No campo ninguém te segura!

1390748_565950343454643_425946842_n

Na tarde do último sábado, o Guarani foi até Rio Grande enfrentar o time da Avenida Itália. Com três pontos, o Índio estava em terceiro na classificação, enquanto o adversário estava em segundo, com quatro. 

Ao trilar do apito, o Índio veio com tudo. Luan perdeu grande chance ao ver seu disparo parar em Alisson. Logo após, os homens de MARCA-TEXTO começaram a aprontar. Primeiro ao sonegarem falta frontal em uma escapada de Márcio. Depois veio o pior, Clodoaldo finta e é atingido pelo arqueiro, penalidade CLARISSISSISSISSÍMA não marcada sobre o camisa 7. Este que continuou aprontando sua peripécias pelo lado esquerdo, Macaé o procura até agora.

RG1

Êxito veterano

Mas o Índio cochilou. Rodrigo, que até então não havia trabalhado, precisou fazê-lo depois de receber um recuo e entregar a redonda ao matador Mano Garcia. Aos 25 minutos, falta da direita, Cristiano cruza, a bola atravessa a área e sobra para Da Silva, livre, leve e solto escorar para o gol vazio.

Depois do banho de água de sanga, os mateiros acordaram e voltaram ao jogo. A peleia ficou mais aberta e bonita de se ver, com bola no chão a maior parte do tempo. Até que começou o entrevero entre os xirús índios e a arbitragem. Rodrigo leva amarelo e o RESERVA Rodolfo é expulso. Além disso, o Rio Grande chegou três vezes com perigo, em lances onde os avantes estariam adiantados.

O primeiro tempo chegava ao fim, mas aos 48(!!!) a bola é alçada na área local e Vinícius Masiero cabeceia longe do alcance do guarda-metas adversário. 1 a 1 acabava com a catimba matadora de contra-ataques do time da casa e obrigava-os a partirem para cima do Índio em seu último embate na Noiva do Mar.

Júlio Battisti colocou o time todo no ataque e assim que foi. Sobretudo o meia-atacante Cristiano, que tomou conta do jogo correndo por toda a cancha, travando um BAITA de um duelo contra o destaque mateiro, Rangel.

O Rubro-Negro ameaçava em contra-ataques. Luan surpreendeu ao ir ao FLANCO e cruzar rasteiro para Éder Lazzari, mas o capitão desperdiçou grande chance. O Vovô ameaçou em lance com Tássio que finalizou para defesa de Rodrigo, no rebote, Cristian Fábian arremata por cima. Logo após, Luan recebe de Betinho em grandes condições, finta dois defensores com um toque e para no goleiro de novo.

Alexandre ingressa no lugar de Chiquinho. Aos 28 coube a ele a cobrança de um LIVRE pela direita, alçou na área e Cristiano desviou para as redes, gol contra! O dinamismo seguiu sendo a tônica da peleia. O Guarani defendeu-se com eficácia.

No último lance da partida, Tainã cobra falta e ela bate na barreira. Investida índia! A bola procura a canhotinha mágica que lança o matador Luan. Em velocidade, o camisa 9 domina e desencanta! Fim de papo e vitória importantíssima para as ambições do Guara.

O positivo ficou por conta da torcida veterana, que ignorou o fato de que eu estava de vermelho e preto e não fui sequer hostilizado. O negativo foram os marca-texto da liga Pelotense, que prejudicaram o espetáculo.

A próxima parada é a Rainha da Fronteira, onde o Índio mede forças com o Bagé, hoje, às 20 horas. O Rio Grande encara o 15 em Campo Bom, simultâneo ao nosso jogo. Os dois trocaram de posição na classificação. O Guara vai para a segunda posição, com seis pontos, enquanto o Vovô permanece com quatro, agora em terceiro.

Estádio Arthur Lawson, Rio Grande

Rio Grande 1 x 3 Guarani

Golos: Da Silva (25’1T), Vinícius Masiero

Rio Grande: Alisson, Rogerinho, Héverton, Da Silva, Elton Macaé, Paulo Leomar, Tássio (Raphael Paraíba), Cristiano, Danilo Conceição (Tiaguinho), Cristian Fabian e Mano Garcia (Tainã).

Guarani: Rodrigo Cardozo, Betinho, Márcio Nunes, Vinícius Masiero, Márcio, Rangel, Éder Lazzari, Rafael Bitencourt, Chiquinho (Alexandre), Clodoaldo e Luan.

Fotos: Kássia Noguez/SCRG e Esportchê

Régis Nazzi

Publicado em Guarani-VA, Rio Grande, Terceirona 2013 com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *