De grão em grão…

avenida_riograndense1-213348

Uma semana de “folga” para os jogadores e, talvez, a semana mais longa para o torcedor alviverde até aqui esse ano. Assim se arrastaram os sete longos dias desde o último apito domingo, até a hora de ir aos Eucaliptos pra acompanhar o confronto contra o Riograndense. Mas assim como Deus fez o mundo em seis dias (ns) a semana passou e o sétimo dia foi de ir em busca da festa.

Quem chegava pelas bandas da São José, podia ver grande movimentação de PERIQUITOS. Tanto os Santacruzenses que compareceram em bom número, quanto os do coração do estado que fizeram uma LOTAÇÃO e se pegaram o rumo da Terra do Fumo pra, quem sabe, ver a classificação do GANDENSE. Todos abancados e a bola pronta pra rolar, Avenida todo de branco e os visitantes com seu uniforme DEGRADÊ, apita o tio!

Quem vem acompanhando o Avenida, notou grande diferença na equipe que iniciou a peleia. O técnico Régis modificou praticamente toda a equipe e entrou numa retranca alá Celso Roth. Com quatro zagueiros na equipe, o estreante Gilian como titular ao lado de Anderson Oliveira no ataque. Com uma retranca admirável, o jogo foi sonolento na primeira etapa. Raras foram as vezes que alguma das equipes teve boa chance no ataque, numa delas o Avenida teve um gol anulado em um impedimento totalmente duvidoso. Longos 45 minutos, apita o tio da cabeça BRILHOSA pro intervalo e, enquanto o torcedor se encaminhava para o HOT DOG dos Werner, palpites sobre mudanças na equipe podiam ser ouvidas. A equipe deveria voltar melhor postada em campo se quisesse vencer.

De volta pro segundo tempo e: nenhuma modificação nos donos da casa. Os atletas eram os mesmos, o futebol voltou outro, graças ao bom pai. Gilian que não havia se encontrado no primeiro tempo, subia fortemente ao ataque. Porém ainda sem conseguir ser 100% nas finalizações. O Avenida finalizou, foi pra cima, pressionou e nada do gol.

Eis que se ouve uma comemoração nas arquibancadas. Lance importante no jogo? Não, era apenas um gol do Panambi diante do Santa Cruz.

Estão sentindo falta de alguém nesse jogo? Eu preferia que ele não tivesse que aparecer, só que sem demora nosso SÃO VANDERLEI teve que baixar dos céus (ns) e operar dois de seus milagres em subidas do Riograndense. Peleia indo pra metade da segunda etapa, o gol insistia em não sair e eis que vem do banco duas modificações que deram outra cara ao Avenida. Hyantony e Maurício entraram e o Periquito dono do ninho foi pra cima do visitante querendo mostrar quem manda do ninho (?). Pressão, pressão, bola alta na área e o estreante Hyantony mostrou a que veio e cabeceou pro barbante. Avenida 1 x 0 Riograndense aos 30 minutos da etapa final.

Um gol a mais e o Avenida enfrentaria o Santa Cruz na quarta, e ele parecia querer sair. Apenas esqueceram de avisar o arqueiro visitante que defendeu o que podia e o que não podia. Esqueceram também de pedir uma ajuda pra zaga do Riograndense, que defendeu TRÊS bolas seguidas, sendo uma delas de cima da linha do gol. Maurício bateu pela esquerda, o arqueiro defendeu também. A ansiedade era nítida na arquibancada, não havia ali um alviverde sequer que não queria um AveCruz nos Eucaliptos.

Beirando os acréscimos , tarjeta roja para um de cada equipe. Nem os quatro minutos de acréscimo fizeram o segundo tento aparecer. A peleia acabou mais uma vez com o placar mínimo a favor do Avenida. Não teremos AveCruz, não teremos jogo em casa. Agora o Avenida encara o Glória fora de casa na quarta-feira, com duas opções: vencer ou vencer.

O Riograndense acabou ficando fora da segunda fase desse primeiro turno.

FICHA TÉCNICA

AVENIDA 1 x 0 RIOGRANDENSE

AVENIDA
Vanderlei; Evair, Sérgio Rafael, Altair e Roger (Maurício); Wellington, Márcio
Tinga, Miro Bahia (Elias) e Alexandre; Gilian (Hyantony) e Anderson Oliveira
Técnico: Régis Amarante

RIOGRANDENSE
Júlio César; Taffarel, Valença, David e Darlem (Zezinho) ; Geison, Giovani (Thiago
Maestri), Cléberson e Moisés Baiano (Gabriel); Gudi e Jajá
Técnico: Luciano Corrêa

GOLS
AVENIDA: Hyantony – 29min/2º

CARTÕES AMARELOS
AVENIDA: Evair, Wellington, Sérgio Rafael e Altair

RIOGRANDENSE: Taffarel

 

CARTÕES VERMELHOS

AVENIDA: Anderson Oliveira

RIOGRANDENSE: Cléberson


ARBITRAGEM
Rogério Furtado Gonçalves, auxiliado por Henrique Soares Coromberk e Fabricio
Junges Villa

Vacaria, tô chegando

Sabrina Heming

Publicado em Avenida, Divisão de Acesso 2014, Riograndense-SM com as tags , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *