos nossos dias. A minha, particularmente, veio com o rebaixamento do São Paulo, lá nos antepassados 2002. Eu tinha 9 anos na época, e nunca vou esquecer da sensação de me sentir pequeno em meio a arquibancadas gigantes e pessoas gigantes. Elas estavam tristes e o meu pai quebrou o radinho na saída do Aldo Dapuzzo. 

A partir daí, eu comecei a entender o que aquilo significa. Meu contato e meu amor pelo clube surgiu no meio dessa necessidade URGENTE de voltar a primeira divisão. O acesso de 2013 fecha um ciclo da minha relação com o clube. E junto comigo, uma geração de dezenas, QUIÇÁ centenas de rubro-verdes vão ter ano que vem a chance de ver, de fato, o seu clube de coração jogar o CHARMOSO Gauchão.

E essa história inspirou esse que vos digita e dois colegas de faculdade, Mateus Bunde e Vicente Pardo, a biografar esses jovens, apaixonados pelo famigerado, pelo sofrimento, pela busca de algo quase inviável. Geração Acesso: 10 anos em busca de um sonho começou como um trabalho de faculdade (Jornalismo, no caso) e terminou como uma pequena representação do que é essa paixão pelo nosso S C São Paulo.

Gabriel Bresque

Publicado em São Paulo-RG, Sem categoria com as tags , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *