NOS ACHER

carlos

Jogo no início da semana é pra alegrar qualquer vivente EMBURRADO com a rotina do dia a dia. Chegar na Baixada e sentir AQUELE clima de jogo é sensacional. Ainda mais depois de uma baita vitória fora de casa contra o CRB. Torcida embalada, time mais ainda e, assim, GOSTAMOS.

No início do jogo o time do Avaí já sentiu o ABAFA que só o Caldeirão proporciona. Nos quatro minutos iniciais já tinha bola na rede. Camilo marcou o dele de cabeça e já enlouqueceu a gurizada. Otimista, meus olhos brilhavam vendo os lances, os toques certos e o show de bola que o Brasil estava dando. Elias no ataque e na marcação. O baixinho está gastando a bola.

O time estava empolgado e eu sabia que ia ser uma goleada daquelas. O campo parecia estar de caída e só dava Brasil. Aos 16 minutos, Ramon carregou a bola, driblou o marcador e encheu a pata.  Brasil 2, Avaí 0. Não deu nem tempo de terminar de comemorar o segundo gol e logo veio o terceiro pra consagrar a noite. Camilo, de novo, marcou com o pé que Deus lhe deu. (ns)

aIMG_5849

O Avaí avançou no DESESPERO. Até que um pênalti foi marcado a favor do visitante. Rafinha foi derrubado na área pelo Washington (PORRA, CUMPADI!) e o juizão não deixou passar.

Naquele ponto eu já não estava me importando se tomássemos um gol. A gente só não podia era ENTREGAR O PATÊ e deixar os caras virem pra cima. Mas nesse jogo embalado a nosso favor, nada podia dar errado. Martini defendeu e vibrou com a torcida. No final ficou 3 a 0, Brasil (fora o baile).

13886887_701572146648016_8593261355479996112_n

Fechamos a primeira fase com 30 pontos, em 5º lugar, invictos em casa e a 15 pontos de permanecer na série B. Pra quem ia brigar pra não cair está bom demais, né?

O Brasil retorna aos gramados no dia 19 de agosto, contra o Paraná, lá em Curitiba – um velho conhecido. Jogo em casa só no dia 26 de agosto, contra o Atlético Goianense, às 20h30.

A vitória contra o Avaí foi merecida e LOUCA de especial. Ainda mais porque os jogadores vestiam camisas com os nomes dos sócios e torcedores. A torcida entrou em campo e marcou três golaços, afinal o Brasil nunca vai jogar sozinho!

Do jeito que as coisas estão indo, já dá pra sonhar com um possível acesso à série A. Disso eu não sei, mas existem duas certezas: ser xavante é uma dádiva e o futebol é maravilhoso. O resto é resto.

Pra quem estava nos procurando na ponta de baixo da tabela, levanta a cabeça porque de cima a gente não sai. NOS ACHER!

Jéssica GEBhardt

As fotos são do Carlos Insaurriaga (Assessoria G.E.Brasil) e do Ítalo Santos.

Publicado em Brasil de Pelotas, Série B com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *