Paulo Porto – parte III

27935726_1507375862694504_1387097949_nEncontrei o Thiago Gomes por acaso em uma formatura ano passado. Entre uma frase e outra, lamentamos o péssimo jogo em São Leopoldo que decretou a eliminação na Copa Paulo Sant’Ana e os desafios que o Lobão teria pra 2018.

Empolgado, falei que ele tinha sido o único treinador de verdade na Boca do Lobo em 2017 – Rospide e Mabília fizeram fiasco na Divisão de Acesso. Comentei também da dificuldade em conquistar o acesso, contra clubes – por incrível que pareça! – em melhores condições financeiras. Eis que o homem bate no meu peito e afirma: “pode ter certeza que vamos subir. Eu prometo!”.

Extasiado, confiei no nosso comandante e contei a história pra alguns amigos, um pouco cético, é verdade. Bons nomes do elenco foram renovando, reforços importantes que foram surgindo… A promessa parecia cada vez mais real.

Eis que a transição do Grêmio dá errada. César Bueno, sem nenhuma vitória, é demitido.  Glauco Pasa anuncia no meio da transmissão do jogo contra o Brasil que Thiago Gomes é o nome mais cotado. Que coincidência engraçada, o mesmo nome do treinador do Pelotas. Reflexão de um milésimo, fico confuso. “Thiago Gomes, ele que é ex-auxiliar do Falcão, base do Fluminense e Atlético Paraense  e deixou o Pelotas recentemente”. Eis que a realidade bate na porta. Mas nem tudo está perdido… Ele vem aí!

Excluindo a passionalidade, é impossível rejeitar uma proposta dessas. Ser o número dois da comissão técnica do campeão da América. Se Renato é rei no Grêmio, é como se Thiago Gomes agora fosse designado como uma espécie de príncipe. O número 2 na linha de sucessão, ganhando três vezes mais do que no cargo anterior. Coube à alcateia arranjar um novo líder, pois Rômulo se bandeou de novo aos humanos. E quem vem pra comandar? Paulo Porto, é óbvio!

Ainda há tempo

Consulto agora a tabela da Divisão de Acesso. Falta um mês pra rodada inicial. Pelotas tem ainda muito amistoso pela frente. Ainda há tempo, não muito, mas não pouco. Será suficiente ou não, como vamos saber? Talvez não fosse suficiente com o Thiago Gomes. Qualquer tese  nessa hora é um mero chute no escuro. A gente confia ou desconfia na passionalidade. Com a razão o prognóstico é difícil, seja com Thiago ou com Paulo.

Surgem muitos mitos nessa hora. “O Paulo Porto é totalmente diferente do Thiago Gomes! Ele não montou o elenco! Ele vai pegar a barca no meio do caminho!”. Bem, pode até ser verdade. Mas nem por isso tem total relevância.

Nas duas passagens do Paulo pelo Pelotas, o que vimos foi um time que colocava a bola no chão. Tentava propor o jogo, sem abuso de ligação direta, balão pra área ou outras coisas que adoram ou enojam os torcedores. É bem verdade que não vai ter a saída de bola com o goleiro, zagueiros abertos e o volante entre eles pra construir a jogada. Ele não é o dito “treinador moderno” – de novo, sem fazer juízos de valores. Parto da avaliação de que tem bons e maus treinadores de qualquer estilo.

Realidade. Não viria outro igual ao Thiago Gomes – seja isso bom ou ruim. O elenco do Pelotas é um elenco “universal”. Mesmo que Thiago Gomes tenha escolhido alguns jogadores, isso não significa que só renderiam com ele ou com semelhante. Juliano Tatto era desejo do Pelotas desde antes da torcida saber o nome do Thiago. Giancarlo, desde a década passada artilheiro no interior, é provavelmente mais conhecido pelo Paulo Porto. Daniel Carvalho, Tiago Gaúcho, Ricardo Bierhals seriam jogadores do Pelotas independente do treinador. Rodrigo Vitor, vindo de fora do estado, foi surpresa pra todo mundo.

Serão mais de três semanas pra Paulo chegar, conhecer quem não conhece, aproveitar ou não o que foi feito até agora e montar o time. No imaginário do torcedor, a lembrança da tríplice coroa.Os bons tempos que um dia hão de voltar. Ainda teve a quase felicidade na copinha 2015. Bons e maus trabalhos, recentes e antigos, no currículo. No presente, um jargão da política que eu particularmente gosto muito: “deixa o homem trabalhar”.

Heitor Araújo

Publicado em Divisão de Acesso 2018, Pelotas com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *