Guia da Segunda Divisão 2016 – Grupo A

São Borja no Costelão de 83 (Futebol Gaúcho Tumblr)

São Borja no Costelão de 83 (Futebol Gaúcho Tumblr)

E lá vamos nós para mais uma edição daquele torneio cheio de times legais, mas que deveria acabar (fusão com a Segundona) que é o terceiro escalão da hierarquia do Gauchão. Chamada oficialmente pelo nome de Segunda Divisão, a Terceirona vem aí de novo, e com mais participantes que ano passado!

O regulamento segue o mesmo, sub-23, na primeira fase avançam os quatro primeiros de cada chave, depois os mesmos que avançaram se enfrentam, passando os dois melhores que farão semifinais e finais com os da outra chave com o horrendo e horrível saldo qualificado valendo. O pior de tudo é que o vencedor leva tudo de novo!

Como remanescentes, apenas a dupla Ba-Guá – clássico mais jogado do RS, chupem defensores daquele da capital! -, o maior campeão de todos, o Farroupilha, o verdadeiro imortal de casa nova, Gaúcho e o Sapucaiense. Nova Prata e Rio Grande voltaram rebaixados depois de rápidas passagens na Divisão de Acesso.

Sobre as mudanças temos tristes e alegres. Comecemos pelas piores: Palmeirense, Garibaldi e 14 de Julho não jogarão, embora tenham participado do congresso, bem como Estância Velha e Riopardense, que foram profissionais até 2014. De boas novas temos a APAFUT que levará um time profissional a Flores da Cunha e o Novo Horizonte, time do Gabriel O Pensador, depois de anos nas categorias de base, ambos avventuram-se no profissional e colocam Esteio no mapa do ludopédio pampeano. Entretanto, as novas velhas vem de duas comunidades que tiveram times na lanterna de suas chaves em 2012, Carazinho e São Borja. O Atlético finalmente voltou, enquanto que em São Borja a antiga SE São Borja, que não alinhava profissionalmente desde 1997 está novamente na ativa!

Depois de uma breve apresentação, vamos aos finalmentes e conhecer cada uma das 12 agremiações que tentarão chegar à Divisão de Acesso em 2017! Sorte aos persistentes e até o dia 17, marcado como o início da INFERNONA!

APAFUT / Flores da Cunha FC

APAFUT

A Associação de Pais e Amigos do Futebol foi um clube que surgiu em 2005 em parceria com a UCS. Para a disputa da Terceirona, foi realizada uma parceria com o empresário Fernando Otto e com a prefeitura de Flores da Cunha, levando desporto profissional à Terra do Galo, que teve jogos da Segundona em 2006, quando o time B do Juventude mandou suas partidas no Homero Soldatelli.

Tendo como base os jogadores agenciados pelo empresário, o clube pode surpreender. Das caras novas podem se destacar é o lateral-direito Mota, oriundo dos profissionais do Criciúma, o arqueiro Yan que também passou por lá e o adolescente Ivonaldo chegado do ABC. O plantel completo está aqui!

O time que se apresentou no dia 22 de fevereiro realizou três amistosos na pré-temporada com vitórias sobre o Torino de Caxias do Sul por 3×0, Igrejinha por 1×0 e contra o Independente, time amador de Flores da Cunha. A estreia será contra o Atlético Carazinho.

Time-base: Yan; Mota, Fonseca, Batistela e Cristiano; Jardel, Igor, Bonato e Léo; Matana e Ivonaldo

Técnico: Franco Müller

Cancha: Homero Soldatelli (1,5 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Marum

Em 2015: –

Melhor campanha histórica: estreante

C Atlético Carazinho

atletico-carazinho

O Atlético Carazinho resultou da fusão entre Glória e Veterano em 1970, campeão do Interior em 1974 e da Segundona de 1994 o clube alternou entre licenciado e ativo nos últimos anos. A última vez que alinhou profissionalmente foi na Terceirona de 2012, onde foi lanterna do grupo e campanha marcada por CENAS LAMENTÁVEIS deste dia. Desde então, ameaçou retornos nas últimas três temporadas. Em 2013 tinha time montado e tudo…

Para 2016 a história é diferente. Desde o ano passado o Galo do Planalto está com seu estádio em condições, inclusive o Gaúcho da vizinha Passo Fundo mandou jogos da Copa Walmir Louruz por lá! O presidente Gilberto Kamphorst deixou tudo NOS TRINQUES para o retorno Rubro-Negro e o clube realizou uma série de oito amistosos contra times das duas primeiras divisões.  Vieram derrotas já esperadas para União, Passo Fundo e Panambi, empates contra o Marau e reservas do Passo Fundo e vitórias ante clubes amadores como o Operário de Chapada, o CFA de Erval Seco.

A base do Atlético é composta em sua maioria por atletas de Carazinho e região. Sonhando em fazer um bom papel e em montar uma base para vir com força em 2017, o time da terra de Leonel Brizola tem várias boas novas, estádio em dia, TO nova e apoio da comunidade para fazer bonito. Brio não faltará!

Time-base: Léo Borba, Guilherme Agne, Gabriel Palácios, Andrei, Luan, Dudu Mello, João Moicano, Dani Tartá, Eduardo Barrichelo, Matheus e Adrian. 

Técnico: Eduardo Gomes

Cancha: Paulo Coutinho (3 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Mega Sports

Em 2015: –

Melhor campanha histórica: 11º em 2012

SC Gaúcho

!SC GAUCHO

De Passo Fundo, o Periquito do Boqueirão vem para mais uma disputa na Segunda Divisão Gaúcha, se fora das quatro linhas o orgulho toma conta com a nova casa, dentro a expectativa é de que o entrosamento do elenco seja um diferencial na árdua tarefa de retornar a Divisão de Acesso.

No último ano o Gaúcho fez boa campanha e encarou de igual para igual as equipes do Marau e do Palmeirense, pecou na inexperiência e na hora H acabou sendo eliminado e não indo para as semifinais, em 2016 sobra entrosamento e experiência. Começando pela casamata onde Ricardo Atollini segue comandando, da gurizada destaca-se o experiente goleiro Willian Lago, o ala-meia Brasinha e o zagueiro Diógenes, convocado para a seleção gaúcha de juniores.

Ocorreu no último domingo o único jogo de preparação Alviverde que foi a inauguração da moderna Arena BSBios, nova casa do Periquito do Boqueirão. A equipe B do Grêmio de Porto Alegre foi o convidado de honra para essa grande festa que mobilizou Passo Fundo e região e terminou em 4×2 para o Gaúcho! Para a Terceirona mais jogadores deverão chegar oriundos da Série A. O clube negocia com o Aimoré.

Time-base: William Lago; Brasinha, Bruno. Diógenes e Cristiano; Dudu, Júnior, Édipo e Adilson; Edigar e Dionatan.

Técnico: Ricardo Attolini

Cancha: Arena BSBios (5 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Adidas

Em 2015: 5º colocado na Terceirona

Melhor campanha histórica: campeão em 2000

A Nova Prata E

a - assoc nova prata esp

Rebaixado da Divisão de Acesso em 2015, o Nova Prata regressou de onde havia saído em 2013. Para tanto, o Rubro Serrano larga em vantagem por fatos simples, como ter um estádio com iluminação e liberado pelo Corpo de Bombeiros.

A montagem do elenco foi realizada a partir de um peneirão feito no início de março e de jogadores com passagens anteriores ao escrete de NUEVA PLATA. Os experientes Diego Bottin e Vandré estão de volta. O técnico é o ex-ala Joel Cavalo, que chega a NEW SILVER depois de ter passado pelo Garibaldi em 2013 e 2014 e ter auxiliado Julinho Camargo no VEC.

Infelizmente não encontramos maiores detalhes sobre a preparação da equipe para a Infernona 2016. A esquadra Pratense estreará contra o Gaúcho, que marcará o primeiro jogo oficial da nova casa dos adversários.

Time-base: João Paulo; Gabriel, Ícaro, Wesley e Andy; Daniel, Bottin, Vandré e Maurício; Vitor e Jandrei.

Técnico: Joel Cavalo

Cancha: Dr. Mário Cini (3 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Weefe

Em 2015: 14º colocado na Divisão de Acesso (rebaixado)

Melhor campanha histórica: vice-campeão em 2013

EC Novo Horizonte

Novo Horizonte EC de Esteio 00-12-08

DEBUTANDO em campeonatos profissionais em solo GAUDÉRIO no ano de 2016, o Esporte Clube Novo Horizonte da cidade de Esteio busca em seu primeiro ano ser a SURPRESA positiva da Terceirona. Fundado em meio a duas comemorações CABALISTICAS do nosso calendário, 28 de dezembro, o clube busca colocar a cidade da Região Metropolitana no mapa do Futebol Gaúcho.

Em preparação para a disputa do COSTELÃO DE TERCEIRA, a equipe realizou alguns amistosos, sem conseguir alcançar o resultado positivo. Foram duas derrotas, para São José (2×0) e Cruzeiro (3×1) e empates com o sub-20 do Grêmio (2×2) e zerado com o São José, ambas fora de casa, pois ainda não há definição de onde será realizada a FUMACEIRA do verdão na competição que se aproxima. As escalações das PELEIAS não foram divulgadas, mas o capitão do Novo Horizonte é o veterano volante esteiense Émerson, ex-Grêmio, Sport Recife e Nóia.

O EC Novo Horizonte BATE na PELOTA pela primeira vez no campeonato domingo, dia 03 de abril, contra a equipe do São Borja, no Vieirão, em Gravataí! A equipe que ganhou algum renome por ter o apoio de Gabriel, o Pensador agora busca voos no profissionalismo.

PS: os jogos da equipe constam como cancelados, mas pela ausência de informações oficias constam no guia.

Time-base: Felipe; Bruno, Lucão, Feijão e Adriel; Emerson, Deivid, Luizinho e Cristian; Lucas e Everton Diego

Técnico: Rudimar Cardozo

Cancha: Vieirão (7 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Weefe

Em 2015: –

Melhor campanha histórica: estreante

SE São Borja

Sociedade Esportiva São Borja (São Borja, RS)

Dentre os retornos mais festejados está o da SESB, que retorna ao futebol profissional depois de ter fechado as portas em 1997, rebaixado da Divisão de Acesso depois de ter conseguido o acesso na Terceirona de 96. Já a AESB abriu em 2003 e fechou em 2012, sem uma vitória sequer no profissional, mas com grandes campanhas nos torneios de base.

Com base do time sendo toda de São Borja, a prefeitura apoiará disponibilizando ônibus e fazendo as arrumações do estádio Vicente Goulart, que ainda não está liberado pelo corpo de bombeiros. Há planos de sócios oferecidos à comunidade e um belíssimo fardamento confeccionado pela Drággon.

Nos amistosos, um empate por 2×2 contra o Santo Ângelo e uma vitória por goleada de 4×0 sobre o Ferro Carril de Uruguaiana. A estreia será inicialmente contra o Novo Horizonte, se o jogo for cancelado, mudará para o feriado de Tiradentes ante o Atlético Carazinho.

Time-base: Cristiano; Marcelo, Felipinho, Geromel, Macaco e Juvenil; Bê, Guilherme Borja e Igor; Kael e Dall’Asta

Técnico: Candinho

Cancha: Vicente Goulart (8 mil lugares)

Fornecedor esportivo: Drággon

Em 2015: –

Melhor campanha histórica: 3º em 1996

Colaboraram Régis Nazzi, Natan Dalprá Rodrigues, Fábio Giacomelli, Lucas Cardoso, Wilian Luz e Deive Gessinger.

Publicado em APAFUT, Associação Nova Prata, Atlético Carazinho, Gaúcho de Passo Fundo, Novo Horizonte, São Borja, Segunda Divisão 2016 com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *