Rrrrrrrrrrrrronaldinho!!!!

577364_166450996886076_256947968_n

Paciência, espera e persistência não são sinônimos de nervosismo e ansiedade. Pois não é quem na gélida noite na cidade do calorão os boleiros do tricolor das ciclovias estrearam ansiosos no Segundo turno da Terceirona contra o jalde-negro Grêmio Bagé. O resultado desta ansiedade na poderia ser outro. A vitória na competição não apareceu mais uma vez. Porém, desta feita as coisas melhoraram no alçapão Schmidt.

Depois de um dia todo de viagem, os moços da equipe jalde-negra entraram decididos a resolver a partida e fizeram o grandalhão Gott buscar a bola no fundo do arco. Dieisson aproveitou um entreveiro dos brabos dentro da área do tricolor e empurrou a bola pro gol.

Pois não é que no Rio Grande, um baiano resolveu dar esperanças para os meros 200 espectadores sentados no cimento para acompanhar o embate. Ronaldinho, não o dentuço e nem o da medida certa, lançou Bahia, que debutava no gramado de Campo Bom. O rapaz ainda não tinha desfilado nos gramados no segundo semestre, recebeu a branquinha, tratou com jeito, limpou o marcador e fez a torcida gritar gol aos 20 minutos de jogo.

1240651_166451193552723_233503400_n

Depois da igualdade, a equipe da terra do calorão buscou dominar as ações, beliscou e assustou o arqueiro da fronteira mas não teve sucesso e todos foram para a parada do chimarrão iguais.

Na volta do recesso, os da fronteira mostraram força e atenderam os pedidos do Rei do Interior Badico e dominaram a pelota. Pois minutos depois de ingressar na cancha, Kesler ficou cara a cara com GiganGott e não conseguiu marcar. Do outro lado do campo, Badico deve ter pensado: “Ah, se essa chance fosse minha!” Para alívio do comandante, no lance seguinte, o mesmo Kesler fez como o chefe fazia e botou os fronteriços de novo na frente.

Seria mais uma derrota dos de Cambão? Não mesmo. Quem tem Ronaldo não chora depois do jogo. Faltando 180 segundos para o fim, o apitador assinalou um tiro direto para o 15. Itaqui, com nome de batedor de tiro livre ajeitou a bola junto com Ronaldo. Os dois olharam, trocaram aquelas lábias de boleiro e Ronaldo correu. A expectativa tomou conta do Schmidtão. Um petardo foi disparado que encontrou no meio do caminho a barreira. Quando o goleiro jalde-negro preparava para agarrar e beijar a bola, ela mudou de direção e morreu no fundo da rede, era o empate e a salvação dos campo-bonenses! Se um narrador famoso estivesse na cabine teria dito: “Rrrrrrrrrrrrrrrrronaldo é nome dele.”

O Bagé ainda teve um jogador indo mais cedo para o ônibus, mas o tricolor de Campo Bom não teve tempo para buscar os três pontos. A tarefa ficou para domingo, na terra do chimarrão, diante do índio Guarani.

Direto da terra das ciclovias,


Cássios Diogo Schaab

Fotos: Assessoria de Imprensa Clube 15 de Novembro

 

 

Publicado em 15 de Novembro, Grêmio Bagé, Segunda Divisão 2013, Sem categoria, Terceirona 2013 com as tags , , , , , , , , , , . ligação permanente.

6 Respostas a Rrrrrrrrrrrrronaldinho!!!!

  1. Alexandre diz:

    Desculpem, mas realmente não vai ter post sobre o Bra-Pel histórico de ontem à noite?
    Não tô acreditando.

  2. kluge diz:

    Aguardando o post sobre o bra-pel, onde um bendito torcedor entra em campo para que a goleada não se torne histórica. CAI CAI da torcida!!!

  3. kluge diz:

    Aguardando o post sobre o bra-pel, onde um bendito torcedor entra em campo para que a goleada não se torne histórica. CAI CAI da torcida!!!

  4. Alexandre diz:

    Acabei de ver na primeira página e vou ler. Obrigado pela resposta, agora vou me deliciar com o post (sou gremista e gosto tanto do Pelotas quanto do Brasil, mas cada vez mais é em clássicos como esse que se encontra o verdadeiro futebol, na sua essência, tirando alguns exageros da torcida do Brasil na quinta, admito). De qualquer forma, foi histórico, parabéns pelo trabalho, o interior do RS vive um 2013 especial e é lindo poder ver a repercussão disso tudo aqui.
    Dalhe Grêmio!!!!

  5. Leonardo diz:

    A matéria está com o nome de um clube de forma errada, o correto é Bagé, e não Grêmio Bagé, ou se usa o nome completo, Grêmio Esportivo Bagé, ou como o clube é conhecido, Bagé.
    Esse negócio de grêmio bagé é invensão (falta de conhecimento) da imprensa da capital (RBS, Paulo Brito).
    Em 93, última vez que o Bagé subiu para a 1ª, e disputou o gauchão de 94, a RBS, sem conhecer a história e tradição do Bagé, começou a chamar de grêmio bagé, e como dizia o ministro da imprensa nazista, “uma mentira repetida varias vezes se torna verdade”, isso acabou pegando, e os pouco informados cometem esse erro.
    É como se começassem a chamar o Brasil de Pelotas de Grêmio Brasil, ou se começassem a chamar o Inter de Sport, ou o Grêmio de Porto Alegrense, ou o Farroupilha de Pelotas de Grêmio Farroupilha. O clássico de Bagé é BA-GUA e não gre-GUA.
    Afirmo e vou continuar afirmando, sou torcedor do BAGÉ, e grêmio bagé não existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *