Garibaldi vence pelo placar mínimo e assume liderança do grupo

ba x gua

Na noite desta quinta-feira, 10 de outubro, entraram em campo na terra do champanha Garibaldi e Guarany de Bagé, em jogo válido pelo Grupo A da sofrida Terceirona Gaúcha. O clima estava agradável, o que permitiu que mais de uma centena de torcedores fosse assistir ao duelo.

A partida inteira foi caracterizada pela agitação dos jogadores, que, do início ao fim, discutiam constantemente, criando princípios de briga. Felizmente, o árbitro soube impor a ordem verbalmente e nenhuma pancadaria chegou a acontecer.

Mas, é claro, a bola também rolou – e não muito bem. Os erros de passe aconteciam a todo o momento. Tanto é que as melhores oportunidades foram construídas em bolas paradas e jogadas pela lateral. Nesse aspecto, o time da terra do espumante apresentou uma ligeira vantagem, com ataques mais perigosos que o adversário.

Com o segundo tempo em andamento e um tanto mais monótono, o jogo tinha cara de empate sem gols, já que ambas as equipes tinham dificuldade em chegar à meta.

Aos 39 minutos, porém, veio o lance decisivo. Em cobrança de escanteio pela direita, o atleta garibaldense levantou a bola no meio da área do Guarany. A defesa bageense afastou para o mesmo lado, permitindo novo cruzamento, desta vez para o capitão Renato, que entrava livre. Ele dominou a bola já do lado esquerdo da área e meio que chutou, meio que cruzou – impossível determinar ao certo – com direção ao segundo pau. Certo é que Flaviano meteu a cabeça na bola e mandou para a rede.

O gol foi muito comemorado por torcedores e jogadores. Com esse resultado, a AGE assumiu a liderança do Grupo A, com sete pontos em quatro jogos disputados. O Guarany de Bagé permaneceu com os seis pontos que já tinha, mas agora com cinco jogos, e ficou com a terceira posição.

Mas o destaque mesmo ficou para a torcida quase organizada da Associação Garibaldi de Esportes. Os jogadores da base do time levaram os instrumentos e batucaram o jogo inteiro, ora gritando canções de apoio mal ensaiadas, ora cantando pagodes consagrados que nada tinham a ver com o futebol lá jogado. É coisa que só se vê por aqui!

Assim despeço-me de mais uma cobertura dos acontecimentos no Estádio Alcides Santarosa. Fico na torcida para que Garibaldi avance para a fase seguinte, propiciando mais jogos por aqui e, quem sabe, mais alguns relatos.

Direto de Garibaldi,

Guilherme Beal

Publicado em Garibaldi, Guarany de Bagé, Segunda Divisão 2013, Terceirona 2013 com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

Os comentários estão fechados