VITÓRIA, LIDERANÇA, MAS AINDA ASSIM, PREJUÍZOS. É O TAC!

TAC3

Torcer para o TRÊS PASSOS é realmente uma arte de encarar surpresas. No último domingo, na ESCARAMUÇA contra o Grêmio Bagé, no CLÁSSICO DOS JALDE-NEGROS, a equipe três-passense deu mostras de que sempre pode criar fatos novos, mesmo quando a paciência e a calma seriam a melhor tática.

Enfrentando uma equipe que nem de longe lembra o bravo e lendário BAGÉ da Pedra Moura, seja por deficiência técnica, seja por dificuldades para escalar a equipe (que em 16 jogos na temporada, não foi repetida sequer uma vez), o TAC não deu chances ao adversário e impôs sua melhor configuração tática e equilíbrio em campo.

Logo a 30 segundos de partida, o MAGO Deivid, dono da sempre indecifrável jaqueta número 10 do TAC, perdeu grande chance de mexer no marcador, após bola escorada pelo centroavante Fabio Buda. A conclusão, de bate-pronto, da entrada da área, foi por cima da meta de Fernando Costa.

O jalde-negro missioneiro manteve o domínio da partida nos primeiros 20 minutos, construindo pelo menos 5 chances claras de gol. Em uma delas, aos 10 minutos, o INCANSÁVEL lateral-esquerdo Luis Henrique cobrou falta da meia-direita. A bola desviou na zaga bajeense e foi morrer no fundo da rede. Era o GOLO que confirmava a superioridade três-passense na cancha.

TAC4

Porém, a partir dos 25 minutos, o Bagé do MATREIRO Badico In Eternum endureceu o caldo e começou a arregaçar as mangas. Matão e Kesler construíram 3 JOGADAS insinuantes. Em uma delas, o ARQUEIRO Douglas, do TAC salvou em grande defesa. Em outra, o atacante Edivaldo chegou atrasado e não conseguiu empurrar para o gol.

Leva quem não faz! A máxima conhecida por qualquer principiante em futebol, ilustra o que aconteceu na partida. Aos 32 minutos, o goleiro Fernando Costa, como um GARÇOM BÊBADO, não segurou firme uma bola despretensiosa e serviu a pelota nos pés justamente de EL MATADOR Fabio Buda. O oportunista camisa 9 do TAC dominou, girou, não perdoou e tocou para as redes, sendo aclamado pelas arquibancadas do Estádio Luiz de Medeiros. No melhor momento do Bagé, o TAC praticamente liquidava a fatura da tarde.

Mas como o jogo transcorria em uma normalidade INCOMUM para os padrões taqueanos de SER e VIVER, algo estaria prestes a acontecer. E não tardou. Aos 40 minutos, o volante Wagner, jogador de RARA qualidade e lucidez técnica, que vinha sendo o melhor jogador em campo, deu mais uma de suas arrancadas em direção à área do inimigo. Pouco antes da meia-lua, foi derrubado pelo zagueiro Aguinaldo, com o juiz tendo assinalado a falta. Tudo muito bem, tudo muito certo. Seria mais uma boa chance para o TAC ampliar o marcador, em bola parada.

 TAC5

Mas, na queda, os dois se ENGALFINHARAM e levantaram-se trocando IMPROPRÉRIOS e SOPAPOS. Iniciava uma pequena confusão, com troca de GENTILEZAS de ambos os lados. O árbitro, de forma acertada, expulsou os dois autores do fato desagradável.

Quando Wagner se dirigia para o vestiário, foi provocado pelo MANEMOLENTE lateral-esquerdo do Bagé, Diego Rocha. Jogador de pouca produtividade até então, mas preparadíssimo na ARTE de tirar do sério os adversários em campo e nas arquibancadas. Pois Wagner, sempre calmo em suas manifestações e dono de um futebol cerebral em campo, teve um momento de fúria, ao melhor estilo ZIDANE na final da Copa/2006. Trocou empurrões e socos com o lateral do Bagé e reiniciou, aí sim, uma BATALHA CAMPAL.

IMG_5118 IMG_5132

Todos os atletas, tanto os que estavam em campo, como os suplentes, assim como os integrantes das duas comissões técnicas, invadiram o gramado e PROTAGONIZARAM cenas lamentáveis.

O jogo ficou paralisado por pelo menos 15 minutos. Após contornada a situação, o árbitro expulsou mais 3 atletas, totalizando 5 expulsos. O Bagé ficou com 3 homens a menos e o TAC com 2 (Aguinaldo, Diego Rocha e Kesler foram os expulsos do Bagé; Wagner e Josimar foram os expulsos do TAC). Até mesmo o treinador Badico foi retirado do jogo pela arbitragem e teve de assistir o segundo tempo do lado de fora.

Segundo tempo, aliás, que tornou-se SONOLENTO, pelo pouco futebol e pela pouca vontade do TAC em atacar o adversário, mesmo contando com um jogador a mais.

Sem ímpeto e visivelmente POUPANDO fisicamente o grupo, o TAC manteve o placar em 2 a 0, desperdiçando uma chance de melhorar seu saldo de gols (critério que foi decisivo no 1º turno, deixando, inclusive, o próprio TAC fora da disputa das semifinais).

A vitória foi fundamental, isso é indiscutível. Não a toa, o TAC está na liderança ISOLADA do Grupo-B, dependendo apenas de si para manter a melhor campanha deste segundo turno e as vantagens que advém disso.

Porém, os prejuízos ainda serão contabilizados. A ausência de Wagner, jogador que vem sendo destaque em todas as partidas, será sentida, ainda mais pelo fato de que seu companheiro de VOLÂNCIA, André Tereza sofreu contusão na última semana e ainda não tem previsão de volta.

Com um grupo reduzido, o técnico Jair Galvão terá de encontrar soluções para suprir as ausências e manter a boa fase em casa, já que no próximo domingo, dia 06/10, a equipe recebe o 15 de Novembro de Campo Bom.

E na quarta-feira, dia 09/10, tem CLÁSSICO TA-TU, o clássico maior destes rincões, em Crissiumal. Um dos confrontos mais esperados dos últimos anos, pela qualidade e potencial das duas equipes. Mas esse é assunto para uma outra PROSA. Por hoje, seria isso.

Diretamente do GALPÃO DO MISSIONEIRO, em Feijão Miúdo, onde fica o centro efervescente e cultural de Três Passos, mateando com VALDOMIRO MAICÁ e acompanhando a gravação de um especial televisivo que destacará os 25 anos sem a legenda CENAIR MAICÁ…

Vinicius Araujo

@viniaraujo87

(Créditos fotos: cancheiro Vinicius Araujo e da “BATALHA” Carlos Grün/Atos e Fatos)

Publicado em Bagé, Segunda Divisão 2013, Série A2 2013, Três Passos com as tags , , , , , , , , , , . ligação permanente.

3 Respostas a VITÓRIA, LIDERANÇA, MAS AINDA ASSIM, PREJUÍZOS. É O TAC!

  1. antonio s. silva diz:

    Gostaria de como adquerir uma camisa do TAC.

  2. Alviazul diz:

    Bah, 5 expulsos no primeiro tempo, e o segundo fica sonolento ? Complicado hein rs

  3. edson diz:

    posso conseguir p você só me manda teu endereço e conversamos ok edson diretor tac e mail edsoncarlosman@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *