Tudo embolado

mogixcaxias_01

A S.E.R. Caxias vinha de um ótimo resultado conquistado em Campinas, e enfim, tinha uma semana tranquila para o técnico Picoli trabalhar e pensar nos desfalques para a próxima semana. Na semana anterior ao jogo contra a equipe campineira o técnico Grená tinha completado um ano no clube. Mesmo bastante cobrado após a derrota e atuação ruim do time contra o Betim, o comandante fechou o grupo e conquistou a vitória contra o Guarani.

Infelizmente, os jogadores Jonatan, Alisson, Zé Mário e Zambi receberam o terceiro cartão amarelo e desfalcaram a equipe grená contra o Mogi Mirim. Mas vieram mais três reforços durante a semana. Foram contratados os jogadores que estavam no Marcílio Dias-SC e disputavam a Série D e a 2ª divisão do Catarinense. O volante Patrick de 21 anos, o meia Cacá de 30 anos e o atacante Rodrigo Jesus de 22 anos.

Diante da forte equipe do Mogi Mirim, que até então tinha disputado seis jogos dentro de seu estádio, tinha vencido cinco deles e empatado um. Picoli escalou a equipe grená com Douglas, Dick, Tiago, Jean e Dener (Rodrigo Jesus, 35/2º); Baiano, Karl, Rafael Carioca (Alisson Gaúcho, 28/2º) e Wallacer; Wangler (Charles Chad, int.) e Mariano Tripodi. Foi só o árbitro Leandro Júnior Hermes apitar o início de jogo, que a equipe alvirrubra foi logo ao ataque e quase marcou com dez segundos de jogo, mostrando que queria acabar a série de três partidas seguidas sem vencer.

O Caxias pouco produziu dentro de campo, com poucas chances no primeiro tempo, já o Mogi chegava mais vezes ao ataque. Em uma dessas subidas, aos 25 minutos, o zagueiro Jean fez pênalti em Welsey Ladeira, que mesmo assim colocou a bola para o fundo da rede. Mesmo assim, o árbitro não deu vantagem e marcou pênalti. Na cobrança, Nando marcou o primeiro gol da equipe paulista.

Wangler, que estava há dois jogos sem nem entrar durante a partida, foi sacado por Pícoli e Charles Chad entrou no seu lugar. A substituição melhorou o desempenho grená, que chegou mais vezes ao ataque. E novamente na bola parada, Wallacer cruzou, Tiago e Tripodi dividiram a bola com o goleiro e no rebote, Charles Chad pegou de primeira, marcando um belo gol e empatando a partida aos 17 minutos.

O time da casa não queria o empate e cada vez mais chegava à área grená, e obrigava o goleiro Douglas a operar milagres. Nessa insistência, aos 34′, o lateral direito Edson Ratinho fez boa jogada e chutou cruzado e no rebote, o meia Aloísio chutou forte, sem chances para o goleiro grená, marcando o gol do desempate e da vitória do escrete paulista.

Depois disso, a SER não conseguiu chegar com força ao ataque, estava longe de conseguir o gol do empate novamente, o Sapão estava mais próximo de chegar ao terceiro gol. Douglas ia salvando tudo. Nos últimos minutos da partida, o lateral direito Dick se lesionou e com as três substituições já realizadas, a equipe serrana foi obrigada a terminar a partida com dez jogadores.

Com a derrota para o time do pentacampeão Rivaldo, somada aos resultados das outras partidas a equipe grená terminou a rodada na 4ª colocação. Guarani voltou à liderança com 22 pontos, e Vila Nova, Macaé e Caxias estão com 21 pontos, fechando o G4. Em 5º lugar está o próprio Mogi Mirim com 20 pontos. Está tudo embolado e faltando cinco rodadas para terminar a 1ª fase, há um campeonato muito equilibrado e provavelmente tudo será resolvido na última rodada. Betim não perde há quatro jogos e aparece em 6º com 17 pontos. Madureira e Crac ainda lutam pela classificação com 15 pontos. Este último, Crac, é o próximo adversário da equipe grená no Estádio Centenário. Os goianos vêm embalados, estavam na zona de rebaixamento, mas venceram o então líder Vila Nova e chegaram à terceira vitória seguida.

Dos seus 21 pontos no campeonato, doze foram conquistados jogando fora, apenas nove obtidos dentro de casa. Em seis jogos no Estádio Centenário, foram duas vitórias, três empates e uma derrota. Ou seja, o Caxias tem que se sentir bem dentro de casa e fazer sua obrigação, que é vencer as partidas diante da torcida.

A campanha fora de casa é muito boa, em sete jogos, são quatro vitórias e três derrotas, mas a instabilidade na terra da Festa da Uva está atrapalhando o desempenho da equipe no campeonato. Obrigação da torcida grená comparecer ao Estádio Centenário sábado que vem, e mais ainda da equipe grená de conquistar os três pontos dentro de casa.

Crédito foto: Rafael Bertanha / E aí? Produções.

Abraços,

Alan Fattori

Publicado em Caxias, Série C, Série C 2013, Toda Cancha com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

2 Respostas a Tudo embolado

  1. Ivan diz:

    Prazo de validade esgotando.

    Abs.

  2. ricardo diz:

    vamo la CAXIAS, essa vitoria de sabado foi muito importante e precisavamos de uma goleada….vamo GRENAAAA SEMPRE CTG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *