Artilharia pesada

vstac13

Valeu a liderança. Guarani com nove (12 considerando os do Milan) e Três Passos com 10 pontos era a situação até o início da eletrizante rodada que estava por vir. O horário não era atrativo. 11 da manhã é triste, mas se fez necessário devido ao 15 que havia jogado sexta e ao clássico da capital que foi as 16 horas de ontem.

O Rubro-Negro foi com time misto, dando chance da titularidade a cinco guris. Daniel, Michel, Élber e Dimitri estreavam entre os 11. João Taquari já havia sido titular, mas ganhou espaço na dele desta vez, que é o MIOLO da defesa. Clodoaldo também voltava de suspensão na última rodada, devido a expulsão em Bagé.

O Auri-Negro veio com força máxima, pois o empate não garantia que ponteassem a classificação. ESGUALEPADO, o visitante possuía apenas quatro suplentes.

Solito na moleira

Em sua primeira chegada, o Índio chegou com perigo em bom lançamento de Alexandre, que Luan não conseguiu concluir. Logo após, Luan chutou mascado e Jair segurou firme. Os Mateiros seguiram na habitual pressão inicial do anfitrião. Clodoaldo foi tocado na área e penalidade marcada. O artilheiro Luan foi para cobrança e marcou, 1×0 Guarani aos 13 da minutos.

O golo despertou o Borussia Pampeano. Romário cruzou da direita e o artilheiro Fábio Buda testou longe do alcance do jovem Daniel. Empate e mais TAC no ataque a partir dos 18. Luís Henrique avançou pela esquerda e chutou despretensiosamente para defesa difícil do guarda-metas Rubro-Negro. Deivid encobriu o arqueiro índio, a redonda caprichosamente passou ao lado do arco.

Eis que o dono do terreiro também queria jogo. Michel surpreende e aparece na área chutando na rede, pelo lado de fora. Logo depois, BAITA trama iniciada pelo estreante no profissional Dimitri, Luan e Alexandre tentam, mas a redonda acabou com Clodoaldo, que foi às redes pela quinta vez na competição, aos 34 da primeira etapa. A dianteira voltou aos locais, 2×1.

O gol deu a tranquilidade necessária para o Rubro-Negro que passou a tocar a bola. Sempre com Dimitri, que comandava as ações com MAESTRIA em poucos toques. O jovem meio venancioairense estava bem no jogo. Aos 42, mais um lançamento primoroso de Dimitri, Michel tentou CHAPELAR Vágner que bloqueou com o braço, castigo máximo de novo! Novamente Luan foi para a marca da cal e coloca a bola longe do goleiro! Nono tento dele na COMO QUEIRAM CHAMAR terceiro nível do Costelão 2013. Assim terminava a primeira parte, 3×1 inconteste.

Após a pausa para o mate, o Índio Mateiro logo ameaçou em um PATAÇO de Alexandre, que recebeu em boas condições de Michel, mas Jair agigantou-se, impedindo o êxito do canhotinha mágica! Logo em seguida, Deivid, Josimar e Fábio Buda desperdiçam boas chances, a defesa Índia parecia ATARANTADA.

Eis que entrou Rafael ACESSO Bitencourt ingressa e em BALÃO do goleiro Daniel, encobre Jair e desencantou aos 28 do segundo! O golo da consolidação da liderança, 4×1 no Ta-Tu GENÉRICO! A essa altura, o TAC já havia efetuado as três alterações, e o Guara trouxe a cancha Chiquinho e Rodolfo. Quem estava desde o início, esgualepou-se e a qualidade do jogo caiu vertiginosamente.

Mas Fábio Buda não parou. Primeiro, conclui ao lado do gol. Depois aos 35, faz o seu segundo gol. E aos 43, bola na área e ele de novo, Fábio Buda conseguiu seu HAT-TRICK! O homem do apito concedeu apenas um minuto de acréscimo e FIM DE PAPO para o show de gols da peleia pré-bóia! O mistão do Guarani venceu o Três Passos por 4×3 e acabou na liderança. O TAC foi o segundo.

A hora que separa o índio véio do piá

O destino será Garibaldi. No primeiro turno, ganhamos por 3×0 em Terras Chandonistas. A decisão será em Venâncio, mas o Guara não tem decepcionado fora de casa. Merecemos subir e espero que assim seja. O melhor de tudo é que Garibaldi fica a menos de 100 km da Terra do Chimarrão, então é possível viajar no dia e economizar os parcos pilas disponíveis.

Estádio Edmundo Feix – Venâncio Aires – Terceirona Gaúcha 2013

Guarani 4 x 3 Três Passos

Gols: Luan (13’1T e 43’1T), Clodoaldo (34’1T) e Rafael Bitencourt (28’2T); Fábio Buda (18’1T, 35’2T e 43’2T)

Guarani: Daniel, Michel, Márcio Nunes, João Taquari e Marcio; Élber, Betinho, Dimitri (Rafael Bitencourt) e Alexandre; Clodoaldo (Chiquinho) e Luan (Rodolfo). DT: Chicão

Três Passos: Jair, Romário, Gonçalves, Nicoletti e Luis Henrique; Rossi (Adriano), Vagner, Deivid (Jonathan) e André Tereza(Marcão); Josimar e Fábio Buda. DT: Jair Galvão.

Foto: Jornal Folha do Mate

Verde de mate e de esperança;

Régis Nazzi

Publicado em Guarani-VA, Terceirona 2013, Três Passos com as tags , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *