Chega de saudade!

998159_691041910948103_1734926204_n

“Chega de saudade
A realidade é que sem ela
Não há paz, não há beleza”

A torcida estava com saudade do time, o time estava com saudade da torcida e ambos tinham saudade da vitória. Pela quarta rodada do COSTELÃO 2014 na quarta à noite o Antônio David Farina recebeu dois dos times mais ENCARDIDOS de se enfrentar e como esperado, jogo truncado e poucas ocasiões de gol. Ao final o Veranópolis, após três empates, chutou a mandinga que lhe rondava vencendo por 2 tentos a 1 o Novo Hamburgo.

Logo que trilou o apito do árbitro o Pentacolor partiu pra cima do adversário trocando bons passes na meia cancha, mas falhando nas conclusões. Ao Novo Hamburgo restou defender-se e tentar se atirar ao ataque nos erros do mandante. A falta de um camisa 9 como referência para executar o pivô em ambos os times acabou resultando em cavalares tentativas de jogadas pelos lados do relvado, invariavelmente ineficazes. E para ajudar o senhor Leandro José Alflen, apitador, insistia em MORCEGAR o jogo marcando faltas  sem compaixão daqui e dali.

165b0c54893311e3878112cc6ccb322d_8

Jogando em casa o VEC manteve o controle da primeira parte até sua metade, ainda que sem chances claras de gol por várias vezes mandou o PORONGO ao lado da baliza dos Azuis. Impaciente com a falta de eficiência do time a torcida da casa chiava – do calor – e do posicionamento de Lê que, sob ordem de Julinho Camargo, jogava aberto pela esquerda focando-se mais em armar as jogadas do que finalizá-las. Com Juba aberto na outra ponta restava ao camisa 32 Bruno Coutinho ingressar área adentro pra concluir.

Comandados pelo camisa 10 Anderson Pico o Anilado só foi levar perigo ao lado Veranense depois dos 30 minutos de jogo e a partir daí teve controle da posse de bola. Destacando-se pela rápida recomposição e transição de bola, o Novo Hamburgo defendia com 8 homens e atacava com pelo menos 5 e normalmente pelo lado esquerdo nas costas do lateral Pentacolor Saraiva que parecia cansando antes mesmo de entrar em campo. Ao final do primeiro tempo sobrou o resultado OXO e o murmúrio da corneteira e longeva torcida.

No intervalo em mais uma de suas invencionices Julinho Camargo sacou o lateral direito Saraiva, deslocando o volante Marcos Rogério para a função, e colocou o grandalhão Soares, na mudança que mudaria o rumo da partida.

No primeiro minuto da segunda etapa Anderson Pico em falta na entrada da área acertou a barreira, depois de um breve bate e rebate El TANQUE Soares dominou a redonda e disparou ENDIABRADO pela direita, passou por um marcador e pena ultrapassada a linha central fez a bola sobrevoar o céu já escuro de Veranópolis até chegar marotamente no peito de Juberci, o Juba, que dominando-a tirou o zagueiro da jogada e quando tentou finalizar foi derrubado pelo mesmo, pênalti aos dois minutos jogados do segundo tempo. Pela falta Chicão recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

BRUNO COUTINHO mandou a pancada de canhota, alta e no meio do gol, o placar estava aberto.

Literalmente sobrando em cancha e com a torcida pegando junto, o VEC tratou de pressionar e aos 21 minutos Soares mostrou que briga pela titularidade. Novamente em bola lançada da direita para esquerda em um contra ataque, EL TANQUE recebeu de Eduardinho. Desta vez enquanto a bola novamente cruzava o céu Veranense houve tempo suficiente para o Pentacolor ter três jogadores na área, mas Soares nem quis saber, cortou pra direita, driblou o marcador e foi invadindo a área até chutar cruzado no canto esquerdo do arqueiro Max. Bola no fundo do gol e fim das esperanças Aniladas.

Ainda houve tempo para Julinho Camargo ser expulso após reclamação e para Douglas descontar para o Novo Hamburgo aos 41 minutos. Fim de TROVA, 2 a 1 para os Pentacolores que conseguiram a primeira vitória na competição e seguem sem perder e com 6 pontos ocupam o 5º lugar no Grupo A. O Nóia sofreu sua segunda derrota e com 4 pontos é o 4º colocado no Grupo B.

155488_10203163562159599_1684920464_n

Na próxima ronda, dia 02/02: Veranópolis x São Luiz e Esportivo x Novo Hamburgo.

Veranópolis 2×0 Novo Hamburgo

Veranópolis: Rodrigo Rocha; Saraiva (Soares), Léo Dagostini, Douglas e Romano; Marcos Rogério, Glauber, Eduardinho (Juninho) e Bruno Coutinho (Tiago Gasparetto); Lê e Juba. Técnico: Julinho Camargo.

Novo Hamburgo: Max; Chicão, Sosa, Luís Henrique e Peixoto; Alberto, Mazinho (Paulinho), Magno e Anderson Pico (Rafael Mineiro); Jonatas Belusso e Douglas. Técnico Itamar Schulle.

Gols: Bruno Coutinho, de pênalti (4/2º) e Soares (21/2º) – VEC; Douglas (41/2º) – NH.

Estádio: Antônio David Farina em Veranópolis (RS).

A foto 1 foi retirada de www.vec.net.br e as outras são do autor do texto.

Milongueando uns troço – Matheus Primieri.

Publicado em Gauchão 2014, Novo Hamburgo, Veranópolis com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *