Hecatombe indígena futebolística em vermelho e preto

tupixgua2

Bela camisa…

A definição genial acima, é de autoria de Geferson Kern, locutor da Rádio Venâncio Aires, que ME OBRIGUEI que copiar, pois foi a tônica da peleia.  Devido ao fato de não haver iluminação artificial no Estádio Municipal Rubro-Negro, em Crissiumal, a contenda se deu a luz do dia, às 15:30 horas de ontem.

A situação era o Guarani em terceiro da chave, com 6 pontos em três jogos. O Tupi era quinto, com 4 em 4. Ambos não levando em consideração os pontos AINDA não oficializados devido a desistência do Rossonero Pampeano. Mas todos da chave aguardavam ansiosamente o desfecho do embate Rubro-Negro. O TAC pretendia manter a liderança com um empate ou vitória local. Já o Bagé REZAVA por vitória visitante por mais de dois gols.

Um detalhe em particular tornava este embate muito especial. O Tupi campeão do primeiro turno teve seu fardamento titular SAQUEADO pelo povaréu no dia do júbilo ante  o Sapucaiense, aos moldes disto. Sendo assim, vestirão branco até o fim do certame! O que pegou a representação mateira SEM CALÇAS, pois trouxeram apenas o manto reserva, também claro. A Terceirona, como MAIOR CAMPEONATO deste rincão, teve o Guarani utilizando camisas encarnadas, cedidas pelos locais.

A batalha índigena rubro-negra!

tupixgua1

Os chimarreiros desfalcados de Clodoaldo, expulso em Bagé, foram com o canhotinho mágica Alexandre em seu lugar.  Ao trilar do apito, o Índio de Venâncio partiu ao ataque. Chiquinho, de atuação apagada na sua terra natal quis mostrar serviço, exigindo de SHREK duas defesas em cinco minutos.

O Tupi não utilizava seu meio de campo para atacar, e sim os FLANCOS. Sampaio & Sander mostraram porque têm sido os destaques do esquadrão da região Celeiro. Contrariando a cartilha, a dupla subia simultaneamente (!!!!!), não obstante, um dos dois cruzava para o outro que sempre rondava a área visitante com relativa frequência, tentando mostrar quem mandava no terreiro. Dependiam dos laterais, pois contavam com Giovani, o senhor impedimento e matador (de ataques) na frente. Na única oportunidade do vivente ele manda a bola no barranco.

Os laterais se destacavam, mas deixavam a defesa vulnerável às investidas do quarteto ofensivo. Por três vezes em toda a primeira parte, Rodolfo se apossou da redonda e deixou uma vez para cada um dos meias a possibilidade real de êxito, Rafael Bitencourt, Chiquinho e Alexandre tiveram suas chances, após espanadas de Caçapa e João Carlos, que ou foram AFUERA ou Josemar Shrek salvava.

Os 45 minutos iniciais foram sem REAIS chances de gol, mas suficientes para que se observasse uma paridade de forças entre os Índios Rubro-Negros e de que ambos são merecedores do acesso.

Os derradeiros 45 reservaram grandes emoções. Logo no primeiro minuto, Rodolfo surpreende. O camisa 9 vai ao círculo central e lança Alexandre, que como uma flecha letal vai às redes! Vantagem mateira logo no primeiro lance após o retorno dos vestiários. Márcio ainda avançou pelo meio e desferiu o CANHOTAÇO que mais uma vez foi parado pelo guarda-metas local.

TUPI 0 x 1 GUARANI

O gol despertou o outro índio. Zeferino, que estava mais quieto que guri cagado, desfere um REMATE potente triscando o travessão. A partir daí, o homem de preto passa a amarelar os exitosos. Márcio Nunes, Rangel, Vinícius Masiero, Chiquinho e Éder Lazzari receberam tarjeta amarilla.

A dupla sertaneja dos flancos do Tupi era mais acionada do que nunca, exigindo que Rodrigo mostrasse serviço com assustadora frequência. João Taquari ingressa no lugar do AMONESTADO Chiquinho a fim de segurar o favorável resultado que assegurava a classificação. Chicão formava o forte-apache venancioairense. Fosse torneio início, já teríamos o campeão, pois os anfitriões conseguiram INCONTÁVEIS tiros de canto. Em quantidade semelhante, só que CAGANDO A PAU, aparecia o volante Róbson, o Cocito de Crissiumal e suas obstruções.

Querendo a vitória, o Índio Guerreiro veio com o ACLAMADO Juninho substituindo o avante aquém do rendimento apresentado até aqui, Rodrigo Zeferino. O ingressante mais agudo auxiliou Sampaio & Sander no ataque, e aos 40 chutou cruzado, mas Anderson não alcançou a redonda.

O esgualepado Rodolfo é substituído por Luan. Este teve participação VITAL nos instantes finais de partida, pois segurou a bola no ataque, perdendo-a apenas com falta. Fim de papo no estádio Rubro-Negro. O Guarani foi a nove pontos, permanece na terceira posição até chegarem os três pontos do Milan, o Tupi permanece na quinta posição com quatro pontos. E findou-se a invencibilidade local de 13 partidas desde a volta do profissionalismo no ano passado.

E não podia passar batido a iniciativa do Guia Crissiumal, por fazer o que a Folha do Mate deixou de lado com o Índio nas profundezas do ludopédio bagual, ao filmar e divulgar imagens do que aconteceu entre as quatro linhas. Parabéns!

Prognósticos da ronda pré-churrásquica

O resultado eliminou o Bagé, que precisava de um placar mais elástico por parte dos mateiros e classificou o Rio Grande. A última rodada definirá posições e a quarta vaga. Todos os jogos serão PRÉ-BÓIA, as 11 da madrugada, devido ao clássico da capital pelo nacional.

Na Capital do Chimarrão, o Guarani recebe o Três Passos no Edmundo Feix, onde se definirá a liderança da chave. Um empate basta para os Mateiros, enquanto só a vitória interessa para o TAC. Em Campo Bom, 15 e Tupi medirão forças em um entrevero onde só os três pontos interessam ao Tricolor Cicloviário, o Tupi classifica-se em quarto com o empate, e em terceiro caso vença.

Estádio Municipal Rubro-Negro – Segunda Divisão Gaúcha 2013

Tupi 0 x 1 Guarani

Gol: Alexandre (1’2T)

Tupi: Josemar, Sampaio, Caçapa João Carlos e Sander; Amaral, Róbson, Cléberson (Rafael) e Bruno Flores; Rodrigo Zeferino (Juninho Oliveira) e Giovani (Anderson). DT: Paulo Henrique Marques.

Guarani-VA: Rodrigo, Betinho, Márcio Nunes, Vinicius Masiero e Márcio; Rangel, Éder Lazzari (Élber), Chiquinho (João Taquari), Rafael Bitencourt e Alexandre; Rodolfo (Luan). DT: Chicão.

Fotos: Guia Crissiumal e Daniel Heck/RVA

A caminho da liderança;

Régis Nazzi

Publicado em Guarani-VA, Terceirona 2013, Tupi de Crissiumal com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *